Gostou do artigo? Compartilhe!

Risco de sangramento gastrointestinal com o uso de anticoagulantes orais diretos: revisão sistemática e meta-análise publicada pelo The Lancet

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Anticoagulantes1 orais diretos estão sendo cada vez mais usados para várias indicações. No entanto, os dados são conflitantes sobre o risco de hemorragia2 gastrointestinal grave com o uso destas medicações. Pesquisadores do Leeds Institute for Biomedical and Clinical Sciences, da University of Leeds, no Reino Unido, compararam o risco de sangramento gastrointestinal com o uso de anticoagulantes1 orais diretos, varfarina e heparina de baixo peso molecular.

Para esta revisão sistemática e meta-análise, buscou-se no MEDLINE e Embase, desde o início da base de dados até 1º de abril de 2016, estudos prospectivos e retrospectivos sobre o risco de sangramento gastrointestinal com o uso de um anticoagulante3 oral direto comparado ao uso de varfarina e de heparina de baixo peso molecular para todas as indicações. Também foram pesquisados a Cochrane Library para revisões sistemáticas e avaliações de análises, o National Health Service (UK) Economic Evaluation Database e o ISI Web of Science para resumos de conferências e procedimentos (até 1º de abril de 2016). O desfecho primário foi a incidência4 de sangramento gastrointestinal grave, com todos os outros tipos de sangramentos gastrointestinais como resultado secundário. Foi realizada uma meta-análise Bayesiana em rede para produzir índices de taxas de incidência4 (ITIs) com intervalos de confiança de 95% (ICs).

Leia também sobre "Hemorragia digestiva alta5" e "Sangue6 nas fezes".

Foram identificados 38 artigos elegíveis, dos quais 31 foram incluídos na análise primária, incluindo 287.692 pacientes expostos a 230.090 anos de anticoagulantes1. O risco de hemorragia2 gastrointestinal grave com anticoagulantes1 orais diretos não diferiu em relação ao uso de varfarina ou heparina de baixo peso molecular (fator Xa versus varfarina ITIs 0,78 [IC 95% 0,47-1,08], varfarina vs dabigatrano 0,88 [0,59-1,36], fator Xa vs heparina de baixo peso molecular 1,02 [0,42-2,70] e heparina de baixo peso molecular versus dabigatrano 0,67 [0,20 -1,82]). Na análise secundária, os inibidores do fator Xa foram associados a um risco reduzido de todas as gravidades de sangramento gastrointestinal em comparação com a varfarina (0,25 [0,07-0,76]) ou dabigatrano (0,24 [0,07-0,77]).

Os resultados da análise não mostram aumento no risco de sangramento gastrointestinal grave com o uso de anticoagulantes1 orais diretos comparados ao uso de varfarina ou heparina de baixo peso molecular. Estes achados apoiam o uso continuado dos anticoagulantes1 orais diretos.

Informe-se mais sobre "Coagulação7 sanguínea", "Melena8 e Hematêmese9" e "Hemorragias10".

 

Fonte: The Lancet Gastroenterology & Hepatology, de 15 de novembro de 2016

 

NEWS.MED.BR, 2016. Risco de sangramento gastrointestinal com o uso de anticoagulantes orais diretos: revisão sistemática e meta-análise publicada pelo The Lancet. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1280833/risco-de-sangramento-gastrointestinal-com-o-uso-de-anticoagulantes-orais-diretos-revisao-sistematica-e-meta-analise-publicada-pelo-the-lancet.htm>. Acesso em: 24 out. 2019.

Complementos

1 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
2 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
3 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
4 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
5 Hemorragia digestiva alta: É um termo que se refere a qualquer sangramento proveniente do gastrointestinal superior. O limite anatômico para o sangramento gastrointestinal superior é o ligamento de Treitz, que liga a quarta porção do duodeno ao diafragma, perto da flexura esplênica do cólon.
6 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
7 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
8 Melena: Eliminação de fezes de coloração negra, alcatroada. Relaciona-se com a presença de sangue proveniente da porção superior do tubo digestivo (esôfago, estômago e duodeno). Necessita de uma avaliação urgente, pois representa um quadro grave.
9 Hematêmese: Eliminação de sangue proveniente do tubo digestivo, através de vômito.
10 Hemorragias: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!