news.med.br  -  Medical Journal
Medical Journal - 10/10/18
Para estudar a dinâmica do índice de massa corporal1 (IMC2) em crianças, desde o nascimento até a adolescência, e a susceptibilidade3 para o desenvolvimento de obesidade4 sustentada foi realizado um trabalho na University of Leipzig, o qual foi publicado pelo periódico The New England Journal of Medicine (NEJM).
1 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
2 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
3 Susceptibilidade: 1. Ato, característica ou condição do que é suscetível. 2. Capacidade de receber as impressões que põem em exercício as ações orgânicas; sensibilidade. 3. Disposição ou tendência para se ofender e se ressentir com (algo, geralmente sem importância); delicadeza, melindre. 4. Em física, é o coeficiente de proporcionalidade entre o campo magnético aplicado a um material e a sua magnetização.
4 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
   [Mais...]

Medical Journal - 09/10/18
Com o objetivo de investigar o efeito das terapias endócrinas em uma ampla gama de resultados clínicos específicos de doenças cardiovasculares1, em mulheres com história de câncer2 de mama3 não metastático, foi realizada uma revisão sistemática e metanálise de ensaios clínicos4 randomizados e estudos observacionais, publicada pelo BMJ.
1 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
4 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
   [Mais...]

Medical Journal - 08/10/18
A professora Patricia Kissinger, do Departamento de Epidemiologia da Escola de Saúde1 Pública e Medicina Tropical da Universidade de Tulane, em Nova Orleans, EUA, e demais colaboradores estudaram o tratamento da tricomoníase vaginal com dose única ou com dose de 7 dias de metronidazol e mediram os resultados em estudo controlado e randomizado2.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle – o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
   [Mais...]

Medical Journal - 05/10/18
Mais de 70% dos estudantes do ensino médio dormem menos de 8 horas por noite, ficando aquém das 8 a 10 horas que os adolescentes precisam para uma saúde1 ideal. O sono insuficiente afeta negativamente a aprendizagem e o desenvolvimento e altera profundamente o julgamento, especialmente entre os jovens. Pesquisadores americanos estimaram as associações entre duração do sono e comportamentos de risco em estudantes do ensino médio nos EUA.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Medical Journal - 27/09/18
Ensaio clínico randomizado1 que avaliou o tratamento antibiótico para apendicite2 não complicada, sem cirurgia, ao longo de cinco anos, foi publicado pelo periódico The Journal of the American Medical Association (JAMA).
1 Randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle – o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Apendicite: Inflamação do apêndice cecal. Manifesta-se por abdome agudo, e requer tratamento cirúrgico. Sua complicação mais freqüente é a peritonite aguda.
   [Mais...]

Medical Journal - 26/09/18
Estudos abordando a amamentação1 e a obesidade2 raramente documentam o método de aleitamento materno3, o tipo de suplementação4 ou a alimentação dada em hospital. Com dados da coorte5 canadense Canadian CHILD Study, foram investigadas essas práticas e sua relação com o ganho de peso infantil.
1 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
2 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
3 Aleitamento Materno: Compreende todas as formas do lactente receber leite humano ou materno e o movimento social para a promoção, proteção e apoio à esta cultura. Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
4 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
5 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
   [Mais...]

Medical Journal - 21/09/18
A lorcaserina, um agonista1 seletivo do receptor 2C da serotonina, que modula o apetite, tem eficácia comprovada no controle do peso em pacientes com sobrepeso2 ou obesidade3. Um estudo publicado pelo The New England Journal of Medicine (NEJM) mostrou que a lorcaserina facilitou a perda de peso sustentada sem uma taxa alta de eventos cardiovasculares maiores do que aquela com o placebo4.
1 Agonista: 1. Em farmacologia, agonista refere-se às ações ou aos estímulos provocados por uma resposta, referente ao aumento (ativação) ou diminuição (inibição) da atividade celular. Sendo uma droga receptiva. 2. Lutador. Na Grécia antiga, pessoa que se dedicava à ginástica para fortalecer o físico ou como preparação para o serviço militar.
2 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
3 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
4 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
   [Mais...]

Medical Journal - 20/09/18
O tratamento com ácido graxo poli-insaturado ômega-3 está associado à melhora dos sintomas1 de ansiedade? Nesta revisão sistemática e metanálise de 19 ensaios clínicos2, com participantes de 11 países, a melhora dos sintomas1 de ansiedade foi associada ao tratamento com ômega-3. Os efeitos ansiolíticos foram maiores em participantes com condições clínicas específicas.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
   [Mais...]

Medical Journal - 19/09/18
Um estudo com publicação online pelo American Journal of Psychiatry diz que níveis elevados de um metabólito1 do diclorodifeniltricloroetano (DDT) no soro2 de grávidas fornecem a primeira evidência com biomarcadores de que um inseticida pode estar envolvido na etiologia3 do autismo em crianças.
1 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
2 Soro: Chama-se assim qualquer líquido de características cristalinas e incolor.
3 Etiologia: 1. Ramo do conhecimento cujo objeto é a pesquisa e a determinação das causas e origens de um determinado fenômeno. 2. Estudo das causas das doenças.
   [Mais...]

Medical Journal - 18/09/18
A progressão para o diabetes tipo 21 em pessoas com pré-diabetes2 pode ser acentuadamente reduzida com intervenções destinadas a corrigir os distúrbios fisiopatológicos subjacentes (ou seja, a secreção prejudicada de insulina3 e a resistência à insulina4), segundo publicação do The Lancet Diabetes5 & Endocrinology.
1 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
2 Pré-diabetes: Condição em que um teste de glicose, feito após 8 a 12 horas de jejum, mostra um nível de glicose mais alto que o normal mas não tão alto para um diagnóstico de diabetes. A medida está entre 100 mg/dL e 125 mg/dL. A maioria das pessoas com pré-diabetes têm um risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2.
3 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
4 Resistência à insulina: Inabilidade do corpo para responder e usar a insulina produzida. A resistência à insulina pode estar relacionada à obesidade, hipertensão e altos níveis de colesterol no sangue.
5 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
   [Mais...]

» 17/09/2018 - Efeito da aspirina na sobrevida livre de incapacidades em idosos saudáveis
» 11/09/2018 - Prevalência e fatores de risco da apneia obstrutiva do sono entre afro-americanos: estudo Jackson Heart Sleep Study, publicado no periódico Sleep
» 06/09/2018 - Crescimento dos casos de câncer atribuíveis ao alto índice de massa corporal no Brasil
» 31/08/2018 - NEJM: efeitos da aspirina na prevenção primária de pessoas com Diabetes Mellitus
» 29/08/2018 - Uso de álcool: consumo que minimiza a perda de saúde é o nível zero, segundo análise sistemática do estudo Global Burden of Disease Study 2016 publicada pelo The Lancet
» 28/08/2018 - Tai chi chuan é superior ao exercício aeróbico no tratamento da fibromialgia, em trabalho publicado pelo BMJ
» 27/08/2018 - Como o sono afeta o risco de enxaqueca?
» 23/08/2018 - Benefícios clínicos e de custo da terapia nutricional médica para o manejo da dislipidemia: uma revisão sistemática e metanálise
» 22/08/2018 - Aplicativo móvel para contracepção é aprovado pela FDA
» 20/08/2018 - Quanto de carboidrato na dieta está associado à menor mortalidade? Estudo prospectivo de coorte e metanálise publicado pelo The Lancet


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar