Atalho: 6PRAUXJ
Gostou do artigo? Compartilhe!

Uso de vareniclina para parar de fumar não mostra aumento do risco de eventos cardiovasculares, de acordo com estudo do BMJ

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Com o objetivo de investigar se a vareniclina está associada a um risco aumentado de eventos cardiovasculares graves em comparação com outra droga usada para parar de fumar, a bupropiona, foi realizado um estudo de coorte1, publicado no The British Medical Journal (BMJ).

O estudo de coorte1 dinamarquês envolveu usuários da vareniclina (n = 17.926) e da bupropiona (n = 17.926). Os principais resultados avaliados foram dados individuais dos medicamentos prescritos, eventos cardiovasculares principais e fatores potenciais de confusão que estavam nos registros. A regressão de Cox foi utilizada para estimar as taxas de risco de eventos cardiovasculares em análises pareadas por escore de propensão. Os resultados preliminares avaliados, em seis meses após o início do tratamento, foram a síndrome2 coronariana aguda, o acidente vascular cerebral3 isquêmico4 e a morte cardiovascular analisados individualmente e como um composto de todos os eventos analisados.

Foram encontrados 57 eventos cardiovasculares entre os usuários de vareniclina (6,9 casos por 1.000 pessoas/ano) em comparação com 60 eventos entre os usuários da bupropiona (7,1 casos por 1.000 pessoas/ano), a taxa de risco para qualquer grande evento foi de 0,96 (95% intervalo de confiança; 0,67 a 1,39). A utilização de vareniclina não foi associada a um aumento do risco de síndrome2 coronariana aguda (1,20; 0,75-1,91), acidente vascular cerebral3 isquêmico4 (0,77; 0,40 a 1,48) e morte cardiovascular (0,51; 0,13 a 2,02). Em análises de subgrupos, o risco de qualquer evento cardiovascular não foi significativamente diferente entre os pacientes com e sem história de doença cardiovascular (1,24; 0,72-2,12) e (0,83; 0,51 a 1,36), respectivamente, com P = 0,29.

As conclusões não mostram aumento do risco de eventos cardiovasculares associados ao uso da vareniclina comparado à bupropiona para parar de fumar.

Fonte: BMJ, de 8 de novembro de 2012 

NEWS.MED.BR, 2012. Uso de vareniclina para parar de fumar não mostra aumento do risco de eventos cardiovasculares, de acordo com estudo do BMJ. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/326500/uso-de-vareniclina-para-parar-de-fumar-nao-mostra-aumento-do-risco-de-eventos-cardiovasculares-de-acordo-com-estudo-do-bmj.htm>. Acesso em: 23 out. 2021.

Complementos

1 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
3 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
4 Isquêmico: Relativo à ou provocado pela isquemia, que é a diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea, numa parte do organismo, ocasionada por obstrução arterial ou por vasoconstrição.
Gostou do artigo? Compartilhe!