news.med.br
Medical Journal - 28/04/21
As características dos hematomas1 podem distinguir os ferimentos abusivos dos não abusivos em crianças pequenas? Neste estudo transversal de 2.161 crianças menores de 4,0 anos, publicado pelo JAMA Network Open, uma regra de decisão clínica para hematomas1 refinada e avaliada se mostrou 96% sensível e 87% específica para distinguir trauma abusivo de não abusivo em crianças pequenas com base nas características de seus hematomas1. De acordo com esses achados, crianças pequenas com achados afirmativos para qualquer um dos 3 componentes da regra correm maior risco de abuso e merecem avaliação adicional.
1 Hematomas: Acúmulo de sangue em um órgão ou tecido após uma hemorragia.
   [Mais...]

Medical Journal - 07/05/21
Em dois estudos, ambos publicados na revista Science Translational Medicine, pesquisadores descreveram o desenvolvimento de células1 imunológicas programadas para atacar os tumores de maneira mais inteligente (células1 T-CAR synNotch). Os resultados demonstraram que a terapia com essas células1 T-CAR reduziram tumores cerebrais do tipo glioblastoma e tumores ovarianos em camundongos, nos quais as células1 imunológicas inalteradas haviam falhado. A tecnologia poderia ser usada para tratar câncer2, bem como doenças cerebrais degenerativas3.
1 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Degenerativas: Relativas a ou que provocam degeneração.
   [Mais...]

Medical Journal - 18/08/15
Em artigo sobre a segurança e a eficácia de alguns antidepressivos usados em idosos, pesquisadores de Stanford descobriram que, em relação à resposta parcial, a sertralina, paroxetina e duloxetina foram significativamente melhores do que o uso de placebo1. O estudo foi publicado pelo Journal of the American Geriatrics Society.
1 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
   [Mais...]

Pharma News - 27/04/21
A budesonida inalada, um corticosteroide comum usado para tratar asma1 e doença pulmonar obstrutiva crônica, pode encurtar em três dias o tempo que leva para pessoas não internadas no hospital se recuperarem da covid-19, de acordo com um estudo em pessoas com mais de 50 anos com maior risco de covid-19 e pessoas com mais de 65 anos. De acordo com a análise provisória do ensaio Principle, relatada pelo The British Medical Journal, cerca de um terço (32%) das pessoas que tomaram budesonida inalada se recuperaram nos primeiros 14 dias após a randomização e permaneceram bem até 28 dias, em comparação com pouco mais de um quinto (22%) no grupo de tratamento usual.
1 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
   [Mais...]

Medical Journal - 28/04/21
Aumentos relatados nos diagnósticos de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) são acompanhados por um crescente debate sobre os fatores subjacentes. O objetivo desse estudo, publicado no JAMA Network Open, foi identificar, avaliar e sintetizar sistematicamente as evidências sobre o sobrediagnóstico1 dessa doença em crianças e adolescentes. Foram encontradas evidências convincentes de que o TDAH é sobrediagnosticado nessa população. Para indivíduos com sintomas2 mais leves, em particular, os danos associados a um diagnóstico3 de TDAH podem muitas vezes superar os benefícios.
1 Sobrediagnóstico: Diagnóstico de uma doença que nunca provocará sintomas ou a morte de um(a) paciente.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
3 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
   [Mais...]

Pharma News - 30/09/11
Ensaios clínicos1 randomizados têm destacado os riscos cardiovasculares do uso de anti-inflamatórios não hormonais (AINHs) em doses elevadas. O presente estudo, publicado pela revista PLoS Medicine, fornece estimativas de risco dos AINHs em doses individuais típicas em ambientes comunitários.
1 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
   [Mais...]

Pharma News - 09/05/08
Aprovado, em 30 de abril de 2008, o único tratamento disponível para a síndrome1 do intestino irritável com constipação2 nos Estados Unidos. O Food and Drug Administration (FDA) aprovou o Amitiza (lubiprostone) para mulheres adultas com idade igual ou maior que 18 anos.
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
   [Mais...]

Medical Journal - 29/09/15
Ensaio randomizado1 e controlado, com publicação online pelo periódico Pediatrics, diz que a suplementação2 materna de vitamina3 D pode ser uma alternativa à suplementação2 do bebê com a obtenção de resultados que satisfazem as exigências nutricionais do bebê.
1 Randomizado: Ensaios clínicos comparativos randomizados são considerados o melhor delineamento experimental para avaliar questões relacionadas a tratamento e prevenção. Classicamente, são definidos como experimentos médicos projetados para determinar qual de duas ou mais intervenções é a mais eficaz mediante a alocação aleatória, isto é, randomizada, dos pacientes aos diferentes grupos de estudo. Em geral, um dos grupos é considerado controle – o que algumas vezes pode ser ausência de tratamento, placebo, ou mais frequentemente, um tratamento de eficácia reconhecida. Recursos estatísticos são disponíveis para validar conclusões e maximizar a chance de identificar o melhor tratamento. Esses modelos são chamados de estudos de superioridade, cujo objetivo é determinar se um tratamento em investigação é superior ao agente comparativo.
2 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
3 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
   [Mais...]

Medical Journal - 20/04/21
Uma pesquisa recente, publicada pelo The British Medical Journal, teve como objetivo quantificar as taxas de disfunção orgânica específica em indivíduos com covid-19 após a alta hospitalar em comparação com um grupo de controle pareado da população em geral. Ao longo de um acompanhamento médio de 140 dias, quase um terço dos indivíduos que tiveram alta hospitalar após covid-19 aguda foram readmitidos e mais de 1 em 10 morreram após a alta, com esses eventos ocorrendo em taxas quatro e oito vezes maiores, respectivamente, do que no grupo de controle pareado.   [Mais...]
Medical Journal - 27/04/21
Cientistas da Queen Mary University of London descobriram uma nova maneira de privar as células1 cancerosas do cérebro2 de energia para evitar um maior crescimento. O meduloblastoma é o tumor3 cerebral pediátrico maligno mais comum. A pesquisa, publicada na revista Nature Communications, analisa o hexafosfato de inositol (IP6), um composto de ocorrência natural presente em quase todas as plantas e animais, e mostrou como ele inibe o meduloblastoma e pode ser combinado com a quimioterapia4 para matar as células1 tumorais.
1 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
2 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
3 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
4 Quimioterapia: Método que utiliza compostos químicos, chamados quimioterápicos, no tratamento de doenças causadas por agentes biológicos. Quando aplicada ao câncer, a quimioterapia é chamada de quimioterapia antineoplásica ou quimioterapia antiblástica.
   [Mais...]

Mostrar: 10
< - 1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - > - >>
11 a 20 (Total: 1011)
  • Entrar
  • Receber conteúdos