Gostou do artigo? Compartilhe!

Anvisa faz parceria para diminuir mau uso de medicamentos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou no dia 18/11, no Rio de Janeiro, uma parceria inédita com a Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar) e com a Federação Nacional dos Médicos (Fenam). O objetivo é reduzir os efeitos negativos advindos do mau uso de medicamentos.

Por meio da parceria, a Anvisa vai aumentar entre os dois segmentos profissionais a circulação1 de informações sobre a importância do uso racional nas práticas médicas e farmacêuticas e reforçar a pertinência da notificação de reações adversas às autoridades de saúde2. De acordo com o diretor-presidente da agência, Dirceu Raposo de Mello, o uso racional de medicamentos depende do envolvimento de vários setores. "A Anvisa procurou os médicos e farmacêuticos para tornar mais incisiva a ação da agência na educação pelo uso adequado dos medicamentos. Outras parcerias serão feitas no mesmo sentido. Os conselhos de medicina e de farmácia também serão convidados para atuar", explicou Raposo.

O diretor da Anvisa Franklin Rubinstein explica que o uso de medicamentos requer todo o cuidado. "Não podemos deixar nenhum dos elos da cadeia dos medicamentos descoberto. Da produção até o usuário final, é papel da Anvisa cuidar para que nada dê errado nesse caminho, pois o que está em jogo é a saúde2 da população".

A Fenam e a Fenafar representam, juntas, 360 mil profissionais. Segundo o presidente da Fenam, Helder Borba, os profissionais têm papel fundamental no uso correto de medicamentos "É importante que os médicos notifiquem as reações adversas aos medicamentos, pois junto com os farmacêuticos, são os profissionais que primeiro ficam sabendo dos problemas que ocorrem com os usuários", sentencia. Para a presidente da Fenafar, Maria Eugênia Cury, o quadro está melhorando: "Hoje em dia encontramos mais farmacêuticos nas farmácias do que há alguns anos, mas isso ainda precisa melhorar e a parceria com a Anvisa vai servir para que o farmacêutico reconheça ainda mais a necessidade de estar presente no ponto onde o usuário busca o medicamento", explica Eugênia.

Os reflexos da parceria serão importantes nas atividades dos prescritores, na dispensação e no nível de informação colocado à disposição dos usuários. A parceira traduz uma ação concreta da agência como uma das integrantes do processo de estabelecimento da Política Nacional de Assistência Farmacêutica no Brasil.

Fonte: Agência Saúde2
NEWS.MED.BR, 2005. Anvisa faz parceria para diminuir mau uso de medicamentos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/977/anvisa-faz-parceria-para-diminuir-mau-uso-de-medicamentos.htm>. Acesso em: 19 set. 2019.

Complementos

1 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!