news.med.br
Saúde - 12/04/17
Alguns retardadores de chama1 usados ​​em muitos produtos de casa parecem estar associados com o tipo mais comum de câncer2 de tireóide, o carcinoma3 papilífero, de acordo com um novo estudo que foi apresentado na 99ª reunião anual da Sociedade Endócrina, ENDO 2017, na Flórida, Estados Unidos.
1 Retardadores de chama: Retardante de chama ou retardador de chama é uma substância química utilizada para retardar ou, se possível, eliminar a propagação de chamas em um material. Os aditivos anti-chama tornam o processo da propagação de calor entre os compostos muito mais lento. As substâncias químicas empregadas nesses aditivos têm alto calor especifico, ou seja, precisam de muito calor para aumentar sua temperatura e, por isso, ajudam a retardar ou impedem a combustão. Em nosso cotidiano, eles estão em quase tudo que nos cerca, desde fios até na espuma de travesseiros e colchões, passando por chips de computador, placas eletrônicas, televisores, micro-ondas, videogames, aspiradores de pó e outros eletrodomésticos, além de móveis e tecidos sintéticos.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Carcinoma: Tumor maligno ou câncer, derivado do tecido epitelial.
   [Mais...]

Pharma News - 13/01/16
Pesquisadores vinculados ao projeto Repurposing Drugs in Oncology analisaram a literatura disponível e acreditam que os dados disponíveis são suficientes para que se dê início a ensaios clínicos1 de uso do diclofenaco no tratamento de vários tipos de câncer2.
1 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
   [Mais...]

Saúde - 05/03/15
Pessoas com melhor aptidão física aos 40 anos parecem manter maior volume cerebral duas décadas mais tarde na vida e também tendem a apresentar melhor desempenho em testes cognitivos1, sugere nova pesquisa apresentada na reunião da American Heart Association, American Heart Association EPI/Lifestyle 2015, em Baltimore.
1 Cognitivos: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
   [Mais...]

Pharma News - 28/08/12
Estudo randomizado1, duplo-cego, controlado por placebo2 e realizado em um ambulatório na Austrália, relata que a tosse crônica refratária provoca sintomas3 substanciais e queda na qualidade de vida. Semelhanças entre a sensibilização do reflexo central na tosse crônica refratária e na dor neuropática4 sugerem que neuromoduladores como a gabapentina podem ser eficazes para o tratamento dessa condição.
1 Estudo randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle - o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Neuropática: Referente à neuropatia, que é doença do sistema nervoso.
   [Mais...]

Pharma News - 13/12/11
Os recém-nascidos que apresentam muito baixo peso ao nascer e usam ranitidina (uma terapia para úlceras1 de estresse e doença do refluxo gastroesofágico2 - DRGE) têm cerca de seis vezes mais chances de morrer do que os recém-nascidos em situações semelhantes que não receberam a medicação, de acordo com os resultados de um novo estudo publicado pelo periódico Pediatrics.
1 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
2 Refluxo gastroesofágico: Presença de conteúdo ácido proveniente do estômago na luz esofágica. Como o dito órgão não está adaptado fisiologicamente para suportar a acidez do suco gástrico, pode ser produzida inflamação de sua mucosa (esofagite).
   [Mais...]

Medical Journal - 22/04/08
Estudo publicado esta semana no jornal Archives of Dermatology mostra que o melanoma1, tipo de câncer2 de pele3 que mais mata, é mais letal quando situado no couro cabeludo e no pescoço4.
1 Melanoma: Neoplasia maligna que deriva dos melanócitos (as células responsáveis pela produção do principal pigmento cutâneo). Mais freqüente em pessoas de pele clara e exposta ao sol.Podem derivar de manchas prévias que mudam de cor ou sangram por traumatismos mínimos, ou instalar-se em pele previamente sã.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
4 Pescoço:
   [Mais...]

Para pacientes - 17/03/08
Alterações do humor, mamas1 doloridas, compulsão por comer certos alimentos (principalmente doces), fadiga2, irritabilidade e depressão estão entre os sintomas3 mais comuns da TPM. A maioria das mulheres apresenta certo desconforto antes da menstruação4, mas aquelas com TPM sentem os sintomas3 atrapalharem o seu dia-a-dia em casa e no trabalho. Este material foi desenvolvido para apoiar pacientes e pode ser distribuído livremente.
1 Mamas: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
2 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Menstruação: Sangramento cíclico através da vagina, que é produzido após um ciclo ovulatório normal e que corresponde à perda da camada mais superficial do endométrio uterino.
   [Mais...]

Pharma News - 02/08/07
O ibuprofeno pode interferir no efeito anti-plaquetário da baixa dose de aspirina (81 mg por dia), usada para prevenção de doenças cardiovasculares1. Os médicos devem alertar seus pacientes para o uso apropriado da aspirina junto com o ibuprofeno.
1 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
   [Mais...]

Medical Journal - 25/10/19
Neste estudo, publicado pela revista Nature, pesquisadores relataram que o sal da dieta induz hiperfosforilação da proteína tau seguida de disfunção cognitiva1 em camundongos. O acúmulo de tau hiperfosforilada é uma característica da patologia2 de Alzheimer3.
1 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
3 Alzheimer: Doença degenerativa crônica que produz uma deterioração insidiosa e progressiva das funções intelectuais superiores. É uma das causas mais freqüentes de demência. Geralmente começa a partir dos 50 anos de idade e tem incidência similar entre homens e mulheres.
   [Mais...]

Medical Journal - 17/10/19
Neste estudo, publicado pelo NEJM, o início da terapêutica1 com estatinas durante a infância em pacientes com hipercolesterolemia2 familiar diminuiu a progressão da espessura da camada íntima-média da carótida e reduziu o risco de doença cardiovascular na idade adulta.
1 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
2 Hipercolesterolemia: Aumento dos níveis de colesterol do sangue. Está associada a uma maior predisposição ao desenvolvimento de aterosclerose.
   [Mais...]

Mostrar: 10
<< - < - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - > - >>
71 a 80 (Total: 930)
  • Entrar
  • Assinar