Gostou do artigo? Compartilhe!

EMEA aprova o DYNEPO: primeiro agente estimulador da eritropoiese produzido em células humanas

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Laboratório Shire lançou, na Europa, o DYNEPO (epoetina delta), nova opção para o tratamento de pacientes que sofrem de anemia1 em decorrência de deficiência renal2 crônica. O medicamento foi aprovado para uso tanto em pacientes que ainda não precisam de diálise3 quanto naqueles que, com doença renal2 em estágio terminal, estão se submetendo à diálise3. Chegará ao mercado europeu nos próximos meses. Não há previsão de chegada ao Brasil.

O DYNEPO pode ser administrado por via intravenosa ou subcutânea4. É embalado em seringas pré-carregadas para injeções subcutâneas auto-administradas e, atualmente, está disponível em cinco apresentações. A seringa5 foi projetada para que os pacientes, depois de treinados por um profissional da área médica, possam utilizá-la com facilidade e tem um protetor de agulha para reduzir ferimentos.

A anemia1 é uma complicação freqüente e grave em pacientes com doença renal2 crônica, que, segundo estimativas, afeta mais de 180.000 pessoas só na Alemanha. Pesquisas demonstram que a correção da anemia1 melhora a qualidade de vida, diminuindo a fadiga6 e aumentando o apetite e a capacidade de trabalho. Além disso, um estudo demonstrou que o tratamento com um agente estimulador da eritropoiese7 pode reduzir o risco relativo bruto de mortalidade8 em até 30%.

Fonte: European Medicines Agency

NEWS.MED.BR, 2007. EMEA aprova o DYNEPO: primeiro agente estimulador da eritropoiese produzido em células humanas. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/10942/emea-aprova-o-dynepo-primeiro-agente-estimulador-da-eritropoiese-produzido-em-celulas-humanas.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
2 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
3 Diálise: Quando os rins estão muito doentes, eles deixam de realizar suas funções, o que pode levar a risco de vida. Nesta situação, é preciso substituir as funções dos rins de alguma maneira, o que pode ser feito realizando-se um transplante renal, ou através da diálise. A diálise é um tipo de tratamento que visa repor as funções dos rins, retirando as substâncias tóxicas e o excesso de água e sais minerais do organismo, estabelecendo assim uma nova situação de equilíbrio. Existem dois tipos de diálise: a hemodiálise e a diálise peritoneal.
4 Subcutânea: Feita ou situada sob a pele; hipodérmica.
5 Seringa: Dispositivo usado para injetar medicações ou outros líquidos nos tecidos do corpo. A seringa de insulina é formada por um tubo plástico com um êmbolo e uma agulha pequena na ponta.
6 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
7 Eritropoiese: Formação de hemácias.
8 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!