news.med.br  -  Medical Journal
Medical Journal - 02/02/21
Nesta publicação do JAMA Pediatrics, foi demonstrado que crianças cujas mães tinham qualquer doença autoimune1, diabetes tipo 12, febre reumática3 ou cardite reumática ou psoríase4 tinham probabilidade significativamente maior de serem diagnosticadas com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Além disso, em uma metanálise de 5 estudos, crianças cujas mães tinham alguma doença autoimune1, diabetes tipo 12, hipertireoidismo5 ou psoríase4 tinham probabilidade significativamente maior de serem diagnosticadas com TDAH.
1 Autoimune: 1. Relativo à autoimunidade (estado patológico de um organismo atingido por suas próprias defesas imunitárias). 2. Produzido por autoimunidade. 3. Autoalergia.
2 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
3 Febre reumática: Doença inflamatória produzida como efeito inflamatório anormal secundário a infecções repetidas por uma bactéria chamada estreptococo beta-hemolítico do grupo A. Caracteriza-se por inflamação das articulações, febre, inflamação de uma ou mais de uma estrutura cardíaca, alterações neurológicas, eritema cutâneo. Com o tratamento mais intensivo da faringite estreptocócica, a freqüência desta doença foi consideravelmente reduzida.
4 Psoríase: Doença imunológica caracterizada por lesões avermelhadas com descamação aumentada da pele dos cotovelos, joelhos, couro cabeludo e costas juntamente com alterações das unhas (unhas em dedal). Evolui através do tempo com melhoras e pioras, podendo afetar também diferentes articulações.
5 Hipertireoidismo: Doença caracterizada por um aumento anormal da atividade dos hormônios tireoidianos. Pode ser produzido pela administração externa de hormônios tireoidianos (hipertireoidismo iatrogênico) ou pelo aumento de uma produção destes nas glândulas tireóideas. Seus sintomas, entre outros, são taquicardia, tremores finos, perda de peso, hiperatividade, exoftalmia.
   [Mais...]

Medical Journal - 02/02/21
A radioterapia1 para câncer2 retal está associada ao aumento do risco de segundas neoplasias3 malignas ginecológicas e ao prognóstico4 em mulheres com câncer2 retal? Estudo publicado pelo JAMA Network Open concluiu que a radioterapia1 para câncer2 retal foi associada a um risco aumentado de câncer2 do corpo do útero5 e câncer2 de ovário6, e o desenvolvimento de câncer2 do corpo do útero5 foi associado a um pior prognóstico4.
1 Radioterapia: Método que utiliza diversos tipos de radiação ionizante para tratamento de doenças oncológicas.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Neoplasias: Termo que denomina um conjunto de doenças caracterizadas pelo crescimento anormal e em certas situações pela invasão de órgãos à distância (metástases). As neoplasias mais frequentes são as de mama, cólon, pele e pulmões.
4 Prognóstico: 1. Juízo médico, baseado no diagnóstico e nas possibilidades terapêuticas, em relação à duração, à evolução e ao termo de uma doença. Em medicina, predição do curso ou do resultado provável de uma doença; prognose. 2. Predição, presságio, profecia relativos a qualquer assunto. 3. Relativo a prognose. 4. Que traça o provável desenvolvimento futuro ou o resultado de um processo. 5. Que pode indicar acontecimentos futuros (diz-se de sinal, sintoma, indício, etc.). 6. No uso pejorativo, pernóstico, doutoral, professoral; prognóstico.
5 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
6 Ovário: Órgão reprodutor (GÔNADAS) feminino. Nos vertebrados, o ovário contém duas partes funcionais Sinônimos: Ovários
   [Mais...]

Medical Journal - 01/02/21
Adultos que fumam ou que são geneticamente predispostos a comportamentos de tabagismo têm maior probabilidade de sofrer um tipo grave de derrame1 chamado hemorragia2 subaracnóidea (HSA), de acordo com uma nova pesquisa publicada no jornal Stroke. Os resultados deste estudo sugerem que fumar de meio maço a 20 maços por ano representa um risco 27% maior de sofrer HSA, fornecendo evidências importantes de que existe uma relação causal entre o tabagismo e o risco desse tipo de hemorragia2.
1 Derrame: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
2 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
   [Mais...]

Medical Journal - 29/01/21
O controle do diabetes tipo 11 é desafiador. Nesse estudo publicado pelo The Lancet, comparou-se os resultados usando um sistema de circuito fechado híbrido2 disponível comercialmente com um novo sistema experimental com recursos potencialmente úteis para adolescentes e adultos jovens com diabetes tipo 11. A hiperglicemia3 foi reduzida sem aumentar a hipoglicemia4 usando o sistema de circuito fechado híbrido2 avançado experimental em comparação com o sistema MiniMed 670G disponível comercialmente.
1 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
2 Híbrido: Em genética, diz-se do organismo formado pelo cruzamento de dois progenitores de raças, linhagens, variedades, espécies ou gêneros diferentes e que frequentemente é estéril. O hibridismo, natural ou manipulado, é comum entre as plantas, mas o exemplo mais conhecido é o burro ou mula, cruza entre o cavalo e a jumenta ou entre a égua e o jumento. Em linguística, diz-se da palavra formada por elementos tomados de línguas diferentes, como bicicleta: bi (latim), cicle (grego), eta (do italiano etta). Em sentido figurado, que ou o que é composto de elementos diferentes, heteróclitos, disparatados.
3 Hiperglicemia: Excesso de glicose no sangue. Hiperglicemia de jejum é o nível de glicose acima dos níveis considerados normais após jejum de 8 horas. Hiperglicemia pós-prandial acima de níveis considerados normais após 1 ou 2 horas após alimentação.
4 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
   [Mais...]

Medical Journal - 29/01/21
A metástase1 é a principal causa de mortalidade2 por câncer3, e o câncer3 frequentemente produz metástases4 para o fígado5. Nesse estudo publicado na Nature Medicine, pesquisadores relataram que as metástases4 hepáticas6 diminuem a eficácia da imunoterapia sistemicamente em pacientes e modelos pré-clínicos, cooptando mecanismos de tolerância periférica do hospedeiro para causar resistência à imunoterapia adquirida através da deleção de células7 T CD8+.
1 Metástase: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
4 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
5 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
6 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
7 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
   [Mais...]

Medical Journal - 28/01/21
Em um ensaio clínico publicado na revista Science, um transplante de microbioma1 fecal demonstrou o potencial de induzir uma resposta à imunoterapia com anticorpo2 para o receptor imuno-inibitório PD-1 (anti-PD-1) em pessoas com melanoma3 metastático refratário ao tratamento. Essas descobertas iniciais têm implicações importantes para a modulação da microbiota4 intestinal no tratamento do câncer5.
1 Microbioma: Comunidade ecológica de microrganismos comensais, simbióticos e patogênicos que compartilham nosso espaço corporal. Microbioma humano é o conjunto de microrganismos que reside no corpo do Homo sapiens, mantendo uma relação simbiótica com o hospedeiro. O conceito vai além do termo microbiota, incluindo também a relação entre as células microbianas e as células e sistemas humanos, por meio de seus genomas, transcriptomas, proteomas e metabolomas.
2 Anticorpo: Proteína circulante liberada pelos linfócitos em reação à presença no organismo de uma substância estranha (antígeno).
3 Melanoma: Neoplasia maligna que deriva dos melanócitos (as células responsáveis pela produção do principal pigmento cutâneo). Mais freqüente em pessoas de pele clara e exposta ao sol.Podem derivar de manchas prévias que mudam de cor ou sangram por traumatismos mínimos, ou instalar-se em pele previamente sã.
4 Microbiota: Em ecologia, chama-se microbiota ao conjunto dos microrganismos que habitam um ecossistema, principalmente bactérias, protozoários e outros microrganismos que têm funções importantes na decomposição da matéria orgânica e, portanto, na reciclagem dos nutrientes. Fazem parte da microbiota humana uma quantidade enorme de bactérias que vivem em harmonia no organismo e auxiliam a ação do sistema imunológico e a nutrição, por exemplo.
5 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
   [Mais...]

Medical Journal - 27/01/21
Um novo estudo, publicado no JACC: Cardiovascular Imaging, sugere que medições de pico de sobrecarga longitudinal atrial (PALS) e pico de sobrecarga de contração atrial (PACS) podem ajudar a prever quais pacientes com insuficiência cardíaca1 com fração de ejeção preservada correm maior risco de desenvolver fibrilação atrial. A inclusão desses componentes de sobrecarga do átrio esquerdo2 no algoritmo de diagnóstico3 pode ajudar a orientar a triagem e monitorar o risco de fibrilação atrial nessa população.
1 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
2 Átrio Esquerdo: Câmaras do coração às quais o SANGUE circulante retorna.
3 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
   [Mais...]

Medical Journal - 27/01/21
Resultados de estudo de caso-controle, publicado no JAMA Network Open, de mais de 3.000 pacientes com história de convulsões funcionais, sugerem que pode haver uma ligação entre convulsões funcionais e doença cerebrovascular1, incluindo acidente vascular cerebral2 – uma nova ligação entre as condições. As convulsões funcionais, também conhecidas como convulsões não-epilépticas psicogênicas, também foram associadas a transtornos psiquiátricos, incluindo transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), e a trauma de agressão sexual.
1 Doença cerebrovascular: É um dano aos vasos sangüíneos do cérebro que resulta em derrame (acidente vascular cerebral). Os vasos tornam-se obstruídos por depósitos de gordura (aterosclerose) ou tornam-se espessados ou duros bloqueando o fluxo sangüíneo para o cérebro. Quando o fluxo é interrompido, as células nervosas sofrem dano ou morrem, resultando no derrame. Pacientes com diabetes descompensado têm maiores riscos de AVC.
2 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
   [Mais...]

Medical Journal - 26/01/21
A descoberta de características únicas do SARS-CoV-2 oferece explicações possíveis de por que adultos mais velhos e pessoas com diabetes1 ou doenças cardíacas podem ter respostas mais graves à COVID-19 do que outros. No novo estudo publicado na Nature Scientific Reports, pesquisadores identificaram três maneiras pelas quais a COVID-19, mas não os outros vírus2, silencia a resposta protetora celular do corpo e relata que ela o faz desviando os genes mitocondriais de sua função normal.
1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
   [Mais...]

Medical Journal - 25/01/21
Com o confinamento em casa devido à COVID-19, foram levantadas preocupações sobre se o confinamento pode ter piorado o fardo da miopia1 devido à diminuição substancial do tempo gasto ao ar livre e ao aumento do tempo de tela em casa. Nessa pesquisa, publicada pelo JAMA Ophthalmology, que incluiu 194.904 testes de photoscreening realizados em 123.535 crianças, uma mudança miópica substancial (-0,3 dioptrias) foi observada após o confinamento em casa devido à COVID-19 para crianças de 6 a 8 anos. A prevalência2 de miopia1 aumentou de 1,4 a 3 vezes em 2020 em comparação com os 5 anos anteriores.
1 Miopia: Incapacidade para ver de forma clara objetos que se encontram distantes do olho.Origina-se de uma alteração dos meios de refração do olho, alteração esta que pode ser corrigida com o uso de lentes especiais, e mais recentemente com o uso de cirurgia a laser.
2 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
   [Mais...]

» 25/01/2021 - Lesão renal aguda ocorre em 43% dos episódios de cetoacidose diabética pediátrica e pode ser parte de um padrão de lesão de múltiplos órgãos envolvendo os rins e o cérebro
» 22/01/2021 - Relatório descreve a transmissão vaginal de câncer de mães com câncer cervical para bebês
» 21/01/2021 - A melatonina pulmonar modula a infecção por SARS-CoV-2, atuando como uma barreira contra o coronavírus
» 21/01/2021 - 76% dos pacientes que tiveram COVID-19 relataram pelo menos um sintoma 6 meses após as primeiras manifestações da doença
» 20/01/2021 - Estudo mostrou que imunogenicidade e segurança de doses fracionadas de vacinas contra a febre amarela não são inferiores à dose padrão
» 19/01/2021 - A fumaça de cigarro induz um mecanismo que aumenta a osteoclastogênese na artrite inflamatória, exacerbando a doença inflamatória local
» 19/01/2021 - Descompressão cirúrgica dentro de 24 horas após lesão medular aguda está associada a uma melhor recuperação sensório-motora
» 18/01/2021 - Base fisiopatológica e justificativa para o tratamento ambulatorial precoce da infecção por SARS-CoV-2 (COVID-19)
» 14/01/2021 - Consumo excessivo de álcool no início da adolescência está associado a resultados deletérios na maturação microestrutural da substância branca
» 13/01/2021 - Estudo sugere que infecção do corpo carotídeo pelo SARS-CoV-2 pode ser responsável pela hipoxemia silenciosa em pacientes com COVID-19


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Receber conteúdos