Gostou do artigo? Compartilhe!

Um anticorpo pan-influenza inibe a neuraminidase via mimetismo do receptor

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os vírus1 influenza2 A (VIAs) e vírus1 influenza2 B (VIBs) de rápida evolução são as principais causas de infecções3 recorrentes do trato respiratório inferior. As vacinas atuais contra influenza2 induzem anticorpos4 predominantemente para a região altamente variável da cabeça5 da hemaglutinina e sua eficácia é limitada pela deriva viral e respostas imunológicas subótimas.

Neste estudo, publicado na revista Nature, pesquisadores descrevem um anticorpo6 monoclonal direcionado à neuraminidase, FNI9, que inibe potentemente a atividade enzimática de todos os VIAs do grupo 1 e do grupo 2, bem como VIBs semelhantes a Victoria/2/87, semelhantes a Yamagata/16/88 e VIBs ancestrais.

O FNI9 neutraliza amplamente os VIAs e VIBs sazonais, incluindo as cepas7 de H3N2 imunoevasivas com um N-glicano na posição 245, e mostra atividade sinérgica quando combinado com anticorpos4 anti-hemaglutinina direcionados ao tronco.

A análise estrutural revela que o aminoácido D107 na região 3 determinante de complementaridade da cadeia pesada do FNI9 imita a interação do grupo carboxila do ácido siálico com os três resíduos de arginina altamente conservados (R118, R292 e R371) do sítio catalítico da neuraminidase.

O FNI9 demonstra potente atividade profilática contra infecções3 letais por VIA e VIB em camundongos.

A amplitude e a potência sem precedentes do anticorpo6 monoclonal FNI9 apoiam seu desenvolvimento para a prevenção da doença influenza2 por vírus1 sazonais e pandêmicos.

Saiba mais sobre "Gripe8: o que é", "Vacina9 da gripe8" e "Antígenos10 e anticorpos4 - o que são".

 

Fonte: Nature, publicação em 31 de maio de 2023.

 

NEWS.MED.BR, 2023. Um anticorpo pan-influenza inibe a neuraminidase via mimetismo do receptor. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1439285/um-anticorpo-pan-influenza-inibe-a-neuraminidase-via-mimetismo-do-receptor.htm>. Acesso em: 28 fev. 2024.

Complementos

1 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
2 Influenza: Doença infecciosa, aguda, de origem viral que acomete o trato respiratório, ocorrendo em epidemias ou pandemias e frequentemente se complicando pela associação com outras infecções bacterianas.
3 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
5 Cabeça:
6 Anticorpo: Proteína circulante liberada pelos linfócitos em reação à presença no organismo de uma substância estranha (antígeno).
7 Cepas: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
8 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
9 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
10 Antígenos: 1. Partículas ou moléculas capazes de deflagrar a produção de anticorpo específico. 2. Substâncias que, introduzidas no organismo, provocam a formação de anticorpo.
Gostou do artigo? Compartilhe!