news.med.br  -  Medical Journal
Medical Journal - 07/08/19
Um estudo publicado pelo periódico Neurology mostra que a dosagem plasmática do beta-amiloide 42/40 prevê com alta precisão a amiloidose1 cerebral atual e futura, podendo ser usada para rastrear indivíduos cognitivamente normais quanto a esta condição e riscos futuros de demência2 da doença de Alzheimer3.
1 Amiloidose: Amiloidose constitui um grupo de doenças nas quais certas proteínas, que normalmente seriam solúveis, se depositam extracelularmente nos tecidos na forma de fibrilas insolúveis.
2 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
3 Doença de Alzheimer: É uma doença progressiva, de causa e tratamentos ainda desconhecidos que acomete preferencialmente as pessoas idosas. É uma forma de demência. No início há pequenos esquecimentos, vistos pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Os pacientes tornam-se confusos e por vezes agressivos, passando a apresentar alterações da personalidade, com distúrbios de conduta e acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho. Tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros, iniciam-se as dificuldades de locomoção, a comunicação inviabiliza-se e passam a necessitar de cuidados e supervisão integral, até mesmo para as atividades elementares como alimentação, higiene, vestuário, etc..
   [Mais...]

Medical Journal - 06/08/19
Um estudo randomizado1 e controlado para avaliar o Tratamento de Respostas Pivôs2 (PRT-P3) sobre as habilidades de comunicação de crianças com transtorno do espectro autista foi publicado pelo periódico Pediatrics, e mostrou que esta terapia foi eficaz para melhorar as habilidades de comunicação social das crianças.
1 Estudo randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle - o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Tratamento de respostas pivôs: Pivotal Response Treatment, ou PRT-P, é um tratamento comportamental para o autismo. Esta terapia é baseada em brincadeiras e iniciada pela criança. A PRT-P baseia-se nos princípios da Análise Aplicada do Comportamento (ABA), que tem como objetivos o desenvolvimento de habilidades de comunicação e linguagem, o aprimoramento de comportamentos sociais positivos e o alívio de comportamentos auto-estimuladores disruptivos. O terapeuta de PRT-P tem como alvo áreas “centrais” ou “pivôs” do desenvolvimento de uma criança, em vez de trabalhar em um comportamento específico. Concentrando-se em áreas centrais, a PRT-P produz melhorias em outras áreas de habilidades sociais, comunicação, comportamento e aprendizado. Essas áreas principais incluem motivação, resposta a várias sugestões, autogerenciamento e iniciação de interações sociais. As estratégias de motivação são uma parte importante da abordagem da PRT-P, pois enfatizam o reforço natural.
3 PRT-P: Pivotal Response Treatment, ou PRT-P, é um tratamento comportamental para o autismo. Esta terapia é baseada em brincadeiras e iniciada pela criança. A PRT-P baseia-se nos princípios da Análise Aplicada do Comportamento (ABA), que tem como objetivos o desenvolvimento de habilidades de comunicação e linguagem, o aprimoramento de comportamentos sociais positivos e o alívio de comportamentos auto-estimuladores disruptivos. O terapeuta de PRT-P tem como alvo áreas “centrais” ou “pivôs” do desenvolvimento de uma criança, em vez de trabalhar em um comportamento específico. Concentrando-se em áreas centrais, a PRT-P produz melhorias em outras áreas de habilidades sociais, comunicação, comportamento e aprendizado. Essas áreas principais incluem motivação, resposta a várias sugestões, autogerenciamento e iniciação de interações sociais. As estratégias de motivação são uma parte importante da abordagem da PRT-P, pois enfatizam o reforço natural.
   [Mais...]

Medical Journal - 05/08/19
Neste estudo, publicado pelo JAMA Internal Medicine, houve associações estatisticamente significantes de risco de demência1 com exposição a vários tipos de drogas anticolinérgicas fortes, sugerindo que essas drogas devem ser prescritas com cautela em adultos de meia-idade e idosos.
1 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
   [Mais...]

Medical Journal - 01/08/19
Os meninos têm pior sobrevida1 para o câncer2 infantil. Estudo publicado pelo JNCI Cancer2 Spectrum mostrou que para seis tipos de tumores estudados, se a sobrevivência3 masculina fosse tão boa quanto a sobrevivência3 feminina, 21% das mortes masculinas e 13% do total de mortes após esses diagnósticos de câncer2 poderiam ter sido evitadas.
1 Sobrevida: Prolongamento da vida além de certo limite; prolongamento da existência além da morte, vida futura.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Sobrevivência: 1. Ato ou efeito de sobreviver, de continuar a viver ou a existir. 2. Característica, condição ou virtude daquele ou daquilo que subsiste a um outro. Condição ou qualidade de quem ainda vive após a morte de outra pessoa. 3. Sequência ininterrupta de algo; o que subsiste de (alguma coisa remota no tempo); continuidade, persistência, duração.
   [Mais...]

Medical Journal - 31/07/19
As métricas de saúde1 cardiovascular ideais da American Heart Association estão associadas a menores riscos de doença cardiovascular em pacientes com pré-diabetes2 ou diabetes3? Neste estudo, aqueles com pré-diabetes2 ou diabetes3 que atingiram pelo menos 5 métricas ideais apresentaram menor risco de eventos cardiovasculares em comparação com indivíduos com regulação normal da glicose4.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Pré-diabetes: Condição em que um teste de glicose, feito após 8 a 12 horas de jejum, mostra um nível de glicose mais alto que o normal mas não tão alto para um diagnóstico de diabetes. A medida está entre 100 mg/dL e 125 mg/dL. A maioria das pessoas com pré-diabetes têm um risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2.
3 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
4 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
   [Mais...]

Medical Journal - 30/07/19
Em estudo publicado pelo JAMA Pediatrics descobriu-se haver uma associação significativa entre intervenções realizadas pelos pais com o melhor uso de preservativos pelos jovens e a comunicação sexual entre pais e filhos, mostrando que essas intervenções podem melhorar vários aspectos da saúde1 sexual e tomada de decisão dos adolescentes.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Medical Journal - 29/07/19
Qual é a associação do tempo gasto em vários tipos de telas e da depressão na adolescência? Neste estudo de coorte1, publicado online pelo periódico JAMA Pediatrics, foi encontrada uma associação positiva entre o uso de televisão e mídias sociais em telas com sintomas2 de depressão na adolescência.
1 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
   [Mais...]

Medical Journal - 26/07/19
Pesquisadores usaram a ressonância magnética1 funcional para examinar o cérebro2 de participantes que passaram por uma experiência estressante. A qualidade do sono REM após a experiência interferiu na forma como os participantes encararam a mesma experiência uma segunda vez.
1 Ressonância magnética: Exame que fornece imagens em alta definição dos órgãos internos do corpo através da utilização de um campo magnético.
2 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
   [Mais...]

Medical Journal - 25/07/19
Nesta análise publicada pelo JAMA Psychiatry, um aumento imediato de suicídios além da tendência geralmente crescente foi observado entre o público-alvo de indivíduos de 10 a 19 anos nos 3 meses após o lançamento da série “13 Reasons Why”, achados estes que parecem consistentes com um contágio1 da mídia e reforçam a necessidade de melhorar os retratos fictícios do suicídio.
1 Contágio: 1. Em infectologia, é a transmissão de doença de uma pessoa a outra, por contato direto ou indireto. 2. Na história da medicina, aplica-se a qualquer doença contagiosa. 3. No sentido figurado, é a transmissão de características negativas, de vícios, etc. ou então a reprodução involuntária de reação alheia.
   [Mais...]

Medical Journal - 24/07/19
A análise de linhagens celulares únicas do glioblastoma mostra que elas podem “transformar-se” entre quatro estados celulares distintos (plasticidade). Esta heterogeneidade das células1 malignas do glioblastoma, a influência do microambiente tumoral e a modulação por controladores genéticos podem fornecer um plano de tratamento para o tumor2. Mas ter como alvo apenas um desses estados celulares leva a erros de tratamento, segundo artigo publicado pelo periódico Cell.
1 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
2 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
   [Mais...]

» 23/07/2019 - NEJM: efeito da pressão arterial sistólica e diastólica nos desfechos cardiovasculares
» 19/07/2019 - Velocidade de onda de pulso está associada a maior risco de demência em pacientes com comprometimento cognitivo leve
» 18/07/2019 - Eventos vasculares, infecções e cânceres são os três principais responsáveis por danos graves relacionados a diagnósticos incorretos
» 16/07/2019 - Circulation: três maneiras simples de salvar quase 100 milhões de vidas, em 25 anos, em todo o mundo
» 15/07/2019 - Antidepressivos reduziram o risco de mortalidade em pacientes com diabetes mellitus: um estudo de coorte populacional em Taiwan
» 12/07/2019 - Microbioma cervicovaginal, status da mutação no BRCA1 e o risco de câncer de ovário: estudo publicado pelo The Lancet Oncology
» 10/07/2019 - JAMA Cardiology: efeito do exercício aeróbico e de força muscular nos tecidos adiposos cardíacos. Há diferenças?
» 09/07/2019 - Testes genéticos são importantes para o diagnóstico do diabetes tipo 1
» 08/07/2019 - Consumo de iogurte pode proteger contra o câncer colorretal, principalmente em homens
» 05/07/2019 - The Lancet: transferência de nervos colaboram com técnicas tradicionais para restaurar a função do membro superior na tetraplegia


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar