Gostou do artigo? Compartilhe!

Modelo de atendimento de consulta em grupo virtual para o tratamento da menopausa resultou em melhora dos sintomas

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Um estudo de caso publicado no NEJM Catalyst Innovations in Care Delivery buscou investigar a eficácia e aceitabilidade de um modelo de atendimento de consulta em grupo virtual (CGV) para o gerenciamento de sintomas1 da menopausa2, chamado Bia Care. Para tanto, um provedor de serviços de menopausa2 habilitado digitalmente projetou um estudo de coorte3 prospectivo4 intervencional envolvendo uma unidade organizacional do National Health Service (NHS) em Londres.

Uma intervenção piloto prestou atendimento a 25 participantes por meio de CGVs com clínicos gerais (CGs), nutricionistas e fisioterapeutas de saúde5 da mulher. As participantes foram triadas com base na necessidade clínica e todas receberam atendimento 1:1 do CG no contexto de uma CGV.

Cinco participantes que apresentavam sintomas1 que exigiam informações multidisciplinares foram convidadas a participar de um programa estendido, com CGVs adicionais com nutricionista6 e fisioterapeuta.

O desfecho primário foi o questionário Qualidade de Vida Específica da Menopausa2; as pontuações melhoraram em 52% (4,4 na linha de base em comparação com 2,1 no ponto final), com melhora dos sintomas1 psicossociais e sexuais em 55% e 63%, respectivamente.

Os desfechos secundários incluíram a acessibilidade da intervenção de saúde5 (representação demográfica das participantes) e o Teste Amigos e Família do NHS. Todas as participantes relataram que eram propensas ou extremamente propensas a recomendar o serviço a amigas e familiares por meio do Teste Amigos e Família do NHS.

A representação demográfica das participantes incluiu 18 das 25 participantes que pertenciam a minorias étnicas e/ou viviam em um dos bairros mais carentes da Inglaterra. A modalidade de consulta em grupo virtual é projetada como um método econômico para fornecer educação e tratamento da menopausa2 e promove o acesso simplificado e oportuno aos serviços.

Os resultados levaram à expansão do programa em todos os locais do NHS e justificam mais pesquisas experimentais do uso de consulta em grupo virtual no tratamento da menopausa2.

Saiba mais sobre "Climatério7 e menopausa2: como são" e "Terapia de Reposição Hormonal".

 

Fonte: NEJM Catalyst Innovations in Care Delivery, Vol. 3, Nº 6, em junho de 2022.

 

NEWS.MED.BR, 2022. Modelo de atendimento de consulta em grupo virtual para o tratamento da menopausa resultou em melhora dos sintomas. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1418715/modelo-de-atendimento-de-consulta-em-grupo-virtual-para-o-tratamento-da-menopausa-resultou-em-melhora-dos-sintomas.htm>. Acesso em: 2 jul. 2022.

Complementos

1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Menopausa: Estado fisiológico caracterizado pela interrupção dos ciclos menstruais normais, acompanhada de alterações hormonais em mulheres após os 45 anos.
3 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
4 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
5 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
6 Nutricionista: Especialista em nutricionismo, ou seja, especialista no estudo das necessidades alimentares dos seres humanos e animais, e dos problemas relativos à nutrição.
7 Climatério: Conjunto de mudanças adaptativas que são produzidas na mulher como conseqüência do declínio da função ovariana na menopausa. Consiste em aumento de peso, “calores” freqüentes, alterações da distribuição dos pêlos corporais, dispareunia.
Gostou do artigo? Compartilhe!