Gostou do artigo? Compartilhe!

Maioria dos melanomas aparece como lesão primária, e não secundária a nevos pré-existentes, artigo do Journal of the American Academy of Dermatology

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisadores italianos relataram, em um artigo publicado pelo periódico Journal of the American Academy of Dermatology, que a maioria dos melanomas se desenvolve como lesões1 primárias, ao contrário de ser uma transformação maligna de lesões1 (pintas) pré-existentes.

A prevalência2 relatada de melanoma3 associado a nevo4 varia substancialmente. Foi realizado um estudo de revisão sistemática e meta-análise, por Riccardo Pampena e colaboradores da Dermatology and Skin Cancer5 Unit, First Medical Department, Arcispedale Santa Maria Nuova, Istituto di Ricovero e Cura a Carattere Scientifico (IRCCS), em Reggio Emilia, na Itália, para determinar a incidência6 e prevalência2 desta doença; também foram feitas subanálises considerando a idade, a espessura do tumor7 e a classificação do tipo de nevo4.

Em 38 estudos observacionais de coorte8 e caso-controle, 29,1% dos melanomas provavelmente surgiram de um nevo4 pré-existente e 70,9% eram lesão9 novas. Ou seja, ao contrário de uma suposição extensamente divulgada, apenas uma minoria dos melanomas surge em conjunto com um nevo4 pré-existente, comumente referido como "pinta na pele10".

Nesta análise, observou-se também que qualquer melanoma3 foi 64% menos propenso a estar associado a nevo4 do que a ser uma lesão9 nova (taxa de risco 0,36; intervalo de confiança [IC] de 95% 0,29-0,44; P<0,001; I2=99%). Os melanomas associados a nevo4 apresentaram menor espessura média de Breslow do que os melanomas que eram lesões1 novas (diferença média -0,39 mm; IC 95%: -0,60 a -0,18; P=0,0003; I2=66%). Não foram observadas diferenças significativas quanto à associação de melanomas provenientes de nevos11 não displásicos ou nevos11 displásicos (taxa de risco 0,77; IC 95% 0,49-1,20; P=0,24; I2=98%).

Esta análise é importante para reforçar a ideia de que tanto os pacientes como os profissionais de saúde12 devem verificar cuidadosamente toda a pele10 e, diante de qualquer lesão9 de aparecimento recente em adultos, o paciente deve procurar um dermatologista para avaliação correta desta nova alteração da pele10.

E os dermatologistas também devem verificar cuidadosamente a pele10 do paciente de cima a baixo e, em particular, eles devem verificar cuidadosamente pacientes com um grande número de nevos11 que correm maior risco de desenvolver melanoma3, mesmo que esse melanoma3 provavelmente não será associado a um nevo4. O monitoramento dermoscópico digital é um grande auxílio no diagnóstico13 e acompanhamento das lesões1.

Leia sobre "Melanoma3", "Câncer5 de pele10 não-melanoma3", "Cuidados com a pele10" e "Câncer5 de pele10".

 

Fonte: Journal of the American Academy of Dermatology, em29 de agosto de 2017

 

NEWS.MED.BR, 2017. Maioria dos melanomas aparece como lesão primária, e não secundária a nevos pré-existentes, artigo do Journal of the American Academy of Dermatology. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1303428/maioria-dos-melanomas-aparece-como-lesao-primaria-e-nao-secundaria-a-nevos-pre-existentes-artigo-do-journal-of-the-american-academy-of-dermatology.htm>. Acesso em: 13 dez. 2018.

Complementos

1 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
2 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
3 Melanoma: Neoplasia maligna que deriva dos melanócitos (as células responsáveis pela produção do principal pigmento cutâneo). Mais freqüente em pessoas de pele clara e exposta ao sol.Podem derivar de manchas prévias que mudam de cor ou sangram por traumatismos mínimos, ou instalar-se em pele previamente sã.
4 Nevo: Popularmente conhecido como “pinta“ ou sinal de nascença“. É uma mancha na pele que pode ser uma lesão plana ou elevada, pigmentada (de cor marrom, cinza, azul ou preto) ou não e pode apresentar potencial de malignização dependendo do tipo.
5 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
6 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
7 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
8 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
9 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
10 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
11 Nevos: Popularmente conhecidos como “pintas“ ou sinais de nascença“. São manchas na pele que podem ser uma lesão plana ou elevada, pigmentada (de cor marrom, cinza, azul ou preto) ou não e podem apresentar potencial de malignização dependendo do tipo.
12 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
13 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
Gostou do artigo? Compartilhe!