Gostou do artigo? Compartilhe!

Stroke: insônia pode estar relacionada a um maior risco de derrame, principalmente em adultos jovens

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os estudos que avaliam o impacto da insônia no risco de derrame1 ainda são poucos. O objetivo do estudo publicado pelo periódico Stroke foi investigar a associação da insônia com os acidentes vasculares2 cerebrais durante um período de quatro anos de acompanhamento.

Dados da base Taiwan National Health Insurance Research Database foram utilizados na pesquisa. Os inscritos na Classificação Internacional de Doenças, nona revisão, com o código diagnóstico3 para insônia foram comparados aleatoriamente com indivíduos sem insônia, pareados por idade e sexo, com internação posterior por acidente vascular cerebral4 durante quatro anos de acompanhamento. Todos os inscritos, insones e não insones, não tinham diagnóstico3 prévio de acidente vascular cerebral4 (AVC), apneia5 do sono e insônia. Indivíduos com insônia foram ainda classificados em diferentes subgrupos baseados em seus padrões de insônia para explorar se o risco de AVC varia conforme o subtipo de insônia. O risco dos resultados foi avaliado com curvas de Kaplan-Meier e o impacto da insônia foi estimado utilizando a análise de regressão de Poisson e modelos de risco proporcional de Cox.

O estudo incluiu 21.438 (idade média de 52 ± 16 anos) insones e 64.314 não insones pareados (idade média de 51 ± 16 anos). Comparados aos não insones, os insones tiveram 54% maior risco de desenvolver acidente vascular cerebral4.

Quando separados por subgrupos de insônia, os insones persistentes tiveram uma taxa de incidência6 acumulada de derrame1 de três anos mais elevada do que aqueles no grupo de remissão (P=0,024). A taxa de incidência6 de acidente vascular cerebral4 dos insones para os sem insônia foi maior entre aqueles com idade entre 18 a 34 anos.

Concluiu-se que a insônia predispõe os indivíduos ao aumento do risco de acidente vascular cerebral4 e essa associação é importante entre os adultos jovens. Os resultados sublinham a importância clínica de identificar e tratar a insônia. Uma intervenção comportamental visando a terapêutica7 da insônia que possa prevenir o AVC deve ser explorada.

Fonte: Stroke, publicação online de 3 de abril de 2014

 

NEWS.MED.BR, 2014. Stroke: insônia pode estar relacionada a um maior risco de derrame, principalmente em adultos jovens. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/533759/stroke-insonia-pode-estar-relacionada-a-um-maior-risco-de-derrame-principalmente-em-adultos-jovens.htm>. Acesso em: 14 out. 2019.

Complementos

1 Derrame: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
2 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
3 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
4 Acidente vascular cerebral: Conhecido popularmente como derrame cerebral, o acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico é uma doença que consiste na interrupção súbita do suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes para o cérebro, lesando células nervosas, o que pode resultar em graves conseqüências, como inabilidade para falar ou mover partes do corpo. Há dois tipos de derrame, o isquêmico e o hemorrágico.
5 Apnéia: É uma parada respiratória provocada pelo colabamento total das paredes da faringe que ocorre principalmente enquanto a pessoa está dormindo e roncando. No adulto, considera-se apnéia após 10 segundos de parada respiratória. Como a criança tem uma reserva menor, às vezes, depois de dois ou três segundos, o sangue já se empobrece de oxigênio.
6 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
7 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
Gostou do artigo? Compartilhe!