news.med.br  -  Medical Journal
Medical Journal - 11/08/21
O diabetes tipo 21 é um fator de risco2 estabelecido para demência3. No entanto, os papéis do controle glicêmico e das complicações diabéticas no desenvolvimento da demência3 foram menos fundamentados. Este estudo, publicado na revista Diabetes4 Care, examinou as associações de níveis longitudinais de HbA1c5 e complicações diabéticas com o risco de incidência6 de demência3 entre pacientes com diabetes tipo 21. Os resultados mostraram que níveis de HbA1c5 mais altos ou instáveis e a presença de complicações diabéticas em pacientes com diabetes tipo 21 estão associados a um risco aumentado de demência3. Assim, o controle eficaz da glicemia7 pode ter um papel significativo na manutenção da saúde8 cognitiva9 entre idosos com diabetes4.
1 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
2 Fator de risco: Qualquer coisa que aumente a chance de uma pessoa desenvolver uma doença.
3 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 HbA1C: Hemoglobina glicada, hemoglobina glicosilada, glico-hemoglobina ou HbA1C e, mais recentemente, apenas como A1C é uma ferramenta de diagnóstico na avaliação do controle glicêmico em pacientes diabéticos. Atualmente, a manutenção do nível de A1C abaixo de 7% é considerada um dos principais objetivos do controle glicêmico de pacientes diabéticos. Algumas sociedades médicas adotam metas terapêuticas mais rígidas de 6,5% para os valores de A1C.
6 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
7 Glicemia: Valor de concentração da glicose do sangue. Seus valores normais oscilam entre 70 e 110 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl).
8 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
9 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
   [Mais...]

Medical Journal - 10/08/21
Um estudo publicado no European Heart Journal buscou fornecer dados de base populacional sobre a prestação de cuidados de saúde1 a adultos com doença cardíaca congênita2 e o impacto dos cuidados de cardiologia na morbidade3 e mortalidade4 desta população vulnerável. Foi demonstrado que o atendimento cardiológico em comparação com a atenção primária está associado a uma sobrevida5 superior e a taxas mais baixas de complicações maiores em adultos com doença cardíaca congênita2. Os dados apontam que aproximadamente 50% dos pacientes contemporâneos com doença cardíaca congênita2 ainda não estão vinculados a cuidados cardíacos regulares. Porém, quase todos os pacientes tiveram pelo menos um contato com um médico de atenção primária durante o período do estudo, sugerindo que as oportunidades de encaminhar pacientes a especialistas em cardiologia foram perdidas no nível da atenção primária.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Congênita: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
3 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
4 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
5 Sobrevida: Prolongamento da vida além de certo limite; prolongamento da existência além da morte, vida futura.
   [Mais...]

Medical Journal - 10/08/21
Análise de dados da coorte1 do UK Biobank, publicada no JAMA Internal Medicine, sugere que o consumo de café não foi associado a um risco aumentado de arritmias2 cardíacas, com algumas evidências indicando que o uso habitual foi associado a uma redução na incidência3 de fibrilação atrial ou flutter atrial e taquicardia4 supraventricular. Os resultados mostraram que cada xícara diária de café adicional foi associada a uma redução de 3% no risco de desenvolver arritmia5; essas associações não foram modificadas significativamente por variantes genéticas que afetam o metabolismo6 da cafeína.
1 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
2 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
3 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
4 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
5 Arritmia: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
6 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
   [Mais...]

Medical Journal - 09/08/21
Estudo publicado no JAMA Network Open buscou examinar a associação entre deficiência visual e cognitiva1 em vários domínios cognitivos2 usando várias medidas de visão3. Os resultados mostraram que pior acuidade visual4 e acuidade estereoscópica prejudicada foram associados a maiores declínios nas pontuações dos domínios de linguagem e de memória, enquanto a pior sensibilidade ao contraste foi associada a declínios nas pontuações dos domínios de linguagem, memória, atenção e capacidade visuoespacial. Esses achados sugerem que a associação entre visão3 e cognição5 difere entre acuidade visual4, sensibilidade ao contraste e acuidade estereoscópica e que os padrões de declínio cognitivo6 podem diferir por tipo de deficiência visual.
1 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Cognitivos: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
3 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
4 Acuidade visual: Grau de aptidão do olho para discriminar os detalhes espaciais, ou seja, a capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos.
5 Cognição: É o conjunto dos processos mentais usados no pensamento, percepção, classificação, reconhecimento e compreensão para o julgamento através do raciocínio para o aprendizado de determinados sistemas e soluções de problemas.
6 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
   [Mais...]

Medical Journal - 09/08/21
Estudo publicado na revista Nature encontrou um sinal1 protetor entre as células2 de suporte do cérebro3 na doença de Alzheimer4. Em um modelo de camundongo com doença de Alzheimer4, a proteína interleucina-3 liberada por células2 chamadas astrócitos5 ativa a micróglia, as células2 imunológicas do cérebro3. Estas então agrupam-se em torno de agregados de proteínas6 associados à doença e ajudam a eliminá-los. Assim, os pesquisadores descobriram um eixo de sinalização entre esses tipos de células2 cerebrais, astrócitos5 e micróglia, demonstrando que essa sinalização, mediada pela proteína imune interleucina-3, limita a progressão da doença e a disfunção cerebral em um modelo de doença de Alzheimer4.
1 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
2 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
3 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
4 Doença de Alzheimer: É uma doença progressiva, de causa e tratamentos ainda desconhecidos que acomete preferencialmente as pessoas idosas. É uma forma de demência. No início há pequenos esquecimentos, vistos pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Os pacientes tornam-se confusos e por vezes agressivos, passando a apresentar alterações da personalidade, com distúrbios de conduta e acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho. Tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros, iniciam-se as dificuldades de locomoção, a comunicação inviabiliza-se e passam a necessitar de cuidados e supervisão integral, até mesmo para as atividades elementares como alimentação, higiene, vestuário, etc..
5 Astrócitos: Classe de grandes células da neuroglia (macrogliais) no sistema nervoso central (as maiores e mais numerosas células da neuroglia localizadas no cérebro e na medula espinhal). Os astrócitos (células “estrela“) têm forma irregular, com vários processos longos, incluindo aqueles com “pés terminais“; estes formam a membrana glial (limitante) e, direta ou indiretamente, contribuem para a BARREIRA HEMATO-ENCEFÁLICA. Regulam o meio extracelular químico e iônico e os “astrócitos reativos“ (junto com a MICROGLIA) respondem a lesão. Barreira Hematoencefálica;
6 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
   [Mais...]

Medical Journal - 06/08/21
Um estudo de coorte1 prospectivo2, publicado no The British Medical Journal, teve como objetivo avaliar a relação entre a ingestão de alimentos ultraprocessados e o risco de doença inflamatória intestinal, incluindo doença de Crohn3 ou colite4 ulcerativa. Os resultados demonstram que a maior ingestão de alimentos ultraprocessados foi positivamente associada ao risco de doença inflamatória intestinal, com diferentes subgrupos de alimentos ultraprocessados, incluindo refrigerantes, alimentos açucarados refinados, salgadinhos e carnes processadas, sendo associados a taxas de risco ainda mais altas.
1 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
2 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
3 Doença de Crohn: Doença inflamatória crônica do intestino que acomete geralmente o íleo e o cólon, embora possa afetar qualquer outra parte do intestino. A doença cursa com períodos de remissão sintomática e outros de agravamento. Na maioria dos casos, a doença de Crohn é de intensidade moderada e se torna bem controlada pela medicação, tornando possível uma vida razoavelmente normal para seu portador. A causa da doença de Crohn ainda não é totalmente conhecida. Os sintomas mais comuns são: dor abdominal, diarreia, perda de peso, febre moderada, sensação de distensão abdominal, perda de apetite e de peso.
4 Colite: Inflamação da porção terminal do cólon (intestino grosso). Pode ser devido a infecções intestinais (a causa mais freqüente), ou a processos inflamatórios diversos (colite ulcerativa, colite isquêmica, colite por radiação, etc.).
   [Mais...]

Medical Journal - 05/08/21
Uma tecnologia para restaurar a capacidade de comunicação em pessoas paralisadas que não conseguem falar tem o potencial de melhorar a autonomia e a qualidade de vida. Em uma realização antes inimaginável, eletrodos implantados no cérebro1 de um homem paralisado transmitem sinais2 para um computador que exibe suas palavras. A conquista foi relatada em estudo publicado no The New England Journal of Medicine, que descreveu como, em uma pessoa com anartria e quadriparesia espástica causada por um derrame3 cerebral, palavras e frases foram decodificadas diretamente da atividade cortical durante a tentativa de fala com o uso de modelos de aprendizagem profunda e um modelo de linguagem natural.
1 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
2 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
3 Derrame: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
   [Mais...]

Medical Journal - 04/08/21
Um novo estudo sobre caminhada, dança e saúde1 cerebral, publicado no periódico científico NeuroImage, aborda como caminhar pode desenvolver o cérebro2. Homens e mulheres idosos que caminharam por seis meses mostraram melhorias na substância branca e na memória, enquanto aqueles que dançaram ou fizeram exercícios de alongamento não tiveram os mesmos efeitos. Assim, de acordo com o estudo, o exercício pode refrescar e renovar a substância branca em nossos cérebros, melhorando potencialmente nossa capacidade de pensar e lembrar à medida que envelhecemos. Os resultados, portanto, sugerem que as regiões da substância branca que são vulneráveis ao envelhecimento retêm algum grau de plasticidade, que pode ser induzida pelo treinamento com exercícios aeróbicos.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
   [Mais...]

Medical Journal - 04/08/21
Uma característica indispensável da memória episódica é nossa habilidade de juntar temporalmente diferentes elementos de uma experiência em uma memória coerente. As “células do tempo” do hipocampo1neurônios2 que representam informações temporais – podem desempenhar um papel crítico neste processo. Novo estudo, publicado no Journal of Neuroscience, mostra como as células3 do hipocampo1 desempenham um papel importante nos eventos que marcam o tempo. Foi demonstrado que o contexto temporal modula a atividade de disparo dos neurônios2 do hipocampo1 humano durante experiências temporais estruturadas, sugerindo uma representação robusta do tempo no hipocampo1 humano.
1 Hipocampo: Elevação curva da substância cinzenta, que se estende ao longo de todo o assoalho no corno temporal do ventrículo lateral (Tradução livre de Córtex Entorrinal; Via Perfurante;
2 Neurônios: Unidades celulares básicas do tecido nervoso. Cada neurônio é formado por corpo, axônio e dendritos. Sua função é receber, conduzir e transmitir impulsos no SISTEMA NERVOSO. Sinônimos: Células Nervosas
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
   [Mais...]

Medical Journal - 03/08/21
A obesidade1 é uma ameaça crescente à saúde2 pública, levando a graves consequências para a saúde2. Dormir tarde e a perda de sono são comuns na sociedade moderna, mas suas associações com tipos específicos de obesidade1 não são bem caracterizadas. Neste estudo, publicado no JAMA Network Open, descobriu-se que a hora de dormir noturna tardia e o sono noturno curto foram associados a um maior risco de prevalência3 de obesidade1, tanto geral quanto abdominal, enquanto cochilos diurnos mais longos não reduziram o risco, mas foram associados a um risco ainda maior de obesidade1 abdominal, especialmente entre as mulheres.
1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
   [Mais...]

» 02/08/2021 - Coração artificial com sistema de autorregulação do fluxo sanguíneo baseada em sensor de pressão tem bons resultados contra insuficiência cardíaca
» 02/08/2021 - Infusão de CRISPR edita genes diretamente em humanos para tratamento da amiloidose por transtirretina
» 30/07/2021 - Vacina contra malária que combina parasita com tratamento se mostra promissora
» 29/07/2021 - Estudo demonstra incerteza considerável sobre a eficácia clínica e segurança dos relaxantes musculares para a dor lombar
» 29/07/2021 - Implante inflável injetado na coluna vertebral pode aliviar a dor crônica através de estimulação minimamente invasiva da medula espinhal
» 28/07/2021 - Terapia com imatinibe para pacientes com diabetes tipo 1 de início recente pode oferecer um novo meio de alterar o curso da doença
» 28/07/2021 - Tirzepatida, antidiabético com ação dual sobre GIP e GLP-1, se mostrou superior à semaglutida para redução da HbA1c no diabetes tipo 2
» 26/07/2021 - Uso de uma órtese removível se mostrou não inferior à imobilização gessada em adultos com fratura de tornozelo
» 23/07/2021 - Estudo observou assinaturas metabolômicas plasmáticas em lesões gástricas pré-cancerosas que evoluem para câncer
» 23/07/2021 - Estudo identifica associação entre história de pré-eclâmpsia ou eclâmpsia durante a primeira gravidez e incidência de câncer


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Receber conteúdos