Gostou do artigo? Compartilhe!

Corticosteroides para pacientes hospitalizados com pneumonia grave adquirida na comunidade: é hora de mudar a prática clínica?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A pneumonia1 adquirida na comunidade (PAC) é comum e muitas vezes grave. Com o objetivo de avaliar o efeito do tratamento adjuvante com corticosteroides sobre a mortalidade2, morbidade3 e tempo de internação, em pacientes com PAC, foi realizado um estudo publicado online pelo Annals of Internal Medicine.

As bases de dados MEDLINE, EMBASE e Cochrane Central Register of Controlled Trials, até 24 de maio de 2015, foram usadas como referência para a seleção de ensaios clínicos4 randomizados envolvendo o uso de corticosteroides sistêmicos5 em adultos hospitalizados com PAC.

Dois revisores extraíram independentemente os dados dos estudos e verificaram o risco de viés. A qualidade das provas foi avaliada pelo sistema GRADE (Grading of Recommendations Assessment, Development and Evaluation).

A idade média foi tipicamente de 60 anos, aproximadamente 60% dos pacientes eram do sexo masculino. Os corticosteroides adjuvantes foram associados a possíveis reduções na mortalidade2 por qualquer causa (12 ensaios clínicos4; 1.974 pacientes; RR 0,67 [IC 95%, 0,45-1,01]; RD 2,8%; de certeza moderada), na necessidade de ventilação6 mecânica (5 ensaios; 1.060 pacientes; RR 0,45 [IC 0,26-0,79]; RD, 5,0%; certeza moderada) e na síndrome7 do desconforto respiratório agudo8 (4 ensaios; 945 pacientes; RR 0,24 [IC 0,10-0,56]; RD 6,2%; certeza moderada). Eles também reduziram o tempo para a estabilização clínica (5 ensaios; 1.180 pacientes; diferença média -1,22 dias [IC -2,08 a -0,35 dias]; alta segurança) e a duração da internação (6 ensaios; 1.499 pacientes; diferença média -1,00 dia [IC -1,79 a -0,21 dias]; alta segurança). Corticosteroides adjuvantes aumentaram a frequência de hiperglicemia9 necessitando de tratamento (6 ensaios; 1.534 pacientes; RR 1,49 [IC 1,01-2,19]; RD 3,5%; alta segurança), mas não aumentaram a frequência de hemorragia10 gastrointestinal.

Concluiu-se que para os adultos hospitalizados com PAC, a corticoterapia sistêmica pode reduzir a mortalidade2 em cerca de 3%, a necessidade de ventilação6 mecânica em cerca de 5% e a necessidade de internação hospitalar em cerca de um dia.

Fonte: Annals of Internal Medicine, publicação online, de 11 de agosto de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. Corticosteroides para pacientes hospitalizados com pneumonia grave adquirida na comunidade: é hora de mudar a prática clínica?. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/799004/corticosteroides-para-pacientes-hospitalizados-com-pneumonia-grave-adquirida-na-comunidade-e-hora-de-mudar-a-pratica-clinica.htm>. Acesso em: 20 out. 2019.

Complementos

1 Pneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar. Sua causa mais freqüente é a infecção bacteriana, apesar de que pode ser produzida por outros microorganismos. Manifesta-se por febre, tosse, expectoração e dor torácica. Em pacientes idosos ou imunodeprimidos pode ser uma doença fatal.
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de portadores de determinada doença em relação à população total estudada, em determinado local e em determinado momento.
4 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
5 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
6 Ventilação: 1. Ação ou efeito de ventilar, passagem contínua de ar fresco e renovado, num espaço ou recinto. 2. Agitação ou movimentação do ar, natural ou provocada para estabelecer sua circulação dentro de um ambiente. 3. Em fisiologia, é o movimento de ar nos pulmões. Perfusão Em medicina, é a introdução de substância líquida nos tecidos por meio de injeção em vasos sanguíneos.
7 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
8 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
9 Hiperglicemia: Excesso de glicose no sangue. Hiperglicemia de jejum é o nível de glicose acima dos níveis considerados normais após jejum de 8 horas. Hiperglicemia pós-prandial acima de níveis considerados normais após 1 ou 2 horas após alimentação.
10 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
Gostou do artigo? Compartilhe!