news.med.br
Saúde - 13/07/21
Em 21 de abril de 2021, a triagem neonatal para a doença falciforme foi lançada em Ndola, Zâmbia. O primeiro programa de triagem neonatal da doença falciforme e intervenção terapêutica1 precoce faz parte do Consórcio para Triagem Neonatal na África (CONSA, do inglês Consortium on Newborn Screening in Africa). De acordo com notícia publicada no The Lancet Haematology, o CONSA foi lançado em 2016 para lidar com a carga global da doença falciforme e mostra o valor da triagem neonatal e como ela pode ser implementada em diversos ambientes em toda a África Subsaariana. O objetivo do CONSA é introduzir práticas de tratamento padrão para triagem e terapias de intervenção precoces nas instituições participantes, rastreando de 10.000 a 16.000 bebês2 por ano, e fornecer serviços clínicos de acompanhamento para bebês2 com teste positivo para a doença.
1 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
2 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
   [Mais...]

Medical Journal - 23/07/18
O estresse oxidativo contribui para a complexa fisiopatologia1 da doença falciforme. A terapia oral com L-glutamina mostrou aumentar a proporção da forma reduzida de nicotinamida adenina dinucleotídeos em eritrócitos2 falciformes, o que provavelmente reduz o estresse oxidativo e os episódios de dor na doença falciforme.
1 Fisiopatologia: Estudo do conjunto de alterações fisiológicas que acontecem no organismo e estão associadas a uma doença.
2 Eritrócitos: Células vermelhas do sangue. Os eritrócitos maduros são anucleados, têm forma de disco bicôncavo e contêm HEMOGLOBINA, cuja função é transportar OXIGÊNIO. Sinônimos: Corpúsculos Sanguíneos Vermelhos; Corpúsculos Vermelhos Sanguíneos; Corpúsculos Vermelhos do Sangue; Glóbulos Vermelhos; Hemácias
   [Mais...]

Saúde - 18/12/17
O uso de telefones celulares aumentou dramaticamente nos últimos anos, inclusive entre crianças e jovens. Estes telefones liberam energia de radiofrequência (RF). Alguns cientistas acreditam que a energia RF pode afetar a saúde1 humana. Este documento de orientação, do Departamento de Saúde1 Pública da Califórnia, descreve algumas das possíveis preocupações com a saúde1 e fornece orientação sobre como as pessoas podem reduzir sua exposição.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Medical Journal - 16/11/16
Pesquisadores do Leeds Institute for Biomedical and Clinical Sciences, da University of Leeds, no Reino Unido, compararam o risco de sangramento gastrointestinal com o uso de anticoagulantes1 orais diretos, varfarina e heparina de baixo peso molecular. O trabalho foi publicado pelo The Lancet Gastroenterology&Hepatology.
1 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
   [Mais...]

Medical Journal - 21/07/16
Uma análise retrospectiva sobre os efeitos antiacne dos diferentes contraceptivos hormonais foi publicada no periódico Journal of Drugs in Dermatology. As injeções de depósito, implantes subcutâneos e dispositivos intrauterinos hormonais pioram a acne1, enquanto o anel vaginal e os contraceptivos orais combinados têm um bom efeito na melhoria dessas lesões2 de pele3.
1 Acne: Doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. As lesões começam a surgir na puberdade, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.
2 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
3 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
   [Mais...]

Medical Journal - 28/12/15
A infecção1 urogenital2 por Chlamydia trachomatis continua a prevalecer e a causar morbidade3 reprodutiva substancial. Estudos recentes alertam para uma preocupação sobre a eficácia da azitromicina para o tratamento da infecção1 por clamídia.
1 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Urogenital: Na anatomia geral, é a região relativa aos órgãos genitais e urinários; geniturinário.
3 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
   [Mais...]

Medical Journal - 02/07/14
O American College of Physicians (ACP) desenvolveu este guia para apresentar as evidências e fornecer as recomendações clínicas sobre a utilidade da triagem com o exame pélvico1 para a detecção de patologias em mulheres adultas, assintomáticas e não grávidas. Esta revisão foi realizada pelo Minneapolis Veterans Affairs Health Care System's Evidence-based Synthesis Program Center.
1 Pélvico: Relativo a ou próprio de pelve. A pelve é a cavidade no extremo inferior do tronco, formada pelos dois ossos do quadril (ilíacos), sacro e cóccix; bacia. Ou também é qualquer cavidade em forma de bacia ou taça (por exemplo, a pelve renal).
   [Mais...]

Pharma News - 28/08/12
Estudo randomizado1, duplo-cego, controlado por placebo2 e realizado em um ambulatório na Austrália, relata que a tosse crônica refratária provoca sintomas3 substanciais e queda na qualidade de vida. Semelhanças entre a sensibilização do reflexo central na tosse crônica refratária e na dor neuropática4 sugerem que neuromoduladores como a gabapentina podem ser eficazes para o tratamento dessa condição.
1 Estudo randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle - o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Neuropática: Referente à neuropatia, que é doença do sistema nervoso.
   [Mais...]

Medical Journal - 14/11/11
Pessoas que bebem menos de 500 ml de água por dia podem ser mais propensas a desenvolver níveis glicêmicos mais altos, de acordo com estudo publicado pelo periódico Diabetes1 Care. O estudo demonstra uma correlação entre a ingestão de água e os níveis de glicose2 no sangue3, mas não prova a relação de causa e efeito entre eles. Suspeita-se de que o hormônio4 vasopressina possa estar envolvido.
1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
3 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
4 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
   [Mais...]

Pharma News - 28/09/10
Estudo com cobaias de laboratório mostrou que uma dose de apenas 2 mg de Prozac (fluoxetina) ao dia, apenas nos dias em que os sintomas1 da síndrome2 de tensão pré-menstrual (TPM) aparecem, pode ajudar a prevenir os danos causados por esta condição, de acordo com estudo divulgado no British Science Festival.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
   [Mais...]

Mostrar: 10
<< - < - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - > - >>
61 a 70 (Total: 914)
  • Entrar
  • Receber conteúdos