news.med.br
Medical Journal - 21/11/14
Neste estudo, publicado pelo The New England Journal of Medicine (NEJM), os pacientes com diabetes tipo 11 e um nível de hemoglobina glicada2 de 6,9% ou inferior (≤52 mmol por mol) apresentaram um risco de morte por qualquer causa ou por causas cardiovasculares que era duas vezes maior do que o de seus correspondentes do grupo controle.
1 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
2 Hemoglobina glicada: Hemoglobina glicada, hemoglobina glicosilada, glico-hemoglobina ou HbA1C e, mais recentemente, apenas como A1C é uma ferramenta de diagnóstico na avaliação do controle glicêmico em pacientes diabéticos. Atualmente, a manutenção do nível de A1C abaixo de 7% é considerada um dos principais objetivos do controle glicêmico de pacientes diabéticos. Algumas sociedades médicas adotam metas terapêuticas mais rígidas de 6,5% para os valores de A1C.
   [Mais...]

Medical Journal - 05/11/14
Mais de 80% dos adultos com diabetes tipo 21 estão acima do peso ou são obesos; até 3% das pessoas com obesidade2 grave (IMC3 de 40 kg/m² ou mais) desenvolvem esta doença a cada ano. Um novo estudo britânico mostra que as pessoas obesas sem diabetes4 que fizeram a cirurgia bariátrica5, entre 2002 e 2014, foram 80% menos propensas a desenvolver diabetes tipo 21 do que pessoas obesas que receberam o tratamento padrão. Estes resultados sugerem que as cirurgias bariátricas contemporâneas podem prevenir o desenvolvimento de diabetes tipo 21 em pessoas obesas.
1 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
2 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
3 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 Cirurgia Bariátrica:
   [Mais...]

Medical Journal - 24/10/14
Trabalho divulgado no Diabetes1 Care mostra que as dosagens de HbA1c2 foram prontamente realizadas pelas gestantes, em contraste com a fraca adesão ao TOTG3 e que a HbA1c2 ≥5.9% identificou todas as mulheres com diabetes1 e um grupo com aumento significativo no risco de apresentar complicações na gestação.
1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 HbA1C: Hemoglobina glicada, hemoglobina glicosilada, glico-hemoglobina ou HbA1C e, mais recentemente, apenas como A1C é uma ferramenta de diagnóstico na avaliação do controle glicêmico em pacientes diabéticos. Atualmente, a manutenção do nível de A1C abaixo de 7% é considerada um dos principais objetivos do controle glicêmico de pacientes diabéticos. Algumas sociedades médicas adotam metas terapêuticas mais rígidas de 6,5% para os valores de A1C.
3 TOTG: Teste oral de tolerância à glicose ou Curva glicêmica.
   [Mais...]

Saúde - 29/09/14
Os adoçantes artificiais têm sido largamente usados em todo o mundo. Cientistas descobriram que, após a exposição a adoçantes artificiais, nossas bactérias intestinais (flora intestinal) podem provocar alterações metabólicas prejudiciais ao nosso organismo tais como intolerância à glicose1 e disbioses2 intestinais. O trabalho foi realizado pelo Dr. Eran Elinav do Weizmann Institute of Science's Department of Immunology e pelo professor Eran Segal do Department of Computer Science and Applied Mathematics e publicado pela revista Nature.
1 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
2 Disbioses: Desequilíbrios da flora intestinal.
   [Mais...]

Saúde - 25/09/14
Estudos realizados no Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), pelos pesquisadores Marco Aurélio Martins e Patrícia Silva investigam alternativas para o alívio dos sintomas1 da asma2. O uso preventivo3 da mangiferina (substância com propriedades anti-inflamatórias e antiespasmódicas presente na casca de árvores como a mangueira) e do ômega 3 (ácido graxo essencial encontrado em peixes como o atum e o salmão) podem ajudar no controle e na prevenção da asma2, com resultados da etapa de testes com animais publicados recentemente na revista científica Plos One.
1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
3 Preventivo: 1. Aquilo que previne ou que é executado por medida de segurança; profilático. 2. Na medicina, é qualquer exame ou grupo de exames que têm por objetivo descobrir precocemente lesão suscetível de evolução ameaçadora da vida, como as lesões malignas. 3. Em ginecologia, é o exame ou conjunto de exames que visa surpreender a presença de lesão potencialmente maligna, ou maligna em estágio inicial, especialmente do colo do útero.
   [Mais...]

Medical Journal - 24/09/14
Para examinar a relação entre a adiposidade, as mudanças na composição corporal e o risco de diabetes tipo 21 incidente2 em adultos com 65 anos ou mais, foi realizado um estudo prospectivo3 de coorte4 com 4.193 homens e mulheres do Cardiovascular Health Study.
1 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
2 Incidente: 1. Que incide, que sobrevém ou que tem caráter secundário; incidental. 2. Acontecimento imprevisível que modifica o desenrolar normal de uma ação. 3. Dificuldade passageira que não modifica o desenrolar de uma operação, de uma linha de conduta.
3 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
4 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
   [Mais...]

Medical Journal - 23/09/14
O objetivo do trabalho, publicado no Journal of the Canadian Medical Association (CMAJ), foi determinar se a utilização de monoterapia com metformina1, quando comparada à monoterapia com sulfonilureia, está associada a um risco aumentado de baixos níveis de TSH em pacientes com diabetes mellitus2 tipo 2.
1 Metformina: Medicamento para uso oral no tratamento do diabetes tipo 2. Reduz a glicemia por reduzir a quantidade de glicose produzida pelo fígado e ajudando o corpo a responder melhor à insulina produzida pelo pâncreas. Pertence à classe das biguanidas.
2 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
   [Mais...]

Medical Journal - 16/09/14
O papel das estatinas no desenvolvimento de doença microvascular1 em pacientes com diabetes2 é desconhecido. Pesquisadores dos hospitais Herlev Hospital e Copenhagen University Hospital testaram a hipótese de que o uso de estatina aumenta o risco de retinopatia diabética3, neuropatia4 diabética, nefropatia5 diabética e gangrena6 no pé diabético em indivíduos com diabetes mellitus7.
1 Doença microvascular: Doença dos pequenos vasos, como as encontradas nos olhos, nervos e rins. As paredes dos vasos encontram-se espessadas mas fracas. Sangram, perdem proteína e diminuem o fluxo sangüíneo às células.
2 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
3 Retinopatia diabética: Dano causado aos pequenos vasos da retina dos diabéticos. Pode levar à perda da visão. Retinopatia não proliferativa ou retinopatia background Caracterizada por alterações intra-retinianas associadas ao aumento da permeabilidade capilar e à oclusão vascular que pode ou não ocorrer. São encontrados microaneurismas, edema macular e exsudatos duros (extravasamento de lipoproteínas). Também chamada de retinopatia simples.
4 Neuropatia: Doença do sistema nervoso. As três principais formas de neuropatia em pessoas diabéticas são a neuropatia periférica, neuropatia autonômica e mononeuropatia. A forma mais comum é a neuropatia periférica, que afeta principalmente pernas e pés.
5 Nefropatia: Lesão ou doença do rim.
6 Gangrena: Morte de um tecido do organismo. Na maioria dos casos é causada por ausência de fluxo sangüíneo ou infecção. Pode levar à amputação do local acometido.
7 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
   [Mais...]

Medical Journal - 08/09/14
Estudo publicado pelo periódico Diabetologia mostra que jovens obesos expostos in utero1 ao diabetes mellitus2 gestacional mostram maior risco para o desenvolvimento de intolerância à glicose3 na juventude.
1 Útero: É o maior órgão do sistema reprodutor feminino. Sua função principal é receber o óvulo fertilizado e dar-lhe todas as condições para o seu desenvolvimento.
2 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
3 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
   [Mais...]

Saúde - 03/09/14
A Food and Drug Administration permitiu a comercialização do primeiro teste com autoanticorpos, o ZnT8Ab, para ajudar a diagnosticar o diabetes tipo 11 precocemente, ajudando no tratamento adequado da doença e na prevenção das suas complicações.
1 Diabetes tipo 1: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada por deficiência na produção de insulina. Ocorre quando o próprio sistema imune do organismo produz anticorpos contra as células-beta produtoras de insulina, destruindo-as. O diabetes tipo 1 se desenvolve principalmente em crianças e jovens, mas pode ocorrer em adultos. Há tendência em apresentar cetoacidose diabética.
   [Mais...]

Mostrar: 10
<< - < - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - > - >>
61 a 70 (Total: 185)
  • Entrar
  • Assinar
O news.med.br® é parte integrante da Plataforma HiDoctor® e é oferecido a você gratuitamente.