Gostou do artigo? Compartilhe!

Estudo mostra que dieta causa queda de 84% nos sintomas problemáticos da menopausa – sem uso de medicamentos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Um novo estudo, publicado pela North American Menopause Society na revista Menopause, descobriu que uma dieta baseada em vegetais rica em soja reduz as ondas de calor moderadas a graves na menopausa1 em 84%, de quase cinco por dia para menos de uma por dia. Durante o estudo de 12 semanas, quase 60% das mulheres ficaram totalmente livres de ondas de calor moderadas a graves. Em geral, as ondas de calor (incluindo as leves) diminuíram em 79%.

O estudo, chamado de ensaio WAVS – Estudo das Mulheres para o Alívio dos Sintomas2 Vasomotores – mostra que as mudanças na dieta podem ser muito mais poderosas no tratamento das ondas de calor do que os cientistas pensavam. Os sintomas2 vasomotores referem-se a suores noturnos, ondas de calor e rubores.

O estudo não usou medicamentos ou extratos hormonais. Em vez disso, a equipe de pesquisa testou uma combinação de uma dieta baseada em vegetais com baixo teor de gordura3 mais 1/2 xícara de soja comum adicionada a uma salada ou sopa todos os dias.

Leia sobre "Menopausa1", "Alimentação saudável" e "O que saber sobre a Terapia de Reposição Hormonal ou TRH".

“Este estudo é um divisor de águas para mulheres com 45 anos ou mais, a maioria das quais sabemos agora pode obter alívio imediato dos sintomas2 da menopausa1 mais graves e preocupantes sem medicamentos”, disse o pesquisador principal Neal Barnard, MD, presidente do Physicians Committee e professor adjunto da Escola de Medicina da Universidade George Washington.

Até 80% das mulheres na pós-menopausa1 sofrem de ondas de calor. O calor sobe do peito4, causando rubor, suor e calafrios5. À noite, as ondas de calor interferem no sono. Os medicamentos à base de estrogênio já foram usados ​​rotineiramente para tratar ondas de calor, mas mostraram aumentar o risco de câncer6 de mama7 e outros problemas sérios. Os extratos de isoflavona da soja funcionam apenas modestamente, deixando as mulheres e seus médicos com poucas opções eficazes.

O estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da combinação de uma dieta baseada em vegetais, com baixo teor de gordura3, e soja na frequência e gravidade das ondas de calor da menopausa1.

Mulheres na pós-menopausa1 (n = 38) relatando duas ou mais ondas de calor/dia foram aleatoriamente designadas para uma dieta vegana com baixo teor de gordura3, incluindo ½ xícara (86 g) de soja cozida diariamente, ou para uma dieta sem mudanças por 12 semanas.

A frequência e a gravidade das ondas de calor foram registradas por meio de um aplicativo móvel, e os sintomas2 vasomotores, psicossociais, físicos e sexuais foram avaliados por meio do Questionário de Qualidade de Vida Específico para Menopausa1. A significância foi avaliada por meio de testes t (resultados contínuos) e testes qui-quadrado / McNemar (resultados binários).

O total de ondas de calor diminuiu 79% no grupo de intervenção (P <0,001) e 49% no grupo de controle (P = 0,002; P entre os grupos = 0,01). As ondas de calor moderadas a graves diminuíram 84% no grupo de intervenção (P <0,001) e 42% no grupo de controle (P = 0,009; P entre os grupos = 0,01).

Da semana 0 à semana 12, 59% (10/17) das participantes do grupo de intervenção relataram ficar livres de ondas de calor moderadas e graves (P = 0,002). Não houve mudança nesta variável no grupo controle (P entre os grupos <0,001).

O Questionário de Qualidade de Vida Específico para Menopausa1 revelou reduções significativamente maiores no grupo de intervenção nos domínios vasomotor (P <0,0001), psicossocial (P = 0,04), físico (P <0,002) e sexual (P = 0,01).

O estudo concluiu que a combinação de uma dieta vegana com baixo teor de gordura3 e consumo de soja integral foi associada à redução da frequência e gravidade das ondas de calor e melhora da qualidade de vida nos domínios vasomotor, psicossocial, físico e sexual em mulheres na pós-menopausa1. Durante o período do estudo de 12 semanas, a maioria das participantes do grupo de intervenção ficou livre de ondas de calor moderadas a graves.

Veja também sobre "Climatério8 e menopausa1: como são", "Dieta vegana" e "Dicas para melhorar a alimentação".

 

Fontes:
Menopause, publicação em 12 de julho de 2021.
Physicians Committee for Responsible Medicine, notícia publicada em 14 de julho de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Estudo mostra que dieta causa queda de 84% nos sintomas problemáticos da menopausa – sem uso de medicamentos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1399315/estudo-mostra-que-dieta-causa-queda-de-84-nos-sintomas-problematicos-da-menopausa-sem-uso-de-medicamentos.htm>. Acesso em: 26 out. 2021.

Complementos

1 Menopausa: Estado fisiológico caracterizado pela interrupção dos ciclos menstruais normais, acompanhada de alterações hormonais em mulheres após os 45 anos.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
3 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
4 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
5 Calafrios: 1. Conjunto de pequenas contrações da pele e dos músculos cutâneos ao longo do corpo, muitas vezes com tremores fortes e palidez, que acompanham uma sensação de frio provocada por baixa temperatura, má condição orgânica ou ainda por medo, horror, nojo, etc. 2. Sensação de frio e tremores fortes, às vezes com bater de dentes, que precedem ou acompanham acessos de febre.
6 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
7 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
8 Climatério: Conjunto de mudanças adaptativas que são produzidas na mulher como conseqüência do declínio da função ovariana na menopausa. Consiste em aumento de peso, “calores” freqüentes, alterações da distribuição dos pêlos corporais, dispareunia.
Gostou do artigo? Compartilhe!