news.med.br  -  Pharma News
Pharma News - 27/08/21
A Food and Drug Administration, dos Estados Unidos, aprovou uma nova indicação para o medicamento Xywav para hipersonia idiopática1 em adultos. A hipersonia idiopática1 é um distúrbio crônico2 do sono incomum que faz com que as pessoas fiquem excessivamente sonolentas durante o dia, mesmo depois de uma boa noite de sono. A solução oral de Xywav (composta de oxibatos de cálcio, magnésio, potássio e sódio) já foi aprovada para o tratamento da cataplexia3 ou sonolência diurna excessiva em pacientes de sete anos ou mais com narcolepsia. A eficácia do Xywav foi avaliada em um estudo duplo-cego4 de retirada randomizada, controlado por placebo5. Essa nova indicação para o Xywav é significativa, pois a FDA nunca concedeu uma aprovação para tratamento da hipersonia idiopática1.
1 Idiopática: 1. Relativo a idiopatia; que se forma ou se manifesta espontaneamente ou a partir de causas obscuras ou desconhecidas; não associado a outra doença. 2. Peculiar a um indivíduo.
2 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
3 Cataplexia: Na medicina, é o mesmo que apoplexia ou perda repentina do tono muscular provocada por emoção forte, às vezes associada a um irresistível desejo de dormir. Prostração por súbito ataque de uma doença, sono hipnótico. Em veterinária, entre animais, é uma emoção forte que produz rigidez muscular. Em zoologia, aparência de morte simulada por certos animais como estratégia de defesa.
4 Estudo duplo-cego: Denominamos um estudo clínico “duplo cego” quando tanto voluntários quanto pesquisadores desconhecem a qual grupo de tratamento do estudo os voluntários foram designados. Denominamos um estudo clínico de “simples cego” quando apenas os voluntários desconhecem o grupo ao qual pertencem no estudo.
5 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
   [Mais...]

Pharma News - 23/08/21
Os resultados de um ensaio aberto de grupo paralelo sugerem que o uso de abelacimab, um novo anticorpo1 contra os fatores XI e XIa totalmente humano, foi associado a uma redução no risco de coágulos sanguíneos após cirurgia, sem aumentar o risco de hemorragia2 em comparação com o padrão atual de cuidado. O ensaio clínico, que foi publicado no The New England Journal of Medicine, comparou 3 regimes de dosagem de abelacimabe versus enoxaparina, e os resultados indicam que todos os 3 regimes de abelacimabe demonstraram não inferioridade contra a enoxaparina, e 2 dos 3 demonstraram superioridade contra o padrão atual de tratamento. Assim, o estudo mostrou que o fator XI é importante para o desenvolvimento de tromboembolismo3 venoso pós-operatório, e a inibição do fator XI com uma única dose intravenosa de abelacimabe após artroplastia total do joelho foi eficaz na prevenção de tromboembolismo3 venoso.
1 Anticorpo: Proteína circulante liberada pelos linfócitos em reação à presença no organismo de uma substância estranha (antígeno).
2 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
3 Tromboembolismo: Doença produzida pela impactação de um fragmento de um trombo. É produzida quando este se desprende de seu lugar de origem, e é levado pela corrente sangüínea até produzir a oclusão de uma artéria distante do local de origem do trombo. Esta oclusão pode ter diversas conseqüências, desde leves até fatais, dependendo do tamanho do vaso ocluído e do tipo de circulação do órgão onde se deu a oclusão.
   [Mais...]

Pharma News - 17/08/21
A Anvisa autorizou uso emergencial de novo medicamento contra a Covid-19. Regkirona (regdanvimabe) utiliza a tecnologia de anticorpo1 monoclonal e se trata de um produto injetável que terá uso restrito a hospitais. O regdanvimabe é indicado para o tratamento de Covid-19 leve a moderada em pacientes adultos que não necessitam de suplementação2 de oxigênio, com infecção3 por Sars-CoV-2 confirmada por laboratório e que apresentam alto risco de progressão para a doença em sua forma mais grave. A aprovação da autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, se deu na quarta-feira, 11 de agosto, sendo esse o quarto medicamento autorizado no Brasil para tratamento da Covid-19.
1 Anticorpo: Proteína circulante liberada pelos linfócitos em reação à presença no organismo de uma substância estranha (antígeno).
2 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
3 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
   [Mais...]

Pharma News - 03/08/21
A depressão pós-parto é uma das complicações médicas mais comuns durante e após a gravidez1, afetando negativamente a mãe e o filho. Neste estudo, publicado pelo JAMA Psychiatry, pesquisadores indagaram se o tratamento com zuranolona reduziria os sintomas2 depressivos em mulheres com depressão pós-parto. Os resultados mostraram que a zuranolona proporcionou reduções significativas nos sintomas2 depressivos e foi geralmente bem tolerada, apoiando o seu maior desenvolvimento no tratamento da depressão pós-parto.
1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
   [Mais...]

Pharma News - 26/07/21
A variante B.1.617.2 (delta) do SARS-CoV-2, o vírus1 que causa a Covid-19, contribuiu para um aumento de casos na Índia e já foi agora detectado em todo o mundo. A eficácia das vacinas BNT162b2 (Pfizer) e ChAdOx1 nCoV-19 (AstraZeneca) contra esta variante ainda não está clara. Neste estudo, publicado pelo The New England Journal of Medicine, apenas diferenças modestas na eficácia das vacinas foram observadas com a variante delta em comparação com a variante alfa após o recebimento de duas doses das vacinas. As diferenças absolutas na eficácia das vacinas foram mais marcadas após o recebimento da primeira dose, de modo que a descoberta apoia os esforços para maximizar a adesão às duas doses das vacinas entre as populações vulneráveis.
1 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
   [Mais...]

Pharma News - 21/07/21
O aumento da prevalência1 de variantes do SARS-CoV-2 levantou preocupações sobre possíveis diminuições na eficácia das vacinas. A vacina2 contra o coronavírus produzida pela Johnson & Johnson (Janssen Farmacêutica) parece ser muito menos eficaz contra as variantes Delta e Lambda do que contra o vírus3 SARS-CoV-2 original, de acordo com um novo estudo publicado online na plataforma bioRxiv. Os anticorpos4 desencadeados pelas vacinas da Pfizer e da Moderna, baseadas em RNAm, mostraram resistência de neutralização modesta contra variantes Beta, Delta, Delta plus e Lambda, enquanto os anticorpos4 desencadeados pela vacina2 da Janssen, baseada em vetor adenoviral, eram de baixa concentração de neutralização. O novo estudo ainda não foi revisado por pares nem publicado em uma revista científica.
1 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
2 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
3 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
4 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
   [Mais...]

Pharma News - 13/07/21
A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA concedeu aprovação ao etexilato de dabigatrana (Pradaxa) para o tratamento de coágulos sanguíneos em pacientes pediátricos com tromboembolismo1 venoso (TEV) e prevenção de coágulos sanguíneos recorrentes em pacientes que completaram o tratamento para TEV. Este é o primeiro medicamento anticoagulante2 oral para uso em crianças na história da organização. O medicamento foi aprovado para tratar crianças de 3 meses a menos de 12 anos com tromboembolismo1 venoso imediatamente após terem sido tratadas com um anticoagulante2 injetável durante pelo menos cinco dias. A FDA também aprovou as pílulas orais de Pradaxa para prevenir coágulos recorrentes entre pacientes da mesma faixa etária que completaram o tratamento para seu primeiro tromboembolismo1 venoso.
1 Tromboembolismo: Doença produzida pela impactação de um fragmento de um trombo. É produzida quando este se desprende de seu lugar de origem, e é levado pela corrente sangüínea até produzir a oclusão de uma artéria distante do local de origem do trombo. Esta oclusão pode ter diversas conseqüências, desde leves até fatais, dependendo do tamanho do vaso ocluído e do tipo de circulação do órgão onde se deu a oclusão.
2 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
   [Mais...]

Pharma News - 13/05/21
Uma vacina1 contra a malária que demonstrou ser 77 por cento eficaz em testes – o nível mais alto já alcançado – oferece a esperança de controlar uma doença que mata cerca de 400.000 pessoas a cada ano, muitas delas crianças. A Organização Mundial da Saúde2 (OMS) estabeleceu uma meta de 75 por cento de eficácia até 2030 para uma vacina1 contra a malária, e a nova vacina1 é a primeira a atingir esse nível. De acordo com a notícia publicada pela revista New Scientist, Adrian Hill, da Universidade de Oxford, e seus colegas esperam que ela possa ser aprovada para uso nos próximos dois anos, com base na velocidade e nas lições aprendidas através do rápido desenvolvimento das vacinas contra covid-19 – os pesquisadores também trabalham no projeto da vacina1 de Oxford / AstraZeneca contra o coronavírus.
1 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Pharma News - 27/04/21
A budesonida inalada, um corticosteroide comum usado para tratar asma1 e doença pulmonar obstrutiva crônica, pode encurtar em três dias o tempo que leva para pessoas não internadas no hospital se recuperarem da covid-19, de acordo com um estudo em pessoas com mais de 50 anos com maior risco de covid-19 e pessoas com mais de 65 anos. De acordo com a análise provisória do ensaio Principle, relatada pelo The British Medical Journal, cerca de um terço (32%) das pessoas que tomaram budesonida inalada se recuperaram nos primeiros 14 dias após a randomização e permaneceram bem até 28 dias, em comparação com pouco mais de um quinto (22%) no grupo de tratamento usual.
1 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
   [Mais...]

Pharma News - 23/04/21
A farmacêutica Regeneron Pharmaceuticals anunciou resultados positivos de um ensaio de Fase 3 avaliando a capacidade do coquetel de anticorpos1 REGEN-COV para reduzir o risco e a carga de infecção2 por COVID-19 entre contatos domiciliares de indivíduos infectados com SARS-CoV-2. A administração subcutânea3 do REGEN-COV protegeu rapidamente os contatos domiciliares da exposição ao SARS-CoV-2 em casa, com 72% de proteção contra infecções4 sintomáticas na primeira semana e 93% nas semanas subsequentes. O coquetel é constituído por dois anticorpos1: casirivimab e imdevimab. Ambos são monoclonais, o que significa que são proteínas5 fabricadas em laboratório, a partir de células6 vivas, para bloquear a infecção2 pelo vírus7 Sars-CoV-2.
1 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
2 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Subcutânea: Feita ou situada sob a pele; hipodérmica.
4 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
5 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
6 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
7 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
   [Mais...]

» 05/04/2021 - Pfizer-BioNTech anunciam resultados positivos do estudo de sua vacina contra COVID-19 em adolescentes, relatando 100% de eficácia em crianças de 12 a 15 anos
» 23/03/2021 - Vacina da AstraZeneca contra COVID-19: Agência Europeia de Medicamentos e OMS afirmam que os benefícios ainda superam os riscos
» 19/11/2020 - Candidata a vacina contra COVID-19 da Moderna atingiu 94,5% de eficácia, atendendo seu parâmetro de avaliação de eficácia primária
» 18/11/2020 - Pfizer e BioNTech concluem estudo de fase 3 da candidata a vacina contra COVID-19, constatando 95% de eficácia
» 17/09/2020 - Covid-19: o ensaio RECOVERY avaliará "coquetel de anticorpos antivirais"
» 26/08/2020 - FDA autoriza uso emergencial de plasma convalescente como tratamento potencial para a COVID-19
» 01/07/2020 - Estudo de fase 1/2 para descrever a segurança e imunogenicidade de uma candidata a vacina de RNA de COVID-19 (BNT162b1)
» 17/06/2020 - Dexametasona reduz a morte em pacientes hospitalizados com complicações respiratórias graves da COVID-19
» 19/05/2020 - STI-1499, um potente anticorpo anti-SARS-CoV-2, demonstra capacidade de inibir completamente a infecção pelo vírus in vitro em estudos pré-clínicos
» 05/05/2020 - FDA dos Estados Unidos emite autorização de uso emergencial para o remdesivir, um tratamento potencial da COVID-19


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Receber conteúdos