news.med.br  -  Saúde
Saúde - 11/02/19
Cápsula que libera insulina1 na corrente sanguínea após se posicionar no estômago2 pode substituir as injeções de insulina1 usadas por pacientes com diabetes3, é o que promete a nova descoberta do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Elas ainda precisam ser testadas em humanos, mas são esperança para milhões de diabéticos.
1 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
2 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
3 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
   [Mais...]

Saúde - 07/02/19
Dados do The Global Burden of Disease Study identificaram mudanças notáveis nas taxas de suicídio em todo o mundo. Seus resultados indicam reduções substanciais no suicídio globalmente, mas ressaltam que ele continua sendo uma das principais causas de anos de vida perdidos em muitas partes do mundo. Além disso, as descobertas chamam a atenção para a notável heterogeneidade nas tendências de suicídio entre países e subgrupos demográficos que merecem uma investigação mais aprofundada.   [Mais...]
Saúde - 01/02/19
Publicadas as atualizações das recomendações da Academia Americana de Pediatria para o uso rotineiro de vacinas contra influenza1 e medicamentos antivirais na prevenção e tratamento da gripe2 em crianças para a temporada 2018-2019.
1 Influenza: Doença infecciosa, aguda, de origem viral que acomete o trato respiratório, ocorrendo em epidemias ou pandemias e frequentemente se complicando pela associação com outras infecções bacterianas.
2 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
   [Mais...]

Saúde - 30/01/19
Os desafios de saúde1 são muitos no mundo: surtos de doenças evitáveis por vacinação, crescimento de patógenos resistentes a medicamentos, taxas crescentes de obesidade2 e inatividade física, poluição ambiental, mudança climática e múltiplas crises humanitárias. Em 2019, a Organização Mundial de Saúde1 põe em prática um novo plano estratégico de 5 anos — o 13th General Programme of Work — para enfrentar essas ameaças.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
   [Mais...]

Saúde - 29/01/19
A cada ano, a American Cancer1 Society estima o número de novos casos de câncer1 e mortes que ocorrerão nos Estados Unidos e compila os dados mais recentes sobre incidência2, mortalidade3 e sobrevivência4 de câncer1. Os dados do documento deste ano mostram que a taxa de mortalidade3 por câncer1 (2007‐2016) diminuiu anualmente em mulheres e homens em 1,4% e 1,8%, respectivamente.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
3 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
4 Sobrevivência: 1. Ato ou efeito de sobreviver, de continuar a viver ou a existir. 2. Característica, condição ou virtude daquele ou daquilo que subsiste a um outro. Condição ou qualidade de quem ainda vive após a morte de outra pessoa. 3. Sequência ininterrupta de algo; o que subsiste de (alguma coisa remota no tempo); continuidade, persistência, duração.
   [Mais...]

Saúde - 18/01/19
As mulheres geralmente têm acesso limitado à contracepção1, e os métodos de barreira têm baixa aceitação e uma alta taxa de falha, principalmente devido ao uso incorreto, o que pode resultar em gravidez2 não planejada. Uma equipe da Georgia Tech inventou um adesivo com microagulhas que se implantam na pele3 e se dissolvem, liberando hormônio4.
1 Contracepção: Qualquer processo que evite a fertilização do óvulo ou a implantação do ovo. Os métodos de contracepção podem ser classificados de acordo com o seu objetivo em barreiras mecânicas ou químicas, impeditivas de nidação e contracepção hormonal.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
4 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
   [Mais...]

Saúde - 27/12/18
Artigo publicado pelo The New England Journal of Medicine (NEJM) mostra que, em 2016, a morte entre crianças e adolescentes tornou-se um evento raro. Os declínios nas mortes por doenças infecciosas ou câncer1, que resultaram do diagnóstico2 precoce, vacinas, antibióticos e tratamento médico e cirúrgico, deram lugar a um aumento nas mortes por causas relacionadas a lesões3, incluindo acidentes de carro, ferimentos por arma de fogo e o problema emergente de casos de overdoses causadas por opioides.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
   [Mais...]

Saúde - 20/12/18
O risco de acidente vascular cerebral1 ao longo da vida foi calculado em uma estimativa publicada pelo periódico The New England Journal of Medicine (NEJM), na qual estimou-se o risco de AVC ao longo da vida a nível regional, nacional e global, utilizando dados de um estudo abrangente sobre a prevalência2 de doenças graves conhecido como Global Burden of Disease (GBD) Study 2016.
1 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
2 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
   [Mais...]

Saúde - 19/12/18
Um estudo randomizado1 e controlado, conhecido como “Happy Quit”, coordenado por pesquisadores chineses, mostrou a eficácia das mensagens de texto enviadas a pacientes em uma intervenção com o objetivo de ajudar pessoas a parar de fumar.
1 Estudo randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle - o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
   [Mais...]

Saúde - 17/12/18
Um artigo, publicado no periódico The Arts in Psychotherapy, testando os efeitos da música na depressão e comparando-os com os efeitos da psicoterapia, mostrou que a musicoterapia reduziu mais os sintomas1 depressivos na depressão leve e moderada e que ela pode ser usada juntamente com o apoio psicológico no tratamento desta patologia2.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
   [Mais...]

» 13/12/2018 - Anvisa: hidroclorotiazida está associada ao aumento do risco de câncer de pele não-melanoma
» 12/12/2018 - A imunoterapia e a luta contra o câncer
» 05/12/2018 - Primeiro nascimento vivo após transplante de útero de uma doadora falecida para receptora com infertilidade por fator uterino
» 30/11/2018 - Crescimento de mais de 30% do sarampo no mundo preocupa autoridades de saúde
» 28/11/2018 - Gordura na dieta é bom ou ruim? Chegando a um consenso
» 22/11/2018 - Um em cada três adultos com pré-diabetes apresenta artrite, publicação envolveu dados de adultos norte-americanos
» 12/11/2018 - US Department of Health and Human Services (HHS) publica novas diretrizes sobre atividade física para americanos, incluindo crianças a partir de 3 anos de idade
» 08/11/2018 - CFM aprova novo Código de Ética Médica
» 01/11/2018 - Evidências de infecção natural pelo vírus da Zika em primatas não humanos no Brasil
» 04/10/2018 - Austrália pode eliminar câncer cervical até 2028, mostra estudo de modelagem publicado no The Lancet


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar