news.med.br  -  Medical Journal
Medical Journal - 02/08/21
Um coração1 artificial poderia conferir mais autonomia para pessoas com casos graves de insuficiência cardíaca2. O dispositivo, denominado CARMAT-Total Artificial Heart (C-TAH), foi desenvolvido para fornecer terapia de reposição cardíaca para pacientes3 com insuficiência4 biventricular em estágio terminal e possui um mecanismo de autorregulação que se adapta ao dia a dia do paciente, utilizando sensores de pressão incorporados para regular a saída do bombeamento sanguíneo. Em estudo publicado no ASAIO Journal, foi demonstrado que o modo automático do C-TAH produz efetivamente respostas fisiológicas5 adequadas que refletem as mudanças nas necessidades diárias dos pacientes.
1 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
2 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
3 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
4 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
5 Fisiológicas: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
   [Mais...]

Medical Journal - 02/08/21
Uma infusão intravenosa de CRISPR reduziu os níveis de uma proteína causadora de doenças in vivo pela primeira vez em humanos, mostraram os achados provisórios de um estudo de fase I, publicado no The New England Journal of Medicine. A amiloidose1 por transtirretina, também chamada de amiloidose1 ATTR, é uma doença com risco de vida caracterizada pelo acúmulo progressivo da proteína transtirretina (TTR) mal dobrada nos tecidos, predominantemente nos nervos e no coração2. Neste estudo, foi demonstrado que, em um pequeno grupo de pacientes com amiloidose1 ATTR hereditária com polineuropatia, a administração do agente terapêutico NTLA-2001 baseado no sistema CRISPR-Cas9 foi associada apenas a eventos adversos leves e levou a diminuições nas concentrações séricas da proteína transtirretina.
1 Amiloidose: Amiloidose constitui um grupo de doenças nas quais certas proteínas, que normalmente seriam solúveis, se depositam extracelularmente nos tecidos na forma de fibrilas insolúveis.
2 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
   [Mais...]

Medical Journal - 30/07/21
Um novo tipo de vacina1 contra a malária envolve injetar nas pessoas o parasita2 da malária e, alguns dias depois, dar-lhes um medicamento que mata os patógenos. A abordagem mostrou resultados promissores em um teste em estágio inicial, descrito em estudo publicado na revista Nature. Os resultados mostraram que, quando se utilizou o antimalárico pirimetamina e uma alta dose de vacina1 do parasita2, sete em cada oito pessoas (87,5%) ficaram protegidas contra o adoecimento, se a mesma cepa3 do parasita2 fosse usada na vacina1 e no desafio. Se uma cepa3 diferente fosse usada – um teste mais difícil – sete entre nove pessoas (77,8%) foram protegidas. Com o outro medicamento antimalárico, cloroquina, seis em cada seis pessoas (100%) ficaram protegidas em um desafio contra cepas4 diferentes.
1 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
2 Parasita: Organismo uni ou multicelular que vive às custas de outro, denominado hospedeiro. A presença de parasitos em um hospedeiro pode produzir diferentes doenças dependendo do tipo de afecção produzida, do estado geral de saúde do hospedeiro, de mecanismos imunológicos envolvidos, etc. São exemplos de parasitas: a sarna, os piolhos, os áscaris (lombrigas), as tênias (solitárias), etc.
3 Cepa: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
4 Cepas: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
   [Mais...]

Medical Journal - 29/07/21
Uma revisão sistemática e metanálise de ensaios clínicos1 randomizados, publicada pelo The British Medical Journal, teve como objetivo investigar a eficácia, aceitabilidade e segurança de relaxantes musculares para dor lombar. Os resultados demonstram que existe uma incerteza considerável sobre a eficácia clínica e segurança dos relaxantes musculares. Evidências com certeza muito baixa e baixa mostram que os antiespasmódicos não benzodiazepínicos podem fornecer reduções pequenas, mas não clinicamente importantes, na intensidade da dor em ou antes de duas semanas, e podem aumentar o risco de um evento adverso na dor lombar aguda, respectivamente.
1 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
   [Mais...]

Medical Journal - 29/07/21
A estimulação da medula espinhal1 para controlar a dor crônica no corpo, braços ou pernas não é nova, mas sua eficácia foi prejudicada por questões de praticidade. Agora, pesquisadores desenvolveram um dispositivo inflável que necessitaria apenas de uma cirurgia mínima sob anestesia2 local para ser implantado. O minúsculo implante3 inflável que pode ser injetado na coluna vertebral4 pode fornecer alívio a longo prazo da dor crônica. Ele age emitindo cargas elétricas que sinalizam ao cérebro5 para parar de perceber a dor. O estudo descrevendo o desenvolvimento deste dispositivo foi publicado na revista Science Advances, e abre caminho para dispositivos bioeletrônicos de mudança de forma que oferecem uma grande área para detecção ou estimulação, mas são implantados em pacientes percutaneamente de forma minimamente invasiva.
1 Medula Espinhal:
2 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
3 Implante: 1. Em cirurgia e odontologia é o material retirado do próprio indivíduo, de outrem ou artificialmente elaborado que é inserido ou enxertado em uma estrutura orgânica, de modo a fazer parte integrante dela. 2. Na medicina, é qualquer material natural ou artificial inserido ou enxertado no organismo. 3. Em patologia, é uma célula ou fragmento de tecido, especialmente de tumores, que migra para outro local do organismo, com subsequente crescimento.
4 Coluna vertebral:
5 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
   [Mais...]

Medical Journal - 28/07/21
O diabetes tipo 11 resulta da destruição autoimune2 de células3 β. O inibidor da tirosina4 quinase imatinibe pode afetar as vias imunológicas e metabólicas relevantes, e estudos pré-clínicos mostram que ele reverte e previne o diabetes5. Neste estudo, publicado pelo The Lancet Diabetes5 & Endocrinology, um curso de 26 semanas com imatinibe preservou a função das células3 β em 12 meses em adultos com diabetes tipo 11 de início recente. Dessa forma, o imatinibe pode oferecer um novo meio de alterar o curso do diabetes tipo 11. Considerações futuras são definir a dose ideal e a duração da terapia, entre outras avaliações; no entanto, é necessário um monitoramento cuidadoso para possíveis toxicidades.
1 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
2 Autoimune: 1. Relativo à autoimunidade (estado patológico de um organismo atingido por suas próprias defesas imunitárias). 2. Produzido por autoimunidade. 3. Autoalergia.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Tirosina: É um dos aminoácidos polares, sem carga elétrica, que compõem as proteínas, caracterizado pela cadeia lateral curta na qual está presente um anel aromático e um grupamento hidroxila.
5 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
   [Mais...]

Medical Journal - 28/07/21
A tirzepatida é um antidiabético de ação dual por atuar como um agonista1 no receptor do polipeptídeo insulinotrópico dependente de glicose2 (GIP) e no receptor do peptídeo 1 semelhante ao glucagon3 (GLP-1), que está em desenvolvimento para o tratamento do diabetes tipo 24. Em um ensaio clínico de adultos com diabetes tipo 24, publicado no The New England Journal of Medicine, a tirzepatida em todas as doses (5 mg, 10 mg e 15 mg) foi não inferior – e ainda se mostrou superior – na redução dos níveis de hemoglobina glicada5 ao longo de 40 semanas, quando comparada à semaglutida injetável.
1 Agonista: 1. Em farmacologia, agonista refere-se às ações ou aos estímulos provocados por uma resposta, referente ao aumento (ativação) ou diminuição (inibição) da atividade celular. Sendo uma droga receptiva. 2. Lutador. Na Grécia antiga, pessoa que se dedicava à ginástica para fortalecer o físico ou como preparação para o serviço militar.
2 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
3 Glucagon: Hormônio produzido pelas células-alfa do pâncreas. Ele aumenta a glicose sangüínea. Uma forma injetável de glucagon, disponível por prescrição médica, pode ser usada no tratamento da hipoglicemia severa.
4 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
5 Hemoglobina glicada: Hemoglobina glicada, hemoglobina glicosilada, glico-hemoglobina ou HbA1C e, mais recentemente, apenas como A1C é uma ferramenta de diagnóstico na avaliação do controle glicêmico em pacientes diabéticos. Atualmente, a manutenção do nível de A1C abaixo de 7% é considerada um dos principais objetivos do controle glicêmico de pacientes diabéticos. Algumas sociedades médicas adotam metas terapêuticas mais rígidas de 6,5% para os valores de A1C.
   [Mais...]

Medical Journal - 26/07/21
Convencionalmente, após fratura1 de tornozelo2, ele é imobilizado em um molde rígido por várias semanas, o que permite que os ossos se curem, mas pode resultar em rigidez articular e fraqueza muscular. Uma alternativa é uma órtese3 removível, que pode ser retirada para permitir o movimento precoce, podendo prevenir as consequências da imobilização rígida e ajudar a acelerar a recuperação. Nesse estudo, publicado pelo The British Medical Journal, comparou-se as duas técnicas, e foi demonstrado que a moldagem de gesso tradicional não foi superior à órtese3 funcional em adultos com fratura1 de tornozelo2, favorecendo o uso da órtese3 removível.
1 Fratura: Solução de continuidade de um osso. Em geral é produzida por um traumatismo, mesmo que possa ser produzida na ausência do mesmo (fratura patológica). Produz como sintomas dor, mobilidade anormal e ruídos (crepitação) na região afetada.
2 Tornozelo: A região do membro inferior entre o PÉ e a PERNA.
3 Órtese: Qualquer aparelho externo usado para imobilizar ou auxiliar os movimentos dos membros ou da coluna vertebral.
   [Mais...]

Medical Journal - 23/07/21
A desregulação metabólica desempenha um papel importante no desenvolvimento do câncer1 gástrico. Nesse contexto, assinaturas de metabólitos2 principais podem ser observadas em lesões3 gástricas que progridem para câncer1 gástrico? Neste estudo, publicado pelo JAMA Network Open, perfis metabolômicos plasmáticos distintos foram observados para lesões3 gástricas pré-cancerosas e câncer1 gástrico. As assinaturas de metabólitos2, particularmente o ácido α-linolênico, o ácido linoléico e o ácido palmítico, foram associadas à progressão das lesões3 gástricas e ao risco de câncer1 gástrico precoce. Assim, este estudo definiu assinaturas de metabólitos2 que podem servir como biomarcadores significativos para avaliar populações de alto risco e diagnóstico4 precoce de câncer1 gástrico, possivelmente promovendo prevenção e controle do câncer1 gástrico.
1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
3 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
4 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
   [Mais...]

Medical Journal - 23/07/21
A ocorrência de pré-eclâmpsia1 ou eclâmpsia2 durante a primeira gravidez3 está associada a um risco futuro de câncer4? Neste estudo de coorte5, publicado pelo JAMA Network Open, síndromes mielodisplásicas ou doenças mieloproliferativas6 e câncer4 renal7 foram mais comuns entre mulheres que tiveram pré-eclâmpsia1 ou eclâmpsia2 durante a primeira gravidez3, enquanto o câncer4 de mama8 e o câncer4 cervical foram menos comuns. As descobertas do estudo sugerem que pode haver uma associação fisiopatológica entre pré-eclâmpsia1 ou eclâmpsia2 durante a primeira gravidez3 e a incidência9 dessas patologias.
1 Pré-eclâmpsia: É caracterizada por hipertensão, edema (retenção de líquidos) e proteinúria (presença de proteína na urina). Manifesta-se na segunda metade da gravidez (após a 20a semana de gestação) e pode evoluir para convulsão e coma, mas essas condições melhoram com a saída do feto e da placenta. No meio médico, o termo usado é Moléstia Hipertensiva Específica da Gravidez. É a principal causa de morte materna no Brasil atualmente.
2 Eclâmpsia: Ocorre quando a mulher com pré-eclâmpsia grave apresenta covulsão ou entra em coma. As convulsões ocorrem porque a pressão sobe muito e, em decorrência disso, diminui o fluxo de sangue que vai para o cérebro.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
5 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
6 Doenças mieloproliferativas: São desordens clonais de células estaminárias ( stem cells ) hematopoiéticas caracterizadas pela proliferação de uma ou de mais linhagens mieloides (granulocítica, eritroide e/ou megacariocítica) na medula óssea.
7 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
8 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
9 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
   [Mais...]

» 22/07/2021 - Pravastatina em gestações com alto risco de pré-eclâmpsia a termo não preveniu o parto com pré-eclâmpsia
» 22/07/2021 - Uso de estatinas está associado a menor risco de câncer e de mortalidade relacionada ao câncer em pacientes com insuficiência cardíaca
» 20/07/2021 - Uma única pressão arterial elevada antes de 20 semanas de gestação aumenta o risco de resultados adversos da gravidez
» 20/07/2021 - Uso de antiepilépticos na gravidez não levou a piores resultados cognitivos na prole aos 2 anos, em comparação a crianças não expostas à medicação
» 19/07/2021 - Estudo revela associação genética entre esquizofrenia e área de superfície e espessura cortical do cérebro
» 19/07/2021 - Medicamentos para pressão arterial que cruzam a barreira hematoencefálica podem ajudar a preservar a recordação da memória em idosos
» 16/07/2021 - Doxiciclina por 7 dias foi superior à azitromicina em dose única para o tratamento da Chlamydia trachomatis retal assintomática
» 15/07/2021 - Pessoas com diabetes tipo 1 e transtornos alimentares têm riscos consideravelmente aumentados de cetoacidose diabética e morte
» 15/07/2021 - Maior frequência de interrupções do tempo sentado traz benefícios para o metabolismo pós-prandial no diabetes tipo 2
» 14/07/2021 - Antidepressivos ISRSs e ISRSNs se mostraram eficazes para transtornos de ansiedade, obsessivo-compulsivo e relacionados ao estresse


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Receber conteúdos