news.med.br
Medical Journal - 04/05/21
Novas abordagens podem expandir o acesso ao tratamento preventivo1 cardiovascular. Uma polipílula contendo estatinas, vários medicamentos para baixar a pressão arterial2 e aspirina foi proposta para reduzir o risco de doenças cardiovasculares3. Os resultados do ensaio TIPS-3, publicados no The New England Journal of Medicine, demonstraram cerca de 20% de redução nos eventos cardiovasculares no grupo da polipílula isolada, e cerca de 30% de redução em indivíduos que tomaram a polipílula junto com 75 mg de aspirina por dia, em comparação com o placebo4. A polipílula (contendo 40 mg de sinvastatina, 100 mg de atenolol, 25 mg de hidroclorotiazida e 10 mg de ramipril) reduziu os níveis de colesterol5 LDL6 em 19 mg/dl7 e a pressão arterial sistólica8 em 5,8 mmHg em média em comparação com o placebo4.
1 Preventivo: 1. Aquilo que previne ou que é executado por medida de segurança; profilático. 2. Na medicina, é qualquer exame ou grupo de exames que têm por objetivo descobrir precocemente lesão suscetível de evolução ameaçadora da vida, como as lesões malignas. 3. Em ginecologia, é o exame ou conjunto de exames que visa surpreender a presença de lesão potencialmente maligna, ou maligna em estágio inicial, especialmente do colo do útero.
2 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
3 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
4 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
5 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
6 LDL: Lipoproteína de baixa densidade, encarregada de transportar colesterol através do sangue. Devido à sua tendência em depositar o colesterol nas paredes arteriais e a produzir aterosclerose, tem sido denominada “mau colesterol“.
7 Mg/dL: Miligramas por decilitro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
8 Pressão arterial sistólica: É a pressão mais elevada (pico) verificada nas artérias durante a fase de sístole do ciclo cardíaco, é também chamada de pressão máxima.
   [Mais...]

Medical Journal - 30/04/21
A psilocibina pode ter propriedades antidepressivas, mas faltam comparações diretas entre essa substância e os tratamentos estabelecidos para a depressão. Agora, em um pequeno estudo em estágio inicial, publicado no The New England Journal of Medicine, a droga psicodélica psilocibina, encontrada em cogumelos alucinógenos, se mostrou tão boa na redução dos sintomas1 de depressão quanto o tratamento convencional com escitalopram. E, quando se trata de melhorar ativamente o bem-estar e a capacidade das pessoas de sentir prazer, a psilocibina pode ter tido um efeito mais poderoso.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
   [Mais...]

Medical Journal - 19/04/21
Um quarto das mulheres experimenta peso substancialmente maior anos após o parto. Esta pesquisa, publicada pela PLOS Medicine, descobriu que a retenção de peso pós-parto ou novo ganho de peso em todas as mães e a perda de peso pós-parto em mães com peso normal ou abaixo do normal podem estar associados à saúde1 cardiovascular adversa posterior, especificamente com maiores riscos de hipertensão2 e doença cardiovascular.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
   [Mais...]

Saúde - 13/04/20
A ampla disponibilidade de testes para anticorpos1 seria uma virada no jogo. À medida que o teste de anticorpos1 se torna mais amplamente disponível em toda a comunidade, deve surgir uma imagem mais clara da proporção de infecções2 assintomáticas e da verdadeira morbidade3 da COVID-19.
1 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
   [Mais...]

Tecnologia e Saúde - 26/03/20
A Academia Americana de Pediatria disse ao programa “Good Morning America”, do canal abc do Estados Unidos, em um e-mail: “A AAP reconhece que muitas crianças estarão usando mais mídias em tela agora, seja para entretenimento, educação ou conexão social”. Mas os limites ainda são importantes.   [Mais...]
Saúde - 21/03/18
Um estudo populacional longitudinal, publicado pelo periódico Neurology, mostrou que um alto nível de aptidão física cardiovascular em mulheres de meia-idade está associado a uma redução próxima de 90% no risco de demência1 na velhice. As mulheres foram acompanhadas ao longo de 44 anos.
1 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
   [Mais...]

Pharma News - 28/08/12
Estudo randomizado1, duplo-cego, controlado por placebo2 e realizado em um ambulatório na Austrália, relata que a tosse crônica refratária provoca sintomas3 substanciais e queda na qualidade de vida. Semelhanças entre a sensibilização do reflexo central na tosse crônica refratária e na dor neuropática4 sugerem que neuromoduladores como a gabapentina podem ser eficazes para o tratamento dessa condição.
1 Estudo randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle - o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Neuropática: Referente à neuropatia, que é doença do sistema nervoso.
   [Mais...]

Pharma News - 23/01/12
Bloqueadores dos canais de cálcio e losartan estão associados a um menor risco de gota1 entre pessoas com hipertensão arterial2. Já os diuréticos3, bloqueadores β, inibidores da enzima4 conversora da angiotensina (IECA), bloqueadores dos receptores da angiotensina II não-losartan podem aumentar o risco de ter a doença.
1 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
2 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
3 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
4 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
   [Mais...]

Medical Journal - 14/11/11
Pessoas que bebem menos de 500 ml de água por dia podem ser mais propensas a desenvolver níveis glicêmicos mais altos, de acordo com estudo publicado pelo periódico Diabetes1 Care. O estudo demonstra uma correlação entre a ingestão de água e os níveis de glicose2 no sangue3, mas não prova a relação de causa e efeito entre eles. Suspeita-se de que o hormônio4 vasopressina possa estar envolvido.
1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
3 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
4 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
   [Mais...]

Novos medicamentos - 09/07/10
Saiba mais sobre os lançamentos da indústria farmacêutica: Sollevare, citrato de sidenafila da EMS; Fleet enema1 voltou em nova embalagem; Siilif, o antiespasmódico da Nycomed Pharma; Fenirax Creme, antialérgico tópico2 do laboratório Multilab; Confiare Prevent, lançamento da Medley; e Motivol, primeiro fitoterápico da Medquímica.
1 Enema: Introdução de substâncias líquidas ou semilíquidas através do esfíncter anal, com o objetivo de induzir a defecação ou administrar medicamentos.
2 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
   [Mais...]

Mostrar: 10
<< - « Anteriores - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - Próximos » - >>
81 a 90 (Total: 787)
  • Entrar
  • Receber conteúdos