Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA aprova novo medicamento para obesidade, Zepbound, que competirá com o Wegovy

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos aprovou um medicamento para obesidade1 da empresa Eli Lilly que será um concorrente direto do popular Wegovy.

O medicamento se chama tirzepatida e será vendido sob o nome Zepbound. Ele se junta a uma classe de novos medicamentos que estão transformando a obesidade1, uma condição que afeta 100 milhões de adultos americanos e está ligada a um espectro de doenças, incluindo diabetes2, doenças cardíacas, apneia3 do sono, doenças hepáticas4, renais e dores nas articulações5.

Os pacientes que usaram tirzepatida perderam em média 18% do peso corporal, de acordo com a FDA, quando o medicamento foi tomado na dose mais alta em um ensaio clínico. Isso é comparável com o Wegovy, fabricado pela Novo Nordisk, que produziu uma perda média de peso de 15%.

A FDA aprovou o Zepbound para pessoas com obesidade1 e para aquelas que estão acima do peso e têm pelo menos uma condição relacionada à obesidade1.

A tirzepatida já está aprovada para diabetes2 sob a marca Mounjaro, onde compete com o medicamento para diabetes2 da Novo Nordisk, semaglutida, mais conhecido como Ozempic. Mas até agora, o Wegovy – também semaglutida, mas com uma dose máxima mais elevada do que o Ozempic – era o único medicamento aprovado que poderia provocar com segurança uma perda de peso substancial em pessoas com apenas obesidade1.

Os efeitos colaterais6 do Zepbound, semelhantes aos do Wegovy, Ozempic e Mounjaro, são principalmente gastrointestinais, como náuseas7 e diarreia8. A maioria dos pacientes os tolerou ou superou.

Leia sobre "Tratamento da obesidade1", "O perigo dos remédios para emagrecer" e "Diabetes tipo 29".

Num comunicado à imprensa, o Dr. John Sharretts, diretor da Divisão de Diabetes2, Distúrbios Lipídicos e Obesidade1 do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos da FDA, disse: “À luz das taxas crescentes de obesidade1 e sobrepeso10 nos Estados Unidos, a aprovação de hoje atende a uma necessidade médica não atendida.”

Susan Yanovski, co-diretora do escritório de pesquisa sobre obesidade1 do Instituto Nacional de Diabetes2 e Doenças Digestivas e Renais, disse: “Há apenas alguns anos seria difícil imaginar dois medicamentos como a semaglutida e a tirzepatida que levassem à perda de peso que anteriormente só era vista quando as pessoas faziam cirurgia bariátrica11”, referindo-se a um tratamento cirúrgico comprovadamente eficaz para a obesidade1.

A aprovação ocorre num momento em que a Novo Nordisk não consegue produzir Wegovy suficiente para satisfazer a enorme procura do medicamento. A tirzepatida, que os pacientes tomam por injeção12 autoadministrada uma vez por semana, como fazem com o Wegovy, poderia aliviar essa escassez.

A concorrência também poderia resultar em uma redução nos preços líquidos para ambos os medicamentos, ou em quanto os pagadores realmente gastam com eles. Os preços são altos para o Wegovy – com um preço de tabela de até US$ 1.349 a cada quatro semanas em uma análise recente e um preço líquido em torno de US$ 700. O Zepbound está começando com um preço de tabela de cerca de US$ 1.060, de acordo com a Eli Lilly.

“Seria bom que a concorrência de preços acontecesse o quanto antes”, disse Craig Garthwaite, economista de cuidados de saúde13 da Northwestern University. Quando as pessoas começam a tomar um desses medicamentos, disse ele, “elas ficam presas”. Elas resistem à mudança mesmo que um medicamento concorrente custe menos.

No comunicado publicado, a FDA informa que a injeção12 de Zepbound (tirzepatida) foi aprovada para uso para o controle crônico14 de peso em adultos com obesidade1 (índice de massa corporal15 de 30 kg/m² ou superior) ou com sobrepeso10 (índice de massa corporal15 de 27 kg/m² ou superior) com pelo menos uma condição relacionada ao peso (como hipertensão16, diabetes tipo 29 ou colesterol17 alto), em adição a uma dieta reduzida em calorias18 e ao aumento da atividade física.

A tirzepatida, o ingrediente ativo do Zepbound, já foi aprovada sob o nome comercial Mounjaro para ser usada junto com dieta e exercícios para ajudar a melhorar o açúcar19 no sangue20 (glicose21) em adultos com diabetes mellitus22 tipo 2.

“A obesidade1 e o excesso de peso são condições graves que podem estar associadas a algumas das principais causas de morte, como doenças cardíacas, acidente vascular cerebral23 e diabetes”, disse John Sharretts.

Aproximadamente 70% dos adultos americanos têm obesidade1 ou excesso de peso, e muitos daqueles com excesso de peso têm uma condição relacionada com o peso. A perda de 5% a 10% do peso corporal através de dieta e exercício tem sido associada a um risco reduzido de doenças cardiovasculares24 em adultos com obesidade1 ou excesso de peso.

Zepbound ativa receptores de hormônios secretados pelo intestino (peptídeo-1 semelhante ao glucagon25 [GLP-1] e polipeptídeo insulinotrópico dependente de glicose21 [GIP]) para reduzir o apetite e a ingestão de alimentos. Zepbound é administrado por injeção12 sob a pele26 uma vez por semana e a dosagem deve ser aumentada ao longo de quatro a 20 semanas para atingir as dosagens alvo de 5 miligramas (mg), 10 mg ou 15 mg uma vez por semana. A dosagem máxima de Zepbound é de 15 mg uma vez por semana.

A eficácia do Zepbound no controle crônico14 do peso (redução e manutenção do peso) em combinação com uma dieta hipocalórica27 e aumento da atividade física foi estabelecida em dois ensaios randomizados, duplo-cegos e controlados por placebo28 em adultos com obesidade1 ou sobrepeso10 com pelo menos uma condição relacionada ao peso.

Esses estudos mediram a redução de peso após 72 semanas em um total de 2.519 pacientes que receberam 5 mg, 10 mg ou 15 mg de Zepbound uma vez por semana e um total de 958 pacientes que receberam injeções de placebo28 uma vez por semana. Em ambos os ensaios, após 72 semanas de tratamento, os pacientes que receberam Zepbound em todos os três níveis de dose experimentaram uma redução estatisticamente significativa no peso corporal em comparação com aqueles que receberam placebo28, e maiores proporções de pacientes que receberam Zepbound alcançaram pelo menos 5% de redução de peso em comparação com aqueles que receberam placebo28.

O maior dos dois ensaios envolveu adultos sem diabetes2. No início do ensaio, o peso corporal médio era de 105 kg e o índice de massa corporal15 médio era de 38 kg/m². Neste ensaio, aqueles randomizados para receber a dosagem mais alta aprovada de Zepbound (15 mg uma vez por semana) perderam em média 18% do peso corporal em comparação com aqueles randomizados para receber placebo28.

No início do ensaio em adultos com diabetes tipo 29, o peso corporal médio era de 101 kg e o índice de massa corporal15 médio era de 36 kg/m². Aqueles randomizados para receber a dose mais alta aprovada de Zepbound (15 mg uma vez por semana) perderam em média 12% do peso corporal em comparação com aqueles randomizados para receber placebo28.

Zepbound pode causar efeitos colaterais6 como náusea29, diarreia8, vômito30, prisão de ventre, desconforto e dor abdominal (estômago31), reações no local da injeção12, fadiga32, reações de hipersensibilidade (alérgicas, geralmente febre33 e erupção34 cutânea35), arrotos, queda de cabelo36 e doença do refluxo gastroesofágico37.

Zepbound causa tumores de células38 C da tireoide39 em ratos. Não se sabe se Zepbound causa tais tumores, incluindo câncer40 medular de tireoide39, em humanos. Zepbound não deve ser utilizado em pacientes com histórico pessoal ou familiar de câncer40 medular de tireoide39 ou em pacientes com síndrome41 de neoplasia42 endócrina múltipla tipo 2.

Zepbound não foi estudado em pacientes com histórico de inflamação43 do pâncreas44 (pancreatite45) ou doença gastrointestinal grave (incluindo gastroparesia46 grave, uma condição que afeta o movimento normal dos músculos47 do estômago31). Não deve ser utilizado em combinação com Mounjaro ou um agonista48 do receptor GLP-1. A segurança e eficácia da administração concomitante de Zepbound com outros medicamentos para controle de peso não foram estabelecidas.

Zepbound não deve ser utilizado em pacientes com histórico de reação alérgica49 grave à tirzepatida (seu ingrediente ativo) ou a qualquer outro componente do medicamento. Os pacientes devem interromper o Zepbound imediatamente e procurar ajuda médica se houver suspeita de uma reação alérgica49 grave.

Zepbound também contém advertências para inflamação43 do pâncreas44 (pancreatite45), problemas de vesícula biliar50, hipoglicemia51 (açúcar19 no sangue20 muito baixo), lesão52 renal53 aguda, retinopatia diabética54 (danos à retina55 do olho56) em pacientes com diabetes mellitus22 tipo 2 e comportamento ou pensamento suicida.

Os pacientes devem discutir com seu médico se apresentarem sintomas57 de pancreatite45 ou cálculos biliares. Se Zepbound for usado com insulina58 ou um medicamento que causa secreção de insulina58, os pacientes devem conversar com seu médico sobre a possibilidade de reduzir a dose desses outros medicamentos para reduzir o risco de hipoglicemia51.

Os prestadores de cuidados de saúde13 devem monitorar pacientes com doença renal53, retinopatia diabética54 e depressão ou comportamentos ou pensamentos suicidas.

Veja também sobre "Obesidade1", "Como funciona o controle do apetite" e "Consequências do emagrecimento rápido".

 

Fontes:
Food and Drug Administration, publicação em 08 de novembro de 2023.
The New York Times, notícia publicada em 08 de novembro de 2023.

 

NEWS.MED.BR, 2023. FDA aprova novo medicamento para obesidade, Zepbound, que competirá com o Wegovy. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/novos-medicamentos/1461972/fda-aprova-novo-medicamento-para-obesidade-zepbound-que-competira-com-o-wegovy.htm>. Acesso em: 28 fev. 2024.

Complementos

1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
2 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
3 Apnéia: É uma parada respiratória provocada pelo colabamento total das paredes da faringe que ocorre principalmente enquanto a pessoa está dormindo e roncando. No adulto, considera-se apnéia após 10 segundos de parada respiratória. Como a criança tem uma reserva menor, às vezes, depois de dois ou três segundos, o sangue já se empobrece de oxigênio.
4 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
5 Articulações:
6 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
7 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
8 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
9 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
10 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
11 Cirurgia Bariátrica:
12 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
13 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
14 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
15 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
16 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
17 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
18 Calorias: Dizemos que um alimento tem “x“ calorias, para nos referirmos à quantidade de energia que ele pode fornecer ao organismo, ou seja, à energia que será utilizada para o corpo realizar suas funções de respiração, digestão, prática de atividades físicas, etc.
19 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
20 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
21 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
22 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
23 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
24 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
25 Glucagon: Hormônio produzido pelas células-alfa do pâncreas. Ele aumenta a glicose sangüínea. Uma forma injetável de glucagon, disponível por prescrição médica, pode ser usada no tratamento da hipoglicemia severa.
26 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
27 Hipocalórica: Que é pouco calórica.
28 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
29 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
30 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
31 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
32 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
33 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
34 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
35 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
36 Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.
37 Refluxo gastroesofágico: Presença de conteúdo ácido proveniente do estômago na luz esofágica. Como o dito órgão não está adaptado fisiologicamente para suportar a acidez do suco gástrico, pode ser produzida inflamação de sua mucosa (esofagite).
38 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
39 Tireoide: Glândula endócrina altamente vascularizada, constituída por dois lobos (um em cada lado da TRAQUÉIA) unidos por um feixe de tecido delgado. Secreta os HORMÔNIOS TIREOIDIANOS (produzidos pelas células foliculares) e CALCITONINA (produzida pelas células para-foliculares), que regulam o metabolismo e o nível de CÁLCIO no sangue, respectivamente.
40 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
41 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
42 Neoplasia: Termo que denomina um conjunto de doenças caracterizadas pelo crescimento anormal e em certas situações pela invasão de órgãos à distância (metástases). As neoplasias mais frequentes são as de mama, cólon, pele e pulmões.
43 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
44 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
45 Pancreatite: Inflamação do pâncreas. A pancreatite aguda pode ser produzida por cálculos biliares, alcoolismo, drogas, etc. Pode ser uma doença grave e fatal. Os primeiros sintomas consistem em dor abdominal, vômitos e distensão abdominal.
46 Gastroparesia: Tipo de neuropatia que afeta o estômago. A digestão dos alimentos pode ser incompleta ou retardada, resultando em náuseas, vômitos ou sensação de plenitude gástrica, tornando o controle glicêmico difícil.
47 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
48 Agonista: 1. Em farmacologia, agonista refere-se às ações ou aos estímulos provocados por uma resposta, referente ao aumento (ativação) ou diminuição (inibição) da atividade celular. Sendo uma droga receptiva. 2. Lutador. Na Grécia antiga, pessoa que se dedicava à ginástica para fortalecer o físico ou como preparação para o serviço militar.
49 Reação alérgica: Sensibilidade a uma substância específica, chamada de alérgeno, com a qual se entra em contato por meio da pele, pulmões, deglutição ou injeções.
50 Vesícula Biliar: Reservatório para armazenar secreção da BILE. Através do DUCTO CÍSTICO, a vesícula libera para o DUODENO ácidos biliares em alta concentração (e de maneira controlada), que degradam os lipídeos da dieta.
51 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
52 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
53 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
54 Retinopatia diabética: Dano causado aos pequenos vasos da retina dos diabéticos. Pode levar à perda da visão. Retinopatia não proliferativa ou retinopatia background Caracterizada por alterações intra-retinianas associadas ao aumento da permeabilidade capilar e à oclusão vascular que pode ou não ocorrer. São encontrados microaneurismas, edema macular e exsudatos duros (extravasamento de lipoproteínas). Também chamada de retinopatia simples.
55 Retina: Parte do olho responsável pela formação de imagens. É como uma tela onde se projetam as imagens: retém as imagens e as traduz para o cérebro através de impulsos elétricos enviados pelo nervo óptico. Possui duas partes: a retina periférica e a mácula.
56 Olho: s. m. (fr. oeil; ing. eye). Órgão da visão, constituído pelo globo ocular (V. este termo) e pelos diversos meios que este encerra. Está situado na órbita e ligado ao cérebro pelo nervo óptico. V. ocular, oftalm-. Sinônimos: Olhos
57 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
58 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
Gostou do artigo? Compartilhe!