Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA aprova Cinqair para tratar a asma grave

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Food and Drug Administration (FDA), dos EUA, aprovou o Cinqair (reslizumab) para uso concomitante com outros medicamentos para o tratamento de manutenção da asma1 grave em pacientes com 18 anos ou mais. Cinqair é aprovado para pacientes2 que têm uma história de graves crises de asma1 (exacerbações) apesar do uso regular de medicamentos para controlar essas crises.

A asma1 é uma doença crônica que causa a inflamação3 das vias aéreas dos pulmões4. Durante uma crise de asma1, as vias aéreas ficam mais estreitas tornando difícil a respiração. Crises graves de asma1 podem levar a hospitalizações e até mesmo ao risco de morte.

Segundo Chowdhury Badrul, diretor da Division of Pulmonary, Allergy, and Rheumatology Products no FDA’s Center for Drug Evaluation and Research, os profissionais de saúde5 e seus pacientes com asma1 grave têm agora outra opção de tratamento para considerar quando a doença não está sendo bem controlada por suas terapias atuais.

Cinqair é administrado uma vez a cada quatro semanas, por infusão intravenosa, por um profissional, em um ambiente clínico preparado para lidar com a ocorrência de uma anafilaxia6. Cinqair é um anticorpo7 monoclonal humanizado, antagonista8 da interleucina-5, produzido por tecnologia de DNA recombinante em células9 de mieloma10 murino (NS-0). Cinqair reduz os ataques de asma1 grave, reduzindo os níveis de eosinófilos11 no sangue12, um tipo de glóbulo branco que contribui para o desenvolvimento da asma1.

A segurança e eficácia de Cinqair foram estabelecidas em quatro estudos duplo-cegos, randomizados, controlados com placebo13 em doentes com asma1 grave em uso de terapias disponíveis atualmente. Cinqair ou placebo13 foi administrado a doentes a cada quatro semanas como um complemento ao tratamento da asma1. Comparado ao placebo13, os pacientes com asma1 grave que receberam Cinqair tiveram menos ataques de asma1 e um tempo maior para o primeiro ataque acontecer. Além disso, o tratamento com Cinqair resultou numa melhoria significativa na função pulmonar, tal como medido pelo volume de ar expirado pelo paciente em um segundo.

Cinqair pode causar efeitos secundários graves, incluindo reações alérgicas (hipersensibilidade). Essas reações podem ser fatais. Os efeitos secundários mais comuns nos ensaios clínicos14 incluíram anafilaxia6, câncer15 e dor muscular.

Cinqair é fabricado pela Teva Pharmaceuticals, na Pensilvânia.

 

Fonte: FDA News Release, de 23 de março de 2016

NEWS.MED.BR, 2016. FDA aprova Cinqair para tratar a asma grave. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/824044/fda-aprova-cinqair-para-tratar-a-asma-grave.htm>. Acesso em: 16 nov. 2019.

Complementos

1 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
2 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
3 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
4 Pulmões: Órgãos do sistema respiratório situados na cavidade torácica e responsáveis pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. São em número de dois, possuem forma piramidal, têm consistência esponjosa e medem cerca de 25 cm de comprimento. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo possui dois lobos e o direito possui três. Os pulmões são compostos de brônquios que se dividem em bronquíolos e alvéolos pulmonares. Nos alvéolos se dão as trocas gasosas ou hematose pulmonar entre o meio ambiente e o corpo, com a entrada de oxigênio na hemoglobina do sangue (formando a oxiemoglobina) e saída do gás carbônico ou dióxido de carbono (que vem da célula como carboemoglobina) dos capilares para o alvéolo.
5 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
6 Anafilaxia: É um tipo de reação alérgica sistêmica aguda. Esta reação ocorre quando a pessoa foi sensibilizada (ou seja, quando o sistema imune foi condicionado a reconhecer uma substância como uma ameaça ao organismo). Na segunda exposição ou nas exposições subseqüentes, ocorre uma reação alérgica. Essa reação é repentina, grave e abrange o corpo todo. O sistema imune libera anticorpos. Os tecidos liberam histamina e outras substâncias. Esse mecanismo causa contrações musculares, constrição das vias respiratórias, dificuldade respiratória, dor abdominal, cãimbras, vômitos e diarréia. A histamina leva à dilatação dos vasos sangüíneos (que abaixa a pressão sangüínea) e o vazamento de líquidos da corrente sangüínea para os tecidos (que reduzem o volume de sangue) o que provoca o choque. Ocorrem com freqüência a urticária e o angioedema - este angioedema pode resultar na obstrução das vias respiratórias. Uma anafilaxia prolongada pode causar arritmia cardíaca.
7 Anticorpo: Proteína circulante liberada pelos linfócitos em reação à presença no organismo de uma substância estranha (antígeno).
8 Antagonista: 1. Opositor. 2. Adversário. 3. Em anatomia geral, que ou o que, numa mesma região anatômica ou função fisiológica, trabalha em sentido contrário (diz-se de músculo). 4. Em medicina, que realiza movimento contrário ou oposto a outro (diz-se de músculo). 5. Em farmácia, que ou o que tende a anular a ação de outro agente (diz-se de agente, medicamento etc.). Agem como bloqueadores de receptores. 6. Em odontologia, que se articula em oposição (diz-se de ou qualquer dente em relação ao da maxila oposta).
9 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
10 Mieloma: Variedade de câncer que afeta os linfócitos tipo B, encarregados de produzir imunoglobulinas. Caracteriza-se pelo surgimento de dores ósseas, freqüentemente a nível vertebral, anemia, insuficiência renal e um estado de imunodeficiência crônica.
11 Eosinófilos: Eosinófilos ou granulócitos eosinófilos são células sanguíneas responsáveis pela defesa do organismo contra parasitas e agentes infecciosos. Também participam de processos inflamatórios em doenças alérgicas e asma.
12 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
13 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
14 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
15 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
Gostou do artigo? Compartilhe!