Gostou do artigo? Compartilhe!

Suplementação de ferro associada à redução de 15% na mortalidade de doentes renais crônicos recebendo agentes estimulantes da eritropoiese

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Com o objetivo de avaliar a eficácia e a segurança da suplementação1 de ferro em pacientes com doença renal2 crônica (DRC) no estágio 5 e que ainda não haviam recebido diálise3 (CKD 5 ND), pesquisadores chineses fizeram uma análise publicada pela revista Nephrology Dialysis Transplantation.

Um estudo prospectivo4 de coorte5 foi realizado com base no banco de dados Taiwan National Health Insurance Research Database. De 1° de Janeiro de 2000 a 30 junho de 2009, 31.971 pacientes adultos que tinham creatinina6 sérica > 6 mg/dL7, hematócrito8 < 28% e que foram tratados com agentes estimulantes da eritropoiese9 (ESAs) foram inscritos na pesquisa. Todos os pacientes foram divididos em dois grupos com ou sem suplementação1 de ferro no prazo de 90 dias após o início da terapia ESA. O acompanhamento dos pacientes ocorreu até a diálise3, morte antes do início da diálise3 ou até 31 de Dezembro de 2009. Os resultados primários foram a morte antes de iniciar a diálise3, internação antes da morte ou diálise3 em longo prazo.

Os pacientes que receberam suplementação1 de ferro foram associados a um risco menor de mortalidade10 para todas as causas em comparação com os não-usuários. O benefício de sobrevivência11 do uso de ferro foi coerente na maioria dos grupos de dosagem, exceto para aqueles que foram tratados com ferro intravenoso > 200 mg mensal. Além disso, em comparação aos não-usuários, os usuários de ferro foram associados a um menor risco de hospitalizações, mas com um maior risco de progressão mais rápida para doença renal2 terminal.

Concluiu-se que a suplementação1 de ferro está associada à redução do risco de 15% na mortalidade10 entre os pacientes CKD 5 ND que receberam tratamento com ESA. Estudos randomizados são necessários para validar esta associação.

 

Fonte: Nephrology Dialysis Transplantation, de 31 de março de 2015

NEWS.MED.BR, 2016. Suplementação de ferro associada à redução de 15% na mortalidade de doentes renais crônicos recebendo agentes estimulantes da eritropoiese. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1103424/suplementacao-de-ferro-associada-a-reducao-de-15-na-mortalidade-de-doentes-renais-cronicos-recebendo-agentes-estimulantes-da-eritropoiese.htm>. Acesso em: 28 fev. 2020.

Complementos

1 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
2 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
3 Diálise: Quando os rins estão muito doentes, eles deixam de realizar suas funções, o que pode levar a risco de vida. Nesta situação, é preciso substituir as funções dos rins de alguma maneira, o que pode ser feito realizando-se um transplante renal, ou através da diálise. A diálise é um tipo de tratamento que visa repor as funções dos rins, retirando as substâncias tóxicas e o excesso de água e sais minerais do organismo, estabelecendo assim uma nova situação de equilíbrio. Existem dois tipos de diálise: a hemodiálise e a diálise peritoneal.
4 Prospectivo: 1. Relativo ao futuro. 2. Suposto, possível; esperado. 3. Relativo à preparação e/ou à previsão do futuro quanto à economia, à tecnologia, ao plano social etc. 4. Em geologia, é relativo à prospecção.
5 Coorte: Grupo de indivíduos que têm algo em comum ao serem reunidos e que são observados por um determinado período de tempo para que se possa avaliar o que ocorre com eles. É importante que todos os indivíduos sejam observados por todo o período de seguimento, já que informações de uma coorte incompleta podem distorcer o verdadeiro estado das coisas. Por outro lado, o período de tempo em que os indivíduos serão observados deve ser significativo na história natural da doença em questão, para que haja tempo suficiente do risco se manifestar.
6 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
7 Mg/dL: Miligramas por decilitro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
8 Hematócrito: Exame de laboratório que expressa a concentração de glóbulos vermelhos no sangue.
9 Eritropoiese: Formação de hemácias.
10 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
11 Sobrevivência: 1. Ato ou efeito de sobreviver, de continuar a viver ou a existir. 2. Característica, condição ou virtude daquele ou daquilo que subsiste a um outro. Condição ou qualidade de quem ainda vive após a morte de outra pessoa. 3. Sequência ininterrupta de algo; o que subsiste de (alguma coisa remota no tempo); continuidade, persistência, duração.
Gostou do artigo? Compartilhe!