Gostou do artigo? Compartilhe!

Working Together for Health: relatório da OMS alerta para a escassez crônica de médicos no planeta

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia
O mundo precisa de mais 4 milhões de profissionais da saúde1 para atender à demanda crescente da população global. É o que mostra um relatório divulgado pela Organização Mundial de Saúde1 (OMS).

Os números impressionam: pelo menos 1,3 bilhões de pessoas não têm acesso aos cuidados médicos mais básicos. A organização diz que países pobres da Ásia e África necessitam urgentemente de mais de dois milhões de médicos e enfermeiras para lidar com doenças como tuberculose2, malária e Aids.

Trinta e seis dos 57 países com falta de profissionais da saúde1 estão na África Subsaariana, afetada por uma forte epidemia de Aids. São graves as disparidades no acesso à assistência médica, onde a África está em situação mais crítica, com 11% da população mundial, 24% das doenças conhecidas e apenas 3% dos profissionais da saúde1 do mundo. Além disso, a OMS afirma que a expectativa de vida3 nos países mais pobres é a metade daquela observada nas nações mais ricas.

A OMS afirmou que países em desenvolvimento estão vendo seus profissionais serem atraídos para mercados em que a remuneração é mais alta. A OMS mostra, no documento, que é preciso que cada país aprimore a forma como planeja, educa e emprega médicos, enfermeiras e pessoal de apoio à saúde1, formulando um plano de dez anos para lidar com a crise.

De acordo com o relatório da Organização, o Brasil não está entre os 57 países com grave escassez de profissionais da saúde1: o Peru foi o único país da América Latina incluído nessa lista crítica.

O relatório pede a adoção de uma política mais ética para o recrutamento de profissionais da saúde1 que desejam imigrar, além de um investimento internacional que realmente seja capaz de ajudar os países pobres a formarem mais pessoal qualificado.

Fonte: OMS     

The world health report 2006 - working together for health - Relatório Completo (pdf)

Apresentação em slides (pdf)

NEWS.MED.BR, 2006. Working Together for Health: relatório da OMS alerta para a escassez crônica de médicos no planeta. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1270/working-together-for-health-relatorio-da-oms-alerta-para-a-escassez-cronica-de-medicos-no-planeta.htm>. Acesso em: 16 set. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
3 Expectativa de vida: A expectativa de vida ao nascer é o número de anos que se calcula que um recém-nascido pode viver caso as taxas de mortalidade registradas da população residente, no ano de seu nascimento, permaneçam as mesmas ao longo de sua vida.
Gostou do artigo? Compartilhe!