Gostou do artigo? Compartilhe!

Molécula CXCR4 pode limitar o desenvolvimento da obesidade, publicado pelo FASEB Journal

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A obesidade1 é uma preocupação crescente em todo o mundo. Em Oklahoma, onde mais de 33% da população têm obesidade1 mórbida, a pesquisadora Jana Barlic-Dicen, Ph.D, da OMRF, disse que ela "é um fator de risco2 para uma série de doenças graves, incluindo doenças cardiovasculares3, diabetes4, osteoartrite5, câncer6 e infertilidade7."

Os esforços para compreender a obesidade1 levaram Jana Barlic-Dicen e o cientista Longbiao Yao, da Oklahoma Medical Research Foundation (OMRF), a estudarem o papel de uma molécula de superfície, o receptor chamado de CXCR4, no ganho de peso corporal e na inflamação8 do tecido adiposo9.

"A expansão descontrolada do tecido adiposo9 que leva à obesidade1 é suportada por um ciclo vicioso", disse ela. "Quando consumimos mais alimentos do que precisamos, nós armazenamos a energia extra na forma de gordura10. Se comemos demais cronicamente, as células11 de gordura10, que continuam a armazenar a ingestão calórica extra, enviam sinais12 de alarme na forma de proteínas13 conhecidas como quimiocinas, que recrutam células brancas do sangue14 para o tecido adiposo9 em crescimento."

As células brancas do sangue14 causam inflamação8, a qual estimula o tecido15 a crescer ainda mais. Um dos sinais12 de alarme produzido pela expansão do tecido adiposo9 é capaz de ativar o receptor CXCR4.

O CXCR4, que é quase idêntico em ratos e em humanos, está presente em células11 de gordura10 em ambos os organismos, mas o seu papel neste tecido15 era desconhecido. Os pesquisadores alimentaram ratos que não tinham CXCR4 e camundongos normais (controles) com uma dieta rica em gordura10, de composição similar a fast-foods.

Os ratos que não tinham CXCR4 em suas células11 de gordura10 ganharam mais peso e ganharam peso muito mais rápido do que os ratos de controle que mantinham esse receptor em células11 de gordura10.

"Agora sabemos que o principal papel do CXCR4 no tecido adiposo9 é de estabelecer limites para a obesidade1", disse ela. "É possível que, se estimularmos o CXCR4, poderemos ser capazes de ajudar os pacientes a queimar mais energia e, portanto, reduziremos a obesidade1."

O trabalho foi publicado no FASEB Journal (The Journal of the Federation of American Societies for Experimental Biology). Outros cientistas da OMRF que contribuíram para a pesquisa foram Lucas Szweda, Ph.D., Timothy Griffin, Ph.D., Oana Herlea-Pana, Ph.D., e Janet Baker.

Fontes:

Oklahoma Medical Research Foundation (OMRF), de 31 de julho de 2014

FASEB Journal, publicação online de 11 de julho de 2014 

NEWS.MED.BR, 2014. Molécula CXCR4 pode limitar o desenvolvimento da obesidade, publicado pelo FASEB Journal. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/560832/molecula-cxcr4-pode-limitar-o-desenvolvimento-da-obesidade-publicado-pelo-faseb-journal.htm>. Acesso em: 23 out. 2019.

Complementos

1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
2 Fator de risco: Qualquer coisa que aumente a chance de uma pessoa desenvolver uma doença.
3 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 Osteoartrite: Termo geral que se emprega para referir-se ao processo degenerativo da cartilagem articular, manifestado por dor ao movimento, derrame articular, etc. Também denominado artrose.
6 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
7 Infertilidade: Capacidade diminuída ou ausente de gerar uma prole. O termo não implica a completa inabilidade para ter filhos e não deve ser confundido com esterilidade. Os clínicos introduziram elementos físicos e temporais na definição. Infertilidade é, portanto, freqüentemente diagnosticada quando, após um ano de relações sexuais não protegidas, não ocorre a concepção.
8 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
9 Tecido Adiposo: Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.
10 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
11 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
12 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
13 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
14 Células Brancas do Sangue: Células sangüíneas brancas. Compreendem tanto os leucócitos granulócitos (BASÓFILOS, EOSINÓFILOS e NEUTRÓFILOS) como os não granulócitos (LINFÓCITOS e MONÓCITOS).
15 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
Gostou do artigo? Compartilhe!