Gostou do artigo? Compartilhe!

Crianças que vivem em regiões arborizadas têm uma probabilidade 24% menor de desenvolverem asma

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisadores da Universidade de Columbia, Estados Unidos, chegaram à conclusão de que crianças entre quatro e cinco anos de idade que crescem em uma rua arborizada têm redução de 24% nas chances de desenvolver asma1. Acredita-se que a qualidade do ar seja o fator principal para essa queda e que, em ruas com árvores, as crianças são estimuladas a brincarem ao ar livre, desenvolvendo seus sistemas de defesa. Entretanto, com os dados disponíveis até o momento, os cientistas ainda não têm esta certeza.

 

A “teoria da higiene” diz que a ausência de estímulos infecciosos nos países ricos teria causado um desvio no sistema de defesa do organismo, fazendo com que ao invés de combater infecções2, este teria passado a fabricar anticorpos3 contra substâncias antes inócuas, como pó e ácaro, explicando o crescimento de doenças alérgicas no mundo. De acordo com esta teoria, especialistas acreditam que as crianças expostas a poucos micróbios quando pequenas têm mais chances de ter asma1, pois o sistema imunológico4 não é preparado para combater infecções2. Eles pensam ainda que, em ruas com árvores, as crianças são estimuladas a brincar na rua, desenvolvendo seus sistemas de defesa.


Pesquisa publicada na revista científica Journal of Epidemiology and Community Health de maio de 2008 mostra que, estudando o planejamento urbano (que inclui os projetos de arborização com a contagem das árvores nas ruas), foi possível correlacionar os casos de asma1 e as internações hospitalares por problemas respiratórios à densidade de árvores nas ruas e bairros. Concluiu-se que a presença de árvores nas ruas de uma determinada vizinhança estava associada a uma redução em 24% nos casos de asma1 em crianças entre 4 e 5 anos de idade.


Fonte: Journal of Epidemiology and Community Health

NEWS.MED.BR, 2008. Crianças que vivem em regiões arborizadas têm uma probabilidade 24% menor de desenvolverem asma. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/16925/criancas-que-vivem-em-regioes-arborizadas-tem-uma-probabilidade-24-menor-de-desenvolverem-asma.htm>. Acesso em: 25 nov. 2020.

Complementos

1 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
4 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
Gostou do artigo? Compartilhe!