Atalho: 561KO4H
Gostou do artigo? Compartilhe!

Gravidez: publicado o novo protocolo do Institute of Medicine sobre recomendação de ganho de peso durante a gestação

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Há quase duas décadas, desde de 1990, o Institute of Medicine não divulgava recomendações sobre o ganho de peso ideal durante uma gestação. O novo protocolo agora inclui recomendações específicas para todas as mulheres, inclusive aquelas que estão obesas antes de uma gravidez1. As recomendações começam com um checkup que inclui a avaliação do peso e da altura, dieta e exercícios físicos antes de engravidar e discute o uso de contraceptivos até que mulheres com sobrepeso2 ou obesas alcancem o peso ideal para iniciar uma gestação.

É importante que as mulheres iniciem a gravidez1 com um peso saudável, se possível, visando à manutenção e promoção da saúde3 da gestante e do bebê.

Baseado no IMC4, as recomendações básicas para o ganho de peso durante a gestação de feto5 único são:

 

Índice de massa corporal6 (IMC4) antes da gravidez1Classificação de Obesidade7 em relação ao IMC4 (OMS) (kg/m²) Ganho total de peso durante a gestação (gramas)* Taxa de ganho de peso no segundo e terceiro trimestres da gestação ** (média de ganho em gramas/semanas) 
 Abaixo do peso Abaixo de 18,5 kg/m² 12.700g - 18.143g 0.453 (0.453 - 0.589)
Peso normal 18,5 - 24,9 kg/m² 11.339g - 15.875g 0.453 (0.362 - 0.453)
Sobrepeso2 25,0 - 29,9 kg/m² 6.803g - 11.339g 0.272 (0.226 - 0.317)
Obesidade7 (incluindo todas as classes) Acima de 30,0 kg/m² 4.989g - 9.071g 0.226 (0.181 - 0.272)

* Os valores em gramas são uma conversão do protocolo original cuja unidade é pounds, são valores aproximados.
** Os cálculos aceitam um ganho de peso de 0,5 a 2 quilos durante o primeiro trimestre da gravidez1.


Para que as gestantes atinjam estes objetivos, elas precisam do apoio de seus médicos, familiares e amigos.

O novo protocolo difere do anterior em dois pontos importantes. Primeiro, ele é baseado nas categorias de índice de massa corporal6 (IMC4) da Organização Mundial de Saúde3 para a classificação de obesidade7 e não mais nas tabelas do Metropolitan Life Insurance. Segundo, ele inclui taxas específicas e relativamente estreitas de ganho de peso durante a gravidez1 para mulheres obesas pré-concepção8. O protocolo antigo foca na saúde3 do bebê e o atual considera tanto a saúde3 do bebê como a da mulher.

Durante a gestação a maioria das mulheres ganha peso, mas elas não precisam ganhar uma quantidade ilimitada de peso, pois será difícil perder este excesso depois do parto. Também não precisam “comer por dois”. Basta que sejam acrescentadas à dieta 300 calorias9 por dia para manter uma gravidez1.

O protocolo recomenda o aconselhamento antes da concepção8 quanto ao ganho de peso, hábitos alimentares e a prática de exercícios físicos, já que a maioria das mulheres não está recebendo estas orientações.

Outro ponto levantado é que as mulheres com sobrepeso2 ou obesas, antes de tentar engravidar, devem ter acesso a métodos contraceptivos até alcançarem um peso saudável para uma gravidez1 de menor risco. Esta discussão nem sempre é fácil para ter com uma pessoa que está querendo engravidar, mas muitas vezes este é o melhor momento para receber este tipo de orientação. O instinto materno ajuda a pensar em um futuro saudável.

Fonte consultada:
Institute of Medicine

NEWS.MED.BR, 2009. Gravidez: publicado o novo protocolo do Institute of Medicine sobre recomendação de ganho de peso durante a gestação. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/52263/gravidez-publicado-o-novo-protocolo-do-institute-of-medicine-sobre-recomendacao-de-ganho-de-peso-durante-a-gestacao.htm>. Acesso em: 12 nov. 2019.

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
3 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
4 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
5 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
6 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
7 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
8 Concepção: O início da gravidez.
9 Calorias: Dizemos que um alimento tem “x“ calorias, para nos referirmos à quantidade de energia que ele pode fornecer ao organismo, ou seja, à energia que será utilizada para o corpo realizar suas funções de respiração, digestão, prática de atividades físicas, etc.
Gostou do artigo? Compartilhe!