Gostou do artigo? Compartilhe!

Proteína MYC aumenta a absorção de vitamina B5 pelas células cancerígenas, favorecendo a progressão do câncer

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Identificar as dependências de nutrientes das células1 cancerígenas é crucial para o desenvolvimento de novas terapias. A descoberta de que um tipo agressivo de célula2 cancerígena tem uma elevada absorção de vitamina3 B5 esclarece a ligação entre a disponibilidade de vitaminas e o crescimento do tumor4.

Um aumento nos níveis da proteína MYC em tumores está associado a resultados clínicos desfavoráveis em pessoas que têm câncer5, incluindo taxas aumentadas de propagação do câncer5 (metástase6) e diminuição do tempo de sobrevivência7.

Como a MYC é um fator de transcrição que controla a expressão de uma ampla gama de genes, o aumento na sua abundância pode resultar na religação do metabolismo8 celular para apoiar o crescimento do tumor4.

Leia sobre "O papel orgânico das vitaminas" e "O que é o câncer5".

No entanto, a complexidade das vias metabólicas envolvidas e as intrincadas interações entre o tumor4 e o seu microambiente tornam difícil a identificação de nódulos que possam servir como alvo terapêutico.

Em um estudo publicado na revista Nature Metabolism, Kreuzaler et al. mostram que células1 com níveis elevados de MYC aumentam a sua absorção de vitamina3 B5 (também conhecida como ácido pantotênico), um nutriente que suporta processos metabólicos essenciais.

Esta descoberta pode fornecer uma maneira de atingir as células1 cancerígenas através do seu metabolismo8.

No artigo publicado, os autores relatam como a vitamina3 B5 apoia o metabolismo8 oncogênico MYC e a progressão tumoral no câncer5 de mama9.

Eles contextualizam que os tumores são intrinsecamente heterogêneos e está bem estabelecido que isso direciona sua evolução, dificulta sua classificação e frustra a terapia. Consequentemente, as análises em nível ômico resolvidas espacialmente estão ganhando força.

Apesar do considerável interesse terapêutico, o metabolismo8 tumoral tem estado atrasado neste desenvolvimento e há escassez de dados sobre a sua organização espacial. Para resolver esta deficiência, pretendeu-se estudar os efeitos metabólicos locais do oncogene c-MYC, um fator de transcrição pleiotrópico que se acumula com a progressão do tumor4 e influencia o metabolismo8.

Através de imagens de espectrometria de massa correlativa, mostrou-se que o ácido pantotênico (vitamina3 B5) se associa a áreas com alto teor de MYC em tumores mamários humanos e murinos, onde sua conversão em coenzima A alimenta a atividade do ciclo de Krebs.

Mecanisticamente, mostrou-se que isto é realizado pela regulação positiva mediada por MYC do seu transportador multivitamínico SLC5A6. Notavelmente, mostrou-se que a superexpressão de SLC5A6 por si só pode induzir o aumento do crescimento celular e uma mudança em direção à biossíntese, enquanto, inversamente, a restrição dietética do ácido pantotênico leva a uma reversão de muitas alterações metabólicas mediadas por MYC e resulta em crescimento tumoral prejudicado.

Esse trabalho estabelece assim a disponibilidade de vitaminas e co-fatores como um gargalo potencial na progressão do tumor4, que pode ser explorado terapeuticamente. No geral, mostrou-se que uma compreensão espacial do metabolismo8 local facilita a identificação de alvos metabólicos tratáveis e clinicamente relevantes.

Veja também sobre "O que são metástases10", "Oncogênese - processo de formação do câncer5" e "Câncer5 de mama9".

 

Fontes:
Nature Metabolism, publicação em 09 de novembro de 2023.
Nature, notícia publicada em 12 de dezembro de 2023.

 

NEWS.MED.BR, 2023. Proteína MYC aumenta a absorção de vitamina B5 pelas células cancerígenas, favorecendo a progressão do câncer. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1463107/proteina-myc-aumenta-a-absorcao-de-vitamina-b5-pelas-celulas-cancerigenas-favorecendo-a-progressao-do-cancer.htm>. Acesso em: 21 abr. 2024.

Complementos

1 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
2 Célula: Unidade funcional básica de todo tecido, capaz de se duplicar (porém algumas células muito especializadas, como os neurônios, não conseguem se duplicar), trocar substâncias com o meio externo à célula, etc. Possui subestruturas (organelas) distintas como núcleo, parede celular, membrana celular, mitocôndrias, etc. que são as responsáveis pela sobrevivência da mesma.
3 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
4 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
5 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
6 Metástase: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
7 Sobrevivência: 1. Ato ou efeito de sobreviver, de continuar a viver ou a existir. 2. Característica, condição ou virtude daquele ou daquilo que subsiste a um outro. Condição ou qualidade de quem ainda vive após a morte de outra pessoa. 3. Sequência ininterrupta de algo; o que subsiste de (alguma coisa remota no tempo); continuidade, persistência, duração.
8 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
9 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
10 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
Gostou do artigo? Compartilhe!