Gostou do artigo? Compartilhe!

A ingestão de vegetais crucíferos está inversamente associada à extensa calcificação da aorta abdominal em mulheres idosas

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Foi mostrado anteriormente que a maior ingestão de vegetais crucíferos está inversamente associada à espessura da camada íntima-média da artéria1 carótida.

Para testar a hipótese de que um consumo aumentado de vegetais crucíferos está associado a indicadores reduzidos de doença vascular2 estrutural em outras áreas da árvore vascular2, o objetivo desse estudo, publicado pelo British Journal of Nutrition, foi investigar a associação transversal entre a ingestão de vegetais crucíferos e a extensa calcificação3 na aorta abdominal4.

A ingestão alimentar foi avaliada, usando um FFQ (questionário de frequência alimentar), em 684 mulheres idosas do Calcium Intake Fracture Outcome Study. Os vegetais crucíferos incluem repolho, couve de Bruxelas, couve-flor e brócolis. A calcificação3 da aorta abdominal4 (CAA) foi pontuada usando a escala Kauppila AAC24 em imagens da espinha lateral de absorciometria de raios-X de dupla energia e foi categorizada como 'não extensa' (0-5) ou 'extensa' (≥6).

A idade média foi de 74,9 (DP 2,6) anos, a ingestão média de vegetais crucíferos foi de 28,2 g/d (intervalo interquartil 15,0-44,7) e 128/684 (18,7%) mulheres tiveram pontuações de CAA extensa.

Aquelas com maior ingestão de vegetais crucíferos (>44,6 g/d) foram associadas a uma probabilidade 46% menor de ter CAA extensa em comparação com aquelas com menor ingestão (<15,0 g/d) após ajuste para estilo de vida, dieta e fatores de risco de doença cardiovascular (ORQ4 v. Q1 0,54, IC 95% 0,30-0,97, P = 0,036).

O consumo total de vegetais e cada um dos outros tipos de vegetais não foram relacionados à CAA extensa (P >0,05 para todos).

Este estudo reforça a hipótese de que a maior ingestão de vegetais crucíferos pode proteger contra a calcificação3 vascular2.

Leia sobre "Doenças das artérias5", "Obstrução da carótida", "Alimentação saudável" e "Envelhecimento saudável".

 

Fonte: British Journal of Nutrition, publicação em 17 de julho de 2020.

 

NEWS.MED.BR, 2020. A ingestão de vegetais crucíferos está inversamente associada à extensa calcificação da aorta abdominal em mulheres idosas. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1377513/a-ingestao-de-vegetais-cruciferos-esta-inversamente-associada-a-extensa-calcificacao-da-aorta-abdominal-em-mulheres-idosas.htm>. Acesso em: 20 set. 2020.

Complementos

1 Artéria: Vaso sangüíneo de grande calibre que leva sangue oxigenado do coração a todas as partes do corpo.
2 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
3 Calcificação: 1. Ato, processo ou efeito de calcificar(-se). 2. Aplicação de materiais calcíferos básicos para diminuir o grau de acidez dos solos e favorecer seu aproveitamento na agricultura. 3. Depósito de cálcio nos tecidos, que pode ser normal ou patológico. 4. Acúmulo ou depósito de carbonato de cálcio ou de carbonato de magnésio em uma camada de profundidade próxima a do limite de percolação da água no solo, que resulta em certa mobilidade deste e alteração de suas propriedades químicas.
4 Aorta Abdominal: Porção da aorta que tem início no DIAFRAGMA e termina na bifurcação em artérias ílicas comuns direita e esquerda.
5 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
Gostou do artigo? Compartilhe!