Gostou do artigo? Compartilhe!

Combinação de drogas pode melhorar eficácia do tratamento para câncer de cérebro e de pele

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A quimioterapia1 usada no tratamento de pacientes com glioma – o tipo mais comum de câncer2 cerebral – e melanoma3 – o mais agressivo dos tumores de pele4 – encontra resistência das células5 tumorais aos medicamentos disponíveis para tratá-los. Esta resistência, embora seja associada aos mecanismos de reparo dessas células5 dos danos ao seu DNA causados pelos quimioterápicos, envolve muitos outros fatores moleculares.

Saiba mais sobre "Quimioterapia1", "Tumores cerebrais" e "Melanoma3".

Durante o presente estudo, realizado com o apoio da FAPESP, pesquisadores da USP e UFRJ acharam que um desses fatores é o estresse oxidativo – o acúmulo de formas reativas de oxigênio nas células5 tumorais, como as de glioma e de melanoma3. E que uma combinação de duas drogas pode ampliar a eficácia do tratamento para combater esses dois tipos de câncer2.

Buscando resposta para entender por que algumas células5 tumorais são mais resistentes ao tratamento quimioterápico do que outras, os pesquisadores analisaram quatro linhagens diferentes de células5 de glioma sensíveis e resistentes à temozolomida (TMZ) – quimioterápico que é a principal opção de fármaco6 disponível hoje para o tratamento de glioma, também usado para combater melanoma3 ao induzir danos no DNA e aumentar os níveis de estresse oxidativo das células5 tumorais.

Após o tratamento com TMZ, há uma indução do fator nuclear eritroide 2 relacionado ao fator 2 (NRF-2), que é o principal regulador do fator de transcrição antioxidante nas células5 humanas. Isto é acompanhado por um aumento da concentração de glutationa (GSH) nas células5 tumorais. A eficácia desta via foi comprovada pelo silenciamento da expressão do gene NRF-2 (sigla de nuclear fator erythroid 2-related fator 2), que aumentou significativamente a morte celular após o tratamento com TMZ tanto in vitro como in vivo.

Além disso, observou-se maior dano no DNA e morte celular induzida ao combinar butationa sulfoximina (BSO) - um inibidor de síntese da glutationa (GSH) - com TMZ. Efeitos semelhantes também foram observados usando modelos in vitro e in vivo de melanoma3, possivelmente indicando que o GSH tem um papel decisivo na resistência à TMZ em uma gama mais ampla de tumores. Assim, um regime combinado de BSO e TMZ configura uma alternativa terapêutica7 interessante para combater o glioma e o melanoma3.

A BSO está em fase de teste clínico em combinação com outros quimioterápicos para o tratamento de outros tipos de câncer2. O fármaco6 já foi aprovado na fase 2 de testes clínicos, que tem o objetivo de obter mais dados de segurança e começar a avaliar a eficácia de um novo medicamento ou procedimento.

Leia o estudo completo: "Estudo possibilita melhorar eficácia de tratamento de câncer2 de cérebro8 e de pele4".

 

Fontes:

Oncotarget, em 17 de junho de 2016

Agência FAPESP, em 11 de dezembro de 2017

 

NEWS.MED.BR, 2017. Combinação de drogas pode melhorar eficácia do tratamento para câncer de cérebro e de pele. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/1309538/combinacao-de-drogas-pode-melhorar-eficacia-do-tratamento-para-cancer-de-cerebro-e-de-pele.htm>. Acesso em: 13 dez. 2018.

Complementos

1 Quimioterapia: Método que utiliza compostos químicos, chamados quimioterápicos, no tratamento de doenças causadas por agentes biológicos. Quando aplicada ao câncer, a quimioterapia é chamada de quimioterapia antineoplásica ou quimioterapia antiblástica.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Melanoma: Neoplasia maligna que deriva dos melanócitos (as células responsáveis pela produção do principal pigmento cutâneo). Mais freqüente em pessoas de pele clara e exposta ao sol.Podem derivar de manchas prévias que mudam de cor ou sangram por traumatismos mínimos, ou instalar-se em pele previamente sã.
4 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
5 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
6 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
7 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
8 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
Gostou do artigo? Compartilhe!