Gostou do artigo? Compartilhe!

Atlas do Câncer fornece diagnóstico de como a doença está ao redor do mundo e como afetará as pessoas no futuro

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia
A União Internacional do Combate ao Câncer1, a Organização Mundial de Saúde2 e a Sociedade Americana do Câncer1 publicaram dois novos documentos que fornecem um diagnóstico3 de como a doença está ao redor do mundo e como afetará as pessoas no futuro.

Os dois novos Atlas4 do Câncer1, divulgados oficialmente pelas entidades na última terça-feira, 11 de julho, já estão disponíveis na internet.

De acordo com as publicações:

- em 2002, havia 10,9 milhões de novos casos de câncer1 no mundo e 6,7 milhões de mortes;
- no mesmo ano foram registrados 965 mil novos casos de câncer1 no pulmão5 em homens e 387 mil em mulheres;
- 1,15 milhão de novos casos de câncer1 de mama6, 930 mil de câncer1 de estômago7, 679 mil de câncer1 de próstata8 e um milhão de casos de câncer1 de colo9 de útero10 foram descobertos;
- 5 milhões de pessoas por ano morrem de doenças associadas diretamente ao tabagismo. Se estas pessoas continuarem a fumar como agora, o hábito deverá matar meio bilhão dos que estão vivos hoje;
- A bactéria11 Helicobacter pylori é o agente mais importante associado à doença, responsável por 5,6% de todos os casos e do aumento de cinco a seis vezes do risco de câncer1 de estômago7;
- As hepatites12 B e C podem causar câncer1 de fígado13 e uma das causas mais recorrentes da doença é uma dieta alimentar deficiente. Mais de 30% dos casos registrados estão relacionados a problemas com nutrição14;
- O consumo de carne vermelha cresceu drasticamente nos países desenvolvidos. Foi comprovada a relação desse comportamento com riscos de câncer1. Segundo as publicações, nos países industrializados, este consumo aumentou de 61 quilos em 1965 para 88,2 quilos por pessoa ao ano, em 1999.

Além de todos estes dados, existe uma preocupação com o aumento expressivo de crianças e adolescentes acima do peso (quando comparado a anos anteriores), o que pode resultar em um risco maior para o câncer1:

- 34% dos garotos de 15 anos nos Estados Unidos estão acima do peso;
- no Canadá a incidência15 está em 25%;
- na Espanha, 21%
- na Itália, 20%;
- na França, 12%;
- na Rússia 7%.

A porcentagem é menor entre garotas, mas ainda é alta.


VEJA O ÍNDICE DE LINKS PARA O ATLAS4

Part One: INTRODUCTION (title page)

1. Mechanism of tumour development

Part Two: RISK FACTORS (title page)

2. Risk factors
3. Risks for boys
4. Risks for girls
5. Tobacco
6. Infection
7. Diet and nutrition
8. Ultraviolet radiation
9. Reproductive and hormonal factors

Part Three: THE BURDEN (title page)

10. The risk of getting cancer1
11. Major cancers
12. Geographical diversity
13. Lung cancer1
14. Cancer1 in children
15. Cancer1 survivors

Part Four: ECONOMICS
16. Economic costs
17. Commercial interests

Part Five: TAKING ACTION

18. Cancer1 registries
19. Research
20. Primary prevention
21. Prevention: population and systems approaches
22. Early detection
23. Management and treatment
24. Cancer1 organizations
25. Health education
26. Policies and legislation


Part Six: THE FUTURE & THE PAST (title page)

27. The future
The history of cancer1

Part Seven: WORLD TABLES (title page)

Table A: Risk factors for cancer1
Table B: Statistics on cancer1

End matter


Fonte: American Cancer1 Society
NEWS.MED.BR, 2006. Atlas do Câncer fornece diagnóstico de como a doença está ao redor do mundo e como afetará as pessoas no futuro. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1352/atlas-do-cancer-fornece-diagnostico-de-como-a-doenca-esta-ao-redor-do-mundo-e-como-afetara-as-pessoas-no-futuro.htm>. Acesso em: 23 set. 2019.

Complementos

1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
4 Atlas:
5 Pulmão: Órgão do sistema respiratório situado na cavidade torácica e responsável pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
6 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
7 Estômago: O estômago é o órgão situado logo abaixo do diafragma, mais precisamente entre o esôfago e o duodeno. Ele tem a função de armazenar por pequeno período os alimentos, para que possam ser misturados ao suco gástrico e digeridos.
8 Próstata: Glândula masculina, responsável por produzir o líquido e as proteínas que acompanham os espermatozóides no sêmen. Tem forma de amêndoa e localiza-se na base da bexiga, circundando a saída da uretra.
9 Colo: O segmento do INTESTINO GROSSO entre o CECO e o RETO. Inclui o COLO ASCENDENTE; o COLO TRANSVERSO; o COLO DESCENDENTE e o COLO SIGMÓIDE.
10 Útero: É o maior órgão do sistema reprodutor feminino. Sua função principal é receber o óvulo fertilizado e dar-lhe todas as condições para o seu desenvolvimento.
11 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
12 Hepatites: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
13 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
14 Nutrição: Incorporação de vitaminas, minerais, proteínas, lipídios, carboidratos, oligoelementos, etc. indispensáveis para o desenvolvimento e manutenção de um indivíduo normal.
15 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!