news.med.br

Mais acessados

JAMA Cardiology: efeito do exercício aeróbico e de força muscular nos tecidos adiposos cardíacos. Há diferenças?

JAMA Cardiology: efeito do exercício aeróbico e de força muscular nos tecidos adiposos cardíacos. Há diferenças?

Análises secundárias de um ensaio clínico randomizado1, com publicação online pelo JAMA Cardiology, teve o objetivo de investigar se uma intervenção de treinamento aeróbico ou o treinamento de força muscular, durante 12 semanas, regula a massa de tecido adiposo2 epicárdico e pericárdico.
1 Randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle – o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Tecido Adiposo: Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.
- 10/07/2019
Microbioma cervicovaginal, status da mutação no BRCA1 e o risco de câncer de ovário: estudo publicado pelo The Lancet Oncology

Microbioma cervicovaginal, status da mutação no BRCA1 e o risco de câncer de ovário: estudo publicado pelo The Lancet Oncology

Vários fatores - incluindo idade, história familiar, inflamação1, fatores reprodutivos e laqueadura tubária - modulam o risco de câncer2 de ovário3. Neste estudo, o objetivo foi estabelecer se as mulheres com câncer2 de ovário3 ou com risco de desenvolvê-lo têm um microbioma4 cervicovaginal desequilibrado.
1 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Ovário: Órgão reprodutor (GÔNADAS) feminino. Nos vertebrados, o ovário contém duas partes funcionais Sinônimos: Ovários
4 Microbioma: Comunidade ecológica de microrganismos comensais, simbióticos e patogênicos que compartilham nosso espaço corporal. Microbioma humano é o conjunto de microrganismos que reside no corpo do Homo sapiens, mantendo uma relação simbiótica com o hospedeiro. O conceito vai além do termo microbiota, incluindo também a relação entre as células microbianas e as células e sistemas humanos, por meio de seus genomas, transcriptomas, proteomas e metabolomas.
- 12/07/2019
Circulation: três maneiras simples de salvar quase 100 milhões de vidas, em 25 anos, em todo o mundo

Circulation: três maneiras simples de salvar quase 100 milhões de vidas, em 25 anos, em todo o mundo

Expandir o tratamento da pressão arterial1 alta (hipertensão arterial2), reduzir a ingestão de sódio e eliminar as gorduras trans3 da dieta. Essas três ações podem diminuir drasticamente a mortalidade4 e salvar 94,3 milhões de pessoas, em todo o mundo, das mortes prematuras causadas pelas doenças não transmissíveis, sugerem novas pesquisas publicadas pelo periódico Circulation, da American Heart Association (AHA).
1 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
2 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
3 Gorduras trans: Tipo específico de gordura formada por um processo de hidrogenação natural (ocorrido no rúmen de animais) ou industrial. Esta hidrogenação industrial transforma óleos vegetais líquidos em gordura sólida à temperatura ambiente e são utilizadas para melhorar a consistência dos alimentos e também aumentar a vida de prateleira de alguns produtos. Mas o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras trans pode causar aumento do colesterol total e do colesterol ruim (LDL-colesterol) e também redução dos níveis de colesterol bom (HDL-colesterol).
4 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
- 16/07/2019
Testes genéticos são importantes para o diagnóstico do diabetes tipo 1

Testes genéticos são importantes para o diagnóstico do diabetes tipo 1

Em pesquisa publicada pelo Journal of Clinical Investigation, os participantes do estudo Joslin Medalist Study, todos com diabetes tipo 11 (DM1), mantiveram células2 β positivas para insulina3, com muitos respondendo a estímulos metabólicos mesmo após 50 anos de DM1, indicando a importância do teste genético para a DM1 diagnosticada clinicamente.
1 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
2 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
3 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
- 09/07/2019
Eventos vasculares, infecções e cânceres são os três principais responsáveis por danos graves relacionados a diagnósticos incorretos

Eventos vasculares, infecções e cânceres são os três principais responsáveis por danos graves relacionados a diagnósticos incorretos

Em todos os ambientes de prática médica estudados em uma análise, publicada online pelo periódico Diagnosis, os eventos vasculares1, as infecções2 e os cânceres (às vezes coletivamente referidos como os "Três Grandes") responderam pela maior parte da morbidade3 e mortalidade4 atribuíveis a erros diagnósticos nos EUA.
1 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
4 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
- 18/07/2019
Velocidade de onda de pulso está associada a maior risco de demência em pacientes com comprometimento cognitivo leve

Velocidade de onda de pulso está associada a maior risco de demência em pacientes com comprometimento cognitivo leve

Estudo publicado no periódico Hypertension descobriu que a rigidez arterial pode identificar pacientes com comprometimento cognitivo1 leve com maior risco de demência2, podendo ser um alvo terapêutico para retardar ou prevenir o aparecimento de demência2.
1 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
- 19/07/2019

Elogios, críticas ou sugestões

Seu nome:
Seu email:
Mensagem:

  • Entrar
  • Assinar