news.med.br

Mais acessados

Antivirais de ação direta reduzem risco de mortalidade e de carcinoma hepatocelular em pacientes com infecção crônica pelo HCV: estudo publicado pelo The Lancet

Antivirais de ação direta reduzem risco de mortalidade e de carcinoma hepatocelular em pacientes com infecção crônica pelo HCV: estudo publicado pelo The Lancet

Estudo prospectivo1 francês diz que o uso de medicamentos antivirais de ação direta reduz o risco de mortalidade2 por todas as causas e de carcinoma3 hepatocelular em pacientes com infecção4 crônica pelo vírus5 da hepatite6 C (HCV).
1 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Carcinoma: Tumor maligno ou câncer, derivado do tecido epitelial.
4 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
5 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
6 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
- 15/02/2019
Aumento de 10% no consumo de alimentos ultraprocessados foi associado a um risco 14% maior de mortalidade por todas as causas, publicado pelo JAMA

Aumento de 10% no consumo de alimentos ultraprocessados foi associado a um risco 14% maior de mortalidade por todas as causas, publicado pelo JAMA

O alto consumo de alimentos ultraprocessados está associado a um aumento no risco geral de mortalidade1? Neste estudo de coorte2, com 44.551 adultos franceses, todos com 45 anos ou mais, um aumento de 10% na proporção de consumo de alimentos ultraprocessados foi estatística e significativamente associado a um risco 14% maior de mortalidade1 por todas as causas.
1 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
2 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
- 12/02/2019
MIT: nova cápsula libera insulina na corrente sanguínea através do estômago e pode substituir as injeções de insulina

MIT: nova cápsula libera insulina na corrente sanguínea através do estômago e pode substituir as injeções de insulina

Cápsula que libera insulina1 na corrente sanguínea após se posicionar no estômago2 pode substituir as injeções de insulina1 usadas por pacientes com diabetes3, é o que promete a nova descoberta do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Elas ainda precisam ser testadas em humanos, mas são esperança para milhões de diabéticos.
1 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
2 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
3 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
- 11/02/2019
PNAS: fatores imunológicos podem desencadear o câncer associado à inflamação crônica

PNAS: fatores imunológicos podem desencadear o câncer associado à inflamação crônica

Pesquisadores identificaram fatores imunológicos que interagem para iniciar a inflamação1 crônica que promove o câncer2. O bloqueio desses fatores impediu o desenvolvimento de câncer2 de pele3 e de cólon4 em camundongos com inflamação1 crônica. Amir Ameri, do MGH Center for Cancer2 Immunology e do Cutaneous Biology Research Center (CBRC), é o principal autor do artigo publicado pela Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).
1 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
4 Cólon:
- 13/02/2019
Bactéria Wolbachia pode ser usada como estratégia complementar na prevenção da transmissão da febre amarela urbana

Bactéria Wolbachia pode ser usada como estratégia complementar na prevenção da transmissão da febre amarela urbana

Os resultados de uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade Federal de Minas Gerais e da Fundação Oswaldo Cruz sugerem que a presença da bactéria1 Wolbachia em mosquitos Aedes aegypti tem a capacidade de reduzir a transmissão do vírus2 da febre amarela3 e pode ser usada como uma estratégia complementar para a prevenção da transmissão dessa doença, juntamente com o programa de vacinação humana.
1 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
2 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
3 Febre Amarela: Doença infecciosa aguda, de curta duração (no máximo 10 dias), gravidade variável, causada pelo vírus da febre amarela, que ocorre na América do Sul e na África. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina). A única forma de prevenção é a vacinação contra a doença.
- 18/02/2019
Recorrência de câncer de mama invasivo ou morte foi 50% menor com adjuvante T-DM1 do que com trastuzumabe isolado, em trabalho publicado pelo NEJM

Recorrência de câncer de mama invasivo ou morte foi 50% menor com adjuvante T-DM1 do que com trastuzumabe isolado, em trabalho publicado pelo NEJM

Os resultados de uma pesquisa publicada pelo periódico The New England Journal of Medicine (NEJM) mostram que, entre os pacientes com câncer1 de mama2 precoce HER2-positivo que apresentavam doença residual invasiva após o término da terapia neoadjuvante, o risco de recorrência3 de câncer1 de mama2 invasivo ou morte foi 50% menor com adjuvante T-DM1 do que com trastuzumabe isolado.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
3 Recorrência: 1. Retorno, repetição. 2. Em medicina, é o reaparecimento dos sintomas característicos de uma doença, após a sua completa remissão. 3. Em informática, é a repetição continuada da mesma operação ou grupo de operações. 4. Em psicologia, é a volta à memória.
- 20/02/2019

Elogios, críticas ou sugestões

Seu nome:
Seu email:
Mensagem:

  • Entrar
  • Assinar
O news.med.br® é parte integrante da Plataforma HiDoctor® e é oferecido a você gratuitamente.