news.med.br  -  Saúde
Saúde - 02/03/18
A suplementação1 dietética é uma indústria de aproximadamente US$ 30 bilhões nos Estados Unidos, com mais de 90.000 produtos no mercado. Em pesquisas norte americanas recentes, 52% dos adultos dos EUA relataram uso de pelo menos um produto de suplemento e 10% relataram uso de pelo menos quatro desses produtos. Vitaminas e minerais estão entre os suplementos mais populares e são aceitos por 48% e 39% dos adultos, respectivamente, tipicamente para manter a saúde2 e prevenir doenças.
1 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Saúde - 28/02/18
O Chief Medical Officers' (OCM), do Reino Unido, fez uma revisão sistemática das evidências disponíveis sobre riscos e benefícios da ingestão de bebidas alcoólicas para permitir que as pessoas entendam os riscos que o álcool pode representar para sua saúde1 e possam fazer escolhas informadas sobre a ingestão de álcool.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Saúde - 05/02/18
Médicos da Royal Society for Public Health (RSPH), no Reino Unido, solicitam mudanças nos rótulos de bebidas alcoólicas. As pessoas que consomem álcool precisam de uma maior conscientização a respeito dos danos que o álcool pode causar à saúde1.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Saúde - 01/02/18
A fumaça de cigarro eletrônico (ECS) fornece nicotina através de aerossóis sem queimar tabaco e é promovida como não carcinogênica, ganhando popularidade significativa.   [Mais...]
Saúde - 30/01/18
Um ingrediente comumente encontrado em pastas de dentes pode ser empregado como fármaco1 antipalúdico, contra estirpes de parasitas da malária que se tornaram resistentes à pirimetamina. Esta descoberta, liderada por pesquisadores da Universidade de Cambridge, foi auxiliada por Eve, um "robô científico e dotado de inteligência artificial".
1 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
   [Mais...]

Saúde - 18/12/17
O uso de telefones celulares aumentou dramaticamente nos últimos anos, inclusive entre crianças e jovens. Estes telefones liberam energia de radiofrequência (RF). Alguns cientistas acreditam que a energia RF pode afetar a saúde1 humana. Este documento de orientação, do Departamento de Saúde1 Pública da Califórnia, descreve algumas das possíveis preocupações com a saúde1 e fornece orientação sobre como as pessoas podem reduzir sua exposição.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

Saúde - 05/12/17
Pesquisadores do Department of Nutritional Sciences, da The Pennsylvania State University, publicaram no Journal of the American Heart Association (JAHA) um artigo que fala sobre o consumo de amêndoas e chocolate amargo e seus benefícios para o controle do perfil lipídico1.
1 Perfil lipídico: Exame laboratorial que mede colesterol total, triglicérides, HDL. O LDL é calculado por estes resultados. O perfil lipídico é uma das medidas de risco para as doenças cardiovasculares.
   [Mais...]

Saúde - 25/10/17
Trabalho apresentado na 2017 Annual Meeting of the American Thyroid Association mostra que as alterações dos níveis de hormônio1 tireoidiano através de ajustes de dose de levotiroxina2 para níveis inferiores e superiores, dentro de intervalos de referência normais e até níveis de hipotireoidismo3 subclínico, não apresentam efeitos significativos nas medidas de qualidade de vida, humor e função cognitiva4.
1 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
2 Levotiroxina: Levotiroxina sódica ou L-tiroxina (T4) é um hormônio sintético usado no tratamento de reposição hormonal quando há déficit de produção de tiroxina (T4) pela glândula tireoide.
3 Hipotireoidismo: Distúrbio caracterizado por uma diminuição da atividade ou concentração dos hormônios tireoidianos. Manifesta-se por engrossamento da voz, aumento de peso, diminuição da atividade, depressão.
4 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
   [Mais...]

Saúde - 04/10/17
Sociedade Brasileira de Pediatria encaminhou ao Ministério da Saúde1 um pedido recomendando a adoção das curvas de crescimento infantil2 de crianças e jovens com síndrome de Down3, construídas na Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, como referência no Brasil.
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Crescimento Infantil: Aumento na estrutura do corpo, tendo em vista a multiplicação e o aumento do tamanho das células. Controla-se principalmente o peso corporal, a estatura e o perímetro cefálico, com o objetivo de saber o quanto a criança ganhou ou perdeu em determinados intervalos de tempo e tendo por base um acompanhamento a longo prazo, através de anotações em gráficos ou curvas de crescimento. O pediatra precisa conhecer e analisar vários fatores referentes à criança e a sua família, como o peso e a altura dos pais, o padrão de crescimento deles, os dados da gestação, o peso e a estatura ao nascimento e a alimentação do bebê para avaliar a situação do crescimento de determinada criança. Não é simplesmente consultar gráficos. Somente o médico da criança pode avaliar seu crescimento. Uma criança pode estar fora da “faixa mais comum de referência“ e, ainda assim, ter um crescimento normal.
3 Síndrome de Down: Distúrbio genético causado pela presença de um cromossomo 21 a mais, por isso é também conhecida como “trissomia do 21”. Os portadores desta condição podem apresentar retardo mental, alterações físicas como prega palmar transversa (uma única prega na palma da mão, em vez de duas), pregas nas pálpebras, membros pequenos, tônus muscular pobre e língua protrusa.
   [Mais...]

Saúde - 22/09/17
O lançamento da rede World Wide FINGERS - uma iniciativa de pesquisa para prevenir ou retardar o início do declínio cognitivo1 - em 19 de julho de 2017, na Conferência Internacional da Associação de Alzheimer2 (AAIC), foi uma notícia promissora. O risco de doença de Alzheimer3 (DA), a forma mais comum de demência4, é em grande parte modulada pela genética, mas a prevalência5 está diminuindo em muitos países de alta renda, e sabe-se que fatores de risco modificáveis também estão envolvidos. Identificar e abordar esses fatores é uma prioridade de pesquisa urgente, para a qual esta rede é um passo na direção certa.
1 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
2 Alzheimer: Doença degenerativa crônica que produz uma deterioração insidiosa e progressiva das funções intelectuais superiores. É uma das causas mais freqüentes de demência. Geralmente começa a partir dos 50 anos de idade e tem incidência similar entre homens e mulheres.
3 Doença de Alzheimer: É uma doença progressiva, de causa e tratamentos ainda desconhecidos que acomete preferencialmente as pessoas idosas. É uma forma de demência. No início há pequenos esquecimentos, vistos pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Os pacientes tornam-se confusos e por vezes agressivos, passando a apresentar alterações da personalidade, com distúrbios de conduta e acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho. Tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros, iniciam-se as dificuldades de locomoção, a comunicação inviabiliza-se e passam a necessitar de cuidados e supervisão integral, até mesmo para as atividades elementares como alimentação, higiene, vestuário, etc..
4 Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
5 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
   [Mais...]

» 13/09/2017 - Lançada a versão beta da nova Classificação Internacional das Cefaleias - 3ª edição
» 01/09/2017 - O desafio da adesão do paciente ao tratamento, artigo do Therapeutics and Clinical Risk Management
» 25/08/2017 - Sociedades Brasileiras de Hepatologia e de Infectologia lançam campanha para erradicar a hepatite C no Brasil
» 30/06/2017 - Brócolis ajuda no controle glicêmico por conter sulforafano, publicado pelo Science Translational Medicine
» 28/06/2017 - The Lancet Neurology: música para reabilitação neurológica
» 26/06/2017 - Fidget Spinners: visão de um pediatra
» 23/06/2017 - Novas vacinas podem ser esperança no tratamento de tumores cerebrais
» 13/06/2017 - Unicamp: bagaço da uva pode ajudar na redução de processos inflamatórios
» 06/06/2017 - Sucos de frutas não devem ser introduzidos na dieta de bebês antes dos 12 meses de idade e não devem ser consumidos em excesso por crianças maiores
» 29/05/2017 - Por que nossas células cerebrais podem nos impedir de queimar gordura quando estamos fazendo dieta?


Visualizar: Títulos | Resumos
  • Entrar
  • Assinar