news.med.br

Mais acessados

Tratamentos medicamentosos para covid-19: revisão sistemática viva e metanálise de rede

Tratamentos medicamentosos para covid-19: revisão sistemática viva e metanálise de rede

Estudo publicado pelo The BMJ concluiu que os glicocorticoides provavelmente reduzem a mortalidade1 e a ventilação2 mecânica em pacientes com covid-19 em comparação ao tratamento padrão. Porém, a eficácia da maioria das intervenções é incerta, devido a ensaios clínicos3 randomizados pequenos e com limitações.
1 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
2 Ventilação: 1. Ação ou efeito de ventilar, passagem contínua de ar fresco e renovado, num espaço ou recinto. 2. Agitação ou movimentação do ar, natural ou provocada para estabelecer sua circulação dentro de um ambiente. 3. Em fisiologia, é o movimento de ar nos pulmões. Perfusão Em medicina, é a introdução de substância líquida nos tecidos por meio de injeção em vasos sanguíneos.
3 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
- 04/08/2020
Eficácia da dieta cetogênica, dieta de Atkins modificada e dieta com baixo índice glicêmico em crianças com epilepsia resistente a medicamentos

Eficácia da dieta cetogênica, dieta de Atkins modificada e dieta com baixo índice glicêmico em crianças com epilepsia resistente a medicamentos

Estudo publicado pelo JAMA Pediatrics indica que as diretrizes devem apoiar o uso da dieta cetogênica, dieta de Atkins modificada e dietoterapia com baixo índice glicêmico para o tratamento da epilepsia1 resistente a medicamentos; cada terapia dietética deve ser discutida com os cuidadores em termos do benefício na redução da carga convulsiva e do risco de eventos adversos.
1 Epilepsia: Alteração temporária e reversível do funcionamento cerebral, que não tenha sido causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos. Durante alguns segundos ou minutos, uma parte do cérebro emite sinais incorretos, que podem ficar restritos a esse local ou espalhar-se. Quando restritos, a crise será chamada crise epiléptica parcial; quando envolverem os dois hemisférios cerebrais, será uma crise epiléptica generalizada. O paciente pode ter distorções de percepção, movimentos descontrolados de uma parte do corpo, medo repentino, desconforto no estômago, ver ou ouvir de maneira diferente e até perder a consciência - neste caso é chamada de crise complexa. Depois do episódio, enquanto se recupera, a pessoa pode sentir-se confusa e ter déficits de memória. Existem outros tipos de crises epilépticas.
- 05/08/2020
Prevalência de placas de alto risco e risco de acidente vascular cerebral em pacientes com estenose carotídea assintomática

Prevalência de placas de alto risco e risco de acidente vascular cerebral em pacientes com estenose carotídea assintomática

Estudo publicado pelo JAMA Neurology mostrou que placas1 de alto risco eram comuns em pacientes com estenose2 carotídea assintomática e a incidência3 anual associada de eventos isquêmicos ipsilaterais (4 eventos por 100 pessoas-ano) foi maior do que as estimativas atualmente aceitas.
1 Placas: 1. Lesões achatadas, semelhantes à pápula, mas com diâmetro superior a um centímetro. 2. Folha de material resistente (metal, vidro, plástico etc.), mais ou menos espessa. 3. Objeto com formato de tabuleta, geralmente de bronze, mármore ou granito, com inscrição comemorativa ou indicativa. 4. Chapa que serve de suporte a um aparelho de iluminação que se fixa em uma superfície vertical ou sobre uma peça de mobiliário, etc. 5. Placa de metal que, colocada na dianteira e na traseira de um veículo automotor, registra o número de licenciamento do veículo. 6. Chapa que, emitida pela administração pública, representa sinal oficial de concessão de certas licenças e autorizações. 7. Lâmina metálica, polida, usualmente como forma em processos de gravura. 8. Área ou zona que difere do resto de uma superfície, ordinariamente pela cor. 9. Mancha mais ou menos espessa na pele, como resultado de doença, escoriação, etc. 10. Em anatomia geral, estrutura ou órgão chato e em forma de placa, como uma escama ou lamela. 11. Em informática, suporte plano, retangular, de fibra de vidro, em que se gravam chips e outros componentes eletrônicos do computador. 12. Em odontologia, camada aderente de bactérias que se forma nos dentes.
2 Estenose: Estreitamento patológico de um conduto, canal ou orifício.
3 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
- 05/08/2020
A cirurgia de bypass gástrico em Y de Roux altera a expressão gênica no tecido adiposo subcutâneo em pacientes não diabéticos com obesidade, trazendo benefícios

A cirurgia de bypass gástrico em Y de Roux altera a expressão gênica no tecido adiposo subcutâneo em pacientes não diabéticos com obesidade, trazendo benefícios

Estudo publicado no periódico Diabetes1, conduzido por pesquisadores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, demonstrou que a perda de peso está associada à melhora da inflamação2 e estresse do retículo endoplasmático e maior proteção contra o estresse oxidativo no tecido adiposo3.
1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
3 Tecido Adiposo: Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.
- 31/07/2020

Elogios, críticas ou sugestões

Seu nome:
Seu email:
Mensagem:

  • Entrar
  • Assinar