Gostou do artigo? Compartilhe!

Terapias microbianas projetadas permitem a modulação metabólica de tumores para otimizar a imunoterapia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A disponibilidade de L-arginina em tumores é um determinante chave de uma resposta antitumoral de células1 T eficiente.

Consequentemente, aumentos de concentrações tipicamente baixas de L-arginina dentro do tumor2 podem potencializar grandemente as respostas antitumorais de inibidores de checkpoint imunológico, tais como anticorpos3 bloqueadores do ligante de morte programada 1 (PD-L1).

No entanto, atualmente não há meios disponíveis para aumentar localmente os níveis intratumorais de L-arginina.

Neste estudo, publicado na revista Nature, pesquisadores usaram uma abordagem de biologia sintética para desenvolver uma cepa4 probiótica projetada de Escherichia coli Nissle 1917 que coloniza tumores e converte continuamente amônia, um produto residual metabólico que se acumula em tumores, em L-arginina.

A colonização de tumores com essas bactérias aumentou as concentrações intratumorais de L-arginina, aumentou o número de células1 T que se infiltram no tumor2 e teve efeitos sinérgicos marcados com anticorpos3 bloqueadores de PD-L1 na eliminação de tumores.

O efeito antitumoral dessas bactérias foi mediado por L-arginina e dependia de células1 T.

Estes resultados mostram que as terapias microbianas projetadas permitem a modulação metabólica do microambiente tumoral, levando a uma maior eficácia das imunoterapias.

Leia sobre "O que são bactérias", "Bactérias do bem", "Imunoterapia" e "Câncer5 - informações importantes".

 

Fonte: Nature, publicação em 06 de outubro de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Terapias microbianas projetadas permitem a modulação metabólica de tumores para otimizar a imunoterapia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1403375/terapias-microbianas-projetadas-permitem-a-modulacao-metabolica-de-tumores-para-otimizar-a-imunoterapia.htm>. Acesso em: 26 nov. 2021.

Complementos

1 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
2 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
3 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
4 Cepa: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
5 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
Gostou do artigo? Compartilhe!