Atalho: 5RC9ZBD
Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA aprova medicamento para a insuficiência cardíaca de negros

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A NitroMed anunciou, no dia 23 de junho, a aprovação, pelo FDA, do BiDil (dinitrato de isosorbida/cloridrato de hidralazina) para tratamento da insuficiência cardíaca1 em pacientes que se auto-identificam como negros, representando um grande passo para a medicina personalizada.

O BiDil é indicado para melhorar a sobrevida2, reduzir o tempo de hospitalização na falência cardíaca, melhorar o perfil funcional do paciente, sendo uma droga a mais para o tratamento padrão da insuficiência cardíaca1.

A insuficiência cardíaca1 é uma síndrome3 clínica decorrente da disfunção do coração4 em suprir as necessidades metabólicas teciduais de maneira adequada, ou só realizando-as após elevação das pressões de enchimento ventricular e atrial. Pode ser causada por uma variedade de danos ao coração4, incluindo infarto do miocárdio5, hipertensão arterial6 e infecções7.

A aprovação do BiDil é baseada em um estudo da African-American Heart Failure Trial, que envolveu 1.050 pacientes que se auto-identificaram como negros e que tinham insuficiência cardíaca1 grave já tratada com a melhor terapia disponível. Este estudo foi feito porque duas triagens clínicas anteriores não mostraram benefícios para a população geral, mas sugeriram benefícios do BiDil para os negros. Os pacientes que usaram o BiDil neste estudo mostraram redução de 43% na mortalidade8 e 39% menos hospitalizações para insufiiência cardíaca comparado ao uso de placebo9, assim como uma diminuição dos sintomas10 da insuficiência cardíaca1.

A aprovação deste medicamento é um exemplo de como um tratamento pode beneficiar alguns pacientes específicos, disse o Dr. Robert Temple, do FDA. No futuro, os pesquisadores esperam identificar características que identifiquem pessoas de qualquer raça para que possam se beneficiar com o BiDil.

Fonte: Food and Drug Administration

Equipe Médica Centralx11

NEWS.MED.BR, 2005. FDA aprova medicamento para a insuficiência cardíaca de negros. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/944/fda-aprova-medicamento-para-a-insuficiencia-cardiaca-de-negros.htm>. Acesso em: 20 out. 2019.

Complementos

1 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
2 Sobrevida: Prolongamento da vida além de certo limite; prolongamento da existência além da morte, vida futura.
3 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
4 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
5 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
6 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
7 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
8 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
9 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
11 Centralx: Empresa fornecedora de produtos e serviços na área de medicina. Fundada em 1989 a Centralx é líder no mercado de softwares e sistemas de informação médicos no Brasil.
Gostou do artigo? Compartilhe!