Gostou do artigo? Compartilhe!

Suscetibilidade ao fumo e exposição ao marketing relacionado ao tabaco entre jovens que nunca fumaram foram preditivos do tabagismo futuro

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A suscetibilidade ao fumo no futuro entre os jovens que nunca fumaram não mudou nos últimos 20 anos, embora o tabagismo experimental tenha diminuído. Nesse estudo, publicado pela revista Pediatrics, pesquisadores avaliaram como a suscetibilidade ao fumo e o marketing relacionado à indústria do tabaco influenciaram a iniciação ao tabagismo.

Quatro ondas (2013–2018) dos dados do Estudo de Avaliação da População Sobre Tabaco e Saúde1 foram analisados ​​entre jovens de 12 a 17 anos na onda 1 que completaram a onda 4.

A suscetibilidade foi avaliada por 4 itens (aberto à curiosidade, experimentar em breve, experimentar no ano seguinte, e se o seu melhor amigo ofereceu) e categorizados em 4 níveis (0 = definitivamente não para todos; 1 = sim para 1; 2 = sim para 2; e 3 + 4 = sim para 3 ou 4 itens de suscetibilidade).

A regressão logística multivariada avaliou como os níveis de suscetibilidade, o uso de cigarro eletrônico e a atividade da mídia relacionada ao tabaco previram o tabagismo futuro experimental (≥1 tragada), atual (últimos 30 dias) ou estabelecido (≥100 cigarros).

Entre 8.899 nunca fumantes na onda 1, 16,4% tornaram-se fumantes experimentais, 7,6% fumantes atuais e 1,8% fumantes estabelecidos na onda 4.

Jovens negros e latinos eram menos propensos a experimentar. Jovens que endossaram 3 ou 4 itens de suscetibilidade na onda 1 eram mais propensos a serem fumantes experimentais (odds ratio ajustada [aOR] = 6,0; intervalo de confiança [IC] = 4,8-7,4), atuais (aOR = 4,2; IC = 3,2-5,4), ou estabelecidos (aOR = 4,4; IC = 2,4-7,9) na onda 4.

A exposição ao marketing do tabaco, o uso de aplicativos relacionados ao tabaco, a visualização de conteúdo de mídia social publicado sobre o tabaco e o uso de cigarros eletrônicos também previram o tabagismo experimental.

O estudo concluiu que a suscetibilidade ao fumo e a exposição ao marketing relacionado à indústria do tabaco foram preditivos do tabagismo. Os médicos devem considerar a triagem de adolescentes quanto a suscetibilidade ao fumo e exposição à mídia relacionada ao tabaco.

Leia sobre "Os adolescentes e o mundo virtual", "Tabagismo" e "Cigarro eletrônico".

 

Fonte: Pediatrics, Vol. 147, Nº 5, em 01 de maio de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Suscetibilidade ao fumo e exposição ao marketing relacionado ao tabaco entre jovens que nunca fumaram foram preditivos do tabagismo futuro. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1394215/suscetibilidade-ao-fumo-e-exposicao-ao-marketing-relacionado-ao-tabaco-entre-jovens-que-nunca-fumaram-foram-preditivos-do-tabagismo-futuro.htm>. Acesso em: 18 out. 2021.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!