Gostou do artigo? Compartilhe!

Neurology: ingestão moderada de proteína na dieta pode diminuir o risco de AVC, principalmente se vier da ingestão de peixes

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Meta-análise de estudos prospectivos para avaliar a relação entre a ingestão de proteína na dieta e o risco de acidente vascular cerebral1 foi publicada no periódico Neurology e mostrou que a ingestão moderada de proteína pode reduzir o risco desta patologia2.

Estudos relevantes foram identificados através de pesquisa no PubMed e Embase até novembro de 2013 e pela revisão das listas de referências dos artigos recuperados. Foram incluídos estudos prospectivos que relataram riscos relativos (RR), com intervalo de confiança de 95% (IC 95%), para a associação entre a ingestão de proteína na dieta e o risco de acidente vascular cerebral1. O principal autor do estudo é o Dr. Xinfeng Liu, professor e presidente do Departamento de Neurologia do Jinling Hospital, da Nanjing University School of Medicine.

A meta-análise incluiu sete estudos prospectivos envolvendo 254.489 participantes. Os RR combinados de AVC para a maior ingestão em comparação a menor ingestão de proteína na dieta foi de 0,80 (IC 95% 0,66-0,99). A análise dose-resposta indicou que 20 gramas/dia de incremento na ingestão de proteína foi associada a uma redução de 26% no risco de acidente vascular cerebral1. Na estratificação por tipo de proteína, o RR de AVC para a proteína animal foi de 0,71 (IC 95% 0,50-0,99). A análise de sensibilidade restrita a estudos com o controle de fatores de risco comuns produziu resultados semelhantes e a omissão de qualquer estudo único não alterou o resultado global.

Estes resultados sugerem que a ingestão moderada de proteína na dieta, principalmente a proteína animal vinda da ingestão de peixes, pode reduzir o risco de acidente vascular cerebral1.

Fonte: Neurology, publicação online de 11 de junho de 2014 

NEWS.MED.BR, 2014. Neurology: ingestão moderada de proteína na dieta pode diminuir o risco de AVC, principalmente se vier da ingestão de peixes. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/547497/neurology-ingestao-moderada-de-proteina-na-dieta-pode-diminuir-o-risco-de-avc-principalmente-se-vier-da-ingestao-de-peixes.htm>. Acesso em: 17 out. 2019.

Complementos

1 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
2 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
Gostou do artigo? Compartilhe!