Gostou do artigo? Compartilhe!

Resveratrol demonstra ter efeitos antimicrobianos contra a bactéria Propionibacterium acnes in vitro

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O resveratrol (3,5,4'-trihidroxiestilbeno) é um antioxidante que tem múltiplos efeitos biológicos, incluindo propriedades antimicrobianas. A acne1 vulgar é uma doença pilossebácea caracterizada por uma resposta imunoinflamatória do hospedeiro à bactéria2 Propionibacterium acnes (P. acnes). Este estudo procurou determinar se o resveratrol pode ser um tratamento potencial para a acne1 vulgar.

Unidades formadoras de colônias (UFC) e microscopia eletrônica foram usadas para avaliar os efeitos antimicrobianos do resveratrol em bactérias P.acnes tratadas com resveratrol ou peróxido de benzoíla. O sangue3 de voluntários saudáveis foi colhido e ensaios com o 3-(4,5-dimetiltiazol-2-il)-5-(3-carboximethoxifenil)-2-(4-sulfofenil)-2H-tetrazólio (MTS) foram usados para avaliar a citotoxicidade em monócitos4 e queratinócitos5.

Os resultados demonstram que o resveratrol tem atividade antibacteriana sustentada contra o P. acnes, enquanto que o peróxido de benzoíla, um tratamento antibacteriano comumente usado para a acne1 demonstrou resposta bactericida de curto prazo. Uma combinação de resveratrol e peróxido de benzoíla apresentou atividade antibacteriana inicial elevada e inibição sustentada do crescimento bacteriano. A microscopia eletrônica do P. acnes tratado com resveratrol revelou morfologia bacteriana alterada, com perda de definição da membrana e perda de estruturas fimbriais extracelulares bem definidas. O resveratrol foi menos citotóxico6 que o peróxido de benzoíla.

Concluiu-se que a atividade antibacteriana prolongada e a citotoxicidade reduzida demonstradas nesta pesquisa pelo resveratrol versus o peróxido de benzoíla destacam o seu potencial como uma nova opção terapêutica7 ou como uma terapia adjuvante no tratamento futuro da acne1 vulgar.

Fonte: Dermatology and Therapy, de 17 de setembro de 2014

NEWS.MED.BR, 2014. Resveratrol demonstra ter efeitos antimicrobianos contra a bactéria Propionibacterium acnes in vitro. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/575047/resveratrol-demonstra-ter-efeitos-antimicrobianos-contra-a-bacteria-propionibacterium-acnes-in-vitro.htm>. Acesso em: 18 nov. 2019.

Complementos

1 Acne: Doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. As lesões começam a surgir na puberdade, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.
2 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
3 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
4 Monócitos: É um tipo de leucócito mononuclear fagocitário, que se forma na medula óssea e é posteriormente transportado para os tecidos, onde se desenvolve em macrófagos.
5 Queratinócitos: Queratinócitos ou ceratinócitos são células diferenciadas do tecido epitelial (pele) e invaginações da epiderme para a derme (como os cabelos e unhas) de animais terrestres responsáveis pela síntese da queratina.
6 Citotóxico: Diz-se das substâncias que são tóxicas às células ou que impedem o crescimento de um tecido celular.
7 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
Gostou do artigo? Compartilhe!