Gostou do artigo? Compartilhe!

Maior índice de massa corporal foi associado a um aumento linear no risco de COVID-19 grave, ainda mais notável em pessoas com menos de 40 anos e de etnia negra

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A obesidade1 é um importante fator de risco2 para resultados adversos após a infecção3 com SARS-CoV-2. O objetivo nesse estudo, publicado no The Lancet Diabetes4 & Endocrinology, foi examinar essa associação, incluindo interações com características demográficas e comportamentais, diabetes tipo 25 e outras condições de saúde6.

O estudo de coorte7 prospectivo8, baseado na comunidade, usou dados não identificados em nível de paciente do banco de dados QResearch de clínicas gerais na Inglaterra, Reino Unido. Foram extraídos dados de pacientes com 20 anos ou mais que foram registrados em uma clínica elegível para inclusão no banco de dados QResearch entre 24 de janeiro de 2020 (data da primeira infecção3 registrada no Reino Unido) e 30 de abril de 2020, e com dados disponíveis sobre IMC9.

Leia sobre "Obesidade1 como fator de risco2 para complicações da COVID-19" e "Obesidade1 como fator de risco2 para infecção3 grave por COVID-19".

Os dados extraídos incluíram demográficos, clínicos, valores clínicos vinculados ao banco de dados de resultados positivos do teste de SARS-CoV-2 da Public Health England e atestados de óbito10 do Office of National Statistics.

Os resultados, como uma medida proxy de COVID-19 grave, foram internação hospitalar, internação em unidade de terapia intensiva11 (UTI) e morte devido à COVID-19. Usou-se modelos de risco proporcional de Cox para estimar o risco de COVID-19 grave, ajustando sequencialmente para características demográficas, fatores comportamentais e comorbidades12.

Entre 6.910.695 indivíduos elegíveis (IMC9 médio de 26,78 kg/m² [DP 5,59]), 13.503 (0,20%) foram internados no hospital, 1.601 (0,02%) em uma UTI e 5.479 (0,08%) morreram após um teste positivo para SARS-CoV-2.

Foram encontradas associações em forma de J entre o IMC9 e a internação hospitalar devido à COVID-19 (razão de risco [HR] ajustada por kg/m² a partir do ponto mais baixo no IMC9 de 23 kg/m² de 1,05 [IC 95% 1,05- 1,05]) e morte (1,04 [1,04,-1,05]), e uma associação linear em toda a faixa de IMC9 com a internação em UTI (1,10 [1,09-1,10]).

Encontrou-se uma interação significativa entre IMC9 e idade e etnia, com maior HR por kg/m² acima do IMC9 de 23 kg/m² para pessoas mais jovens (HR ajustada por kg/m² acima do IMC9 de 23 kg/m² para internação hospitalar 1,09 [IC 95% 1,08-1,10] no grupo de 20 a 39 anos vs grupo de 80 a 100 anos 1,01 [1,00-1,02]) e para negros em comparação a brancos (1,07 [1,06-1,08] vs 1,04 [1,04-1,05]).

O risco de internação hospitalar e em UTI devido à COVID-19 associado ao aumento de unidade no IMC9 foi ligeiramente menor em pessoas com diabetes tipo 25, hipertensão13 e doença cardiovascular do que naqueles sem essas morbidades.

Com um IMC9 de mais de 23 kg/m², foi então encontrado um aumento linear no risco de COVID-19 grave levando à internação hospitalar e morte, e um aumento linear na internação em UTI em toda a faixa de IMC9, o que não é atribuível a riscos excessivos de doenças relacionadas.

O risco relativo devido ao aumento do IMC9 é particularmente notável em pessoas com menos de 40 anos e de etnia negra.

Veja também sobre "Obesidade1", "Cálculo14 do IMC9" e "Tratando a obesidade1".

 

Fonte: The Lancet Diabetes4 & Endocrinology, publicação em 28 de abril de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Maior índice de massa corporal foi associado a um aumento linear no risco de COVID-19 grave, ainda mais notável em pessoas com menos de 40 anos e de etnia negra. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1394055/maior-indice-de-massa-corporal-foi-associado-a-um-aumento-linear-no-risco-de-covid-19-grave-ainda-mais-notavel-em-pessoas-com-menos-de-40-anos-e-de-etnia-negra.htm>. Acesso em: 16 jun. 2021.

Complementos

1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
2 Fator de risco: Qualquer coisa que aumente a chance de uma pessoa desenvolver uma doença.
3 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
6 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
7 Estudo de coorte: Um estudo de coorte é realizado para verificar se indivíduos expostos a um determinado fator apresentam, em relação aos indivíduos não expostos, uma maior propensão a desenvolver uma determinada doença. Um estudo de coorte é constituído, em seu início, de um grupo de indivíduos, denominada coorte, em que todos estão livres da doença sob investigação. Os indivíduos dessa coorte são classificados em expostos e não-expostos ao fator de interesse, obtendo-se assim dois grupos (ou duas coortes de comparação). Essas coortes serão observadas por um período de tempo, verificando-se quais indivíduos desenvolvem a doença em questão. Os indivíduos expostos e não-expostos devem ser comparáveis, ou seja, semelhantes quanto aos demais fatores, que não o de interesse, para que as conclusões obtidas sejam confiáveis.
8 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
9 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
10 Óbito: Morte de pessoa; passamento, falecimento.
11 Terapia intensiva: Tratamento para diabetes no qual os níveis de glicose são mantidos o mais próximo do normal possível através de injeções freqüentes ou uso de bomba de insulina, planejamento das refeições, ajuste em medicamentos hipoglicemiantes e exercícios baseados nos resultados de testes de glicose além de contatos freqüentes entre o diabético e o profissional de saúde.
12 Comorbidades: Coexistência de transtornos ou doenças.
13 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
14 Cálculo: Formação sólida, produto da precipitação de diferentes substâncias dissolvidas nos líquidos corporais, podendo variar em sua composição segundo diferentes condições biológicas. Podem ser produzidos no sistema biliar (cálculos biliares) e nos rins (cálculos renais) e serem formados de colesterol, ácido úrico, oxalato de cálcio, pigmentos biliares, etc.
Gostou do artigo? Compartilhe!