Gostou do artigo? Compartilhe!

Cientistas desenvolvem dispositivo para monitorar o crescimento do tumor sob a pele

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os métodos atuais para medir tumores cancerosos podem ter certas limitações. Agora, pesquisadores da Universidade de Stanford criaram um pequeno dispositivo vestível capaz de medir mudanças de tamanho em tumores cancerosos sob a pele1.

Um estudo testando este novo dispositivo através de um modelo de camundongos foi publicado na revista Science Advances.

Durante o diagnóstico2 do câncer3, o médico medirá o tamanho do tumor4. O médico continuará a medir o tamanho do tumor4 durante o tratamento do câncer3 para monitorar se o tumor4 cresce ou diminui. Os médicos também usam o tamanho do tumor4 para ajudar a determinar em que estágio o câncer3 está.

A medição do tamanho do tumor4 também é central para a pesquisa de novos tratamentos contra o câncer3, avaliando a eficácia de potenciais terapias contra o câncer3 em modelos animais.

“Os métodos atuais para detectar a progressão ou regressão do tumor4, como medidas baseadas em paquímetro ou imagem, requerem intervenção humana significativa e também têm limitações em suas dimensões de escala de tempo e comprimento”, explicou o Dr. Alex Abramson, primeiro autor do estudo.

Leia sobre "Distinção entre tumores benignos e malignos" e "Câncer3 - informações importantes".

Conhecido como FAST, “Sensor Autônomo Flexível Medindo Tumores” (Flexible Autonomous Sensor measuring Tumors), o dispositivo vestível desenvolvido pelo Dr. Abramson e sua equipe consiste em uma membrana elástica de polímero semelhante à pele1 incorporada com uma camada de circuitos de ouro. O sensor adere à pele1 acima de onde um tumor4 cancerígeno está localizado atualmente. O sensor também possui uma pequena “mochila” eletrônica segurando sua bateria.

O aparelho, no entanto, mede apenas tumores cancerígenos, e não os de origem benigna.

À medida que o tumor4 cresce ou encolhe, o sensor se estica ou se contrai junto com ele. O dispositivo mede quanta tensão o sensor experimenta. Os dados são transmitidos por meio de um aplicativo de telefone celular, através do qual os médicos podem obter dados de medição ao vivo e históricos.

De acordo com o Dr. Abramson, o sensor vestível automatiza todo o processo de medição da regressão do volume do tumor4, o que significa que um médico pode realizar medições continuamente sem nenhum custo ou mão5 de obra adicional. “É a primeira ferramenta a fornecer análise em tempo real da regressão tumoral in vivo.”

Além disso, o Dr. Abramson disse que o dispositivo tem uma resolução de 10 micrômetros. “Essa resolução é da ordem do tamanho de uma única célula”, explicou ele.

“Esta ferramenta nos permite detectar a resposta de um tumor4 a um determinado medicamento dentro de algumas horas após o início do tratamento. Esperamos que isso nos permita entender melhor os efeitos de curto prazo dos medicamentos nos tumores e permitir que cientistas e profissionais de saúde6 tenham um método mais fácil de rastrear medicamentos que possam se tornar terapias no futuro”, disse ele.

Como os pesquisadores usaram um modelo de camundongo para este estudo, o Dr. Abramson disse que a equipe ainda está trabalhando para trazer o novo dispositivo para o ambiente clínico. Até então, ele disse que os pesquisadores podem construir o dispositivo usando as instruções do estudo.

“Atualmente, o sensor custa cerca de US$ 60 para fabricar individualmente, embora a fabricação em massa reduza significativamente os custos”, acrescentou. “Custa alguns centavos por dia para funcionar.”

Para os próximos passos neste dispositivo, Dr. Abramson afirmou que planeja testar o dispositivo em mais modelos de câncer3.

“Isso nos ajudará a entender a relação entre as respostas de curto e longo prazo do tumor4 a um medicamento. Eventualmente, esse entendimento nos ajudará a escolher os regimes e doses de terapia ideais para um determinado tipo de tumor”, disse ele.

No artigo publicado, os pesquisadores descrevem um sensor de tensão eletrônico flexível para o monitoramento em tempo real da regressão tumoral.

Eles contextualizam que avaliar a eficácia da terapêutica7 do câncer3 em modelos de camundongos é um passo crítico no desenvolvimento do tratamento. No entanto, ferramentas de medição de baixa resolução e pequenos tamanhos de amostra tornam a determinação da eficácia do medicamento in vivo uma tarefa difícil e demorada.

Neste estudo, apresenta-se um sensor de tensão eletrônico vestível comercialmente escalável que automatiza o teste in vivo de terapias contra o câncer3, monitorando continuamente a progressão ou regressão em escala micrométrica de tumores implantados subcutaneamente na escala de tempo de minutos.

Em dois modelos de camundongos com câncer3 in vivo, o sensor discerniu diferenças na dinâmica do volume tumoral entre tumores tratados com drogas e veículos dentro de 5 horas após o início da terapia.

Essas medições de regressão de curto prazo foram validadas por meio de histologia, e medições de paquímetro e bioluminescência feitas durante períodos de tratamento de uma semana demonstraram a correlação com a resposta de tratamento de longo prazo.

Preve-se que os conjuntos de dados de regressão tumoral em tempo real possam ajudar a agilizar e automatizar o processo de triagem de terapias contra o câncer3 in vivo.

Veja também sobre "Tumor4 carcinoide", "Tumores da hipófise8" e "Tumores ósseos".

 

Fontes:
Science Advances, Vol. 8, Nº 37, em 16 de setembro de 2022.
Medical News Today, notícia publicada em 16 de setembro de 2022.

 

NEWS.MED.BR, 2022. Cientistas desenvolvem dispositivo para monitorar o crescimento do tumor sob a pele. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1425975/cientistas-desenvolvem-dispositivo-para-monitorar-o-crescimento-do-tumor-sob-a-pele.htm>. Acesso em: 1 dez. 2022.

Complementos

1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
4 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
5 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
6 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
7 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
8 Hipófise:
Gostou do artigo? Compartilhe!