Gostou do artigo? Compartilhe!

Tecnologias de reprodução assistida podem aumentar o risco de arritmia e lesão renal

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Gestações concebidas por tecnologia de reprodução1 assistida (TRA) podem ser acompanhadas por um risco aumentado de complicações vasculares2 intra-hospitalares e outros resultados adversos da gravidez3, de acordo com um novo estudo publicado no Journal of the American Heart Association.

Foi feita uma análise usando uma amostra ponderada representando mais de 100.000 partos concebidos com TRA e mais de 34 milhões concebidos sem TRA, e os resultados sugerem que a concepção4 com TRA foi independentemente associada a riscos aumentados de 1,7 e 2,5 vezes para arritmia5 e lesão6 renal7 aguda, respectivamente, após ajuste para o perfil de risco basal.

“Ficamos surpresos que a tecnologia de reprodução1 assistida estivesse independentemente associada a essas complicações, em vez de estar associada apenas à existência de condições de saúde8 pré-existentes ou apenas entre mulheres mais velhas submetidas a tratamento de infertilidade9”, disse a investigadora principal Pensée Wu, MD, conferencista sênior10 e consultora honorária obstetra e subespecialista em Medicina Fetal Materna na Keele University School of Medicine em Staffordshire, Reino Unido, em um comunicado.

Saiba mais sobre "Reprodução1 assistida", "Inseminação artificial" e "Infertilidade feminina".

No artigo, os pesquisadores relatam que a tecnologia de reprodução1 assistida (TRA) surgiu como uma opção de tratamento comum para a infertilidade9, um problema que afeta cerca de 48 milhões de casais em todo o mundo. O avanço da idade materna com o aumento dos fatores de risco cardiovascular pré-gestacionais, como hipertensão11 crônica, obesidade12 e diabetes13, levantou preocupações sobre complicações na gravidez3 associadas à TRA. No entanto, complicações intra-hospitalares após gestações concebidas por TRA são pouco descritas.

Para avaliar as características da paciente, resultados obstétricos, complicações vasculares2 e tendências temporais de gestações concebidas por TRA, foram analisados partos hospitalares concebidos com ou sem TRA entre 1º de janeiro de 2008 e 31 de dezembro de 2016, a partir do banco de dados National Inpatient Sample dos Estados Unidos.

Foram incluídos 106.248 partos concebidos com TRA e 34.167.246 partos concebidos sem TRA. As mulheres que conceberam com TRA eram mais velhas (35 versus 28 anos; P <0,0001) e tinham mais comorbidades14.

As gestações concebidas por TRA foram independentemente associadas a complicações vasculares2 (lesão6 renal7 aguda: razão de chances ajustada [aOR], 2,52; IC 95% 1,99-3,19; e arritmia5: aOR, 1,65; IC 95%, 1,46-1,86) e resultados obstétricos adversos (descolamento prematuro da placenta: aOR, 1,57; IC 95%, 1,41-1,74; parto cesárea: aOR, 1,38; IC 95%, 1,33-1,43; e parto prematuro: aOR, 1,26; IC 95%, 1,20-1,32), incluindo em subgrupos sem fatores de risco para doenças cardiovasculares15 ou sem gestações multifetais.

Custos hospitalares mais elevados ($ 18.705 versus $ 11.983; P <0,0001) foram incorridos em comparação com mulheres que conceberam sem TRA.

O estudo concluiu que gestações concebidas por tecnologia de reprodução1 assistida apresentam maiores riscos de desfechos obstétricos adversos e complicações vasculares2 em comparação com a concepção4 espontânea.

Os médicos devem ter discussões detalhadas sobre as complicações associadas à tecnologia de reprodução1 assistida em mulheres durante o aconselhamento pré-gestacional.

Leia sobre "Como é uma gravidez3 tardia", "Infertilidade9 masculina" e "Gravidez3 de risco: quando pode ocorrer?"

 

Fontes:
Journal of the American Heart Association, Vol. 11, Nº 5, em março de 2022.
Practical Cardiology, notícia publicada em 22 de fevereiro de 2022.

 

NEWS.MED.BR, 2022. Tecnologias de reprodução assistida podem aumentar o risco de arritmia e lesão renal. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1412660/tecnologias-de-reproducao-assistida-podem-aumentar-o-risco-de-arritmia-e-lesao-renal.htm>. Acesso em: 30 jun. 2022.

Complementos

1 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
2 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Concepção: O início da gravidez.
5 Arritmia: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
6 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
7 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
8 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
9 Infertilidade: Capacidade diminuída ou ausente de gerar uma prole. O termo não implica a completa inabilidade para ter filhos e não deve ser confundido com esterilidade. Os clínicos introduziram elementos físicos e temporais na definição. Infertilidade é, portanto, freqüentemente diagnosticada quando, após um ano de relações sexuais não protegidas, não ocorre a concepção.
10 Sênior: 1. Que é o mais velho. 2. Diz-se de desportistas que já ganharam primeiros prêmios: um piloto sênior. 3. Diz-se de profissionais experientes que já exercem, há algum tempo, determinada atividade.
11 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
12 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
13 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
14 Comorbidades: Coexistência de transtornos ou doenças.
15 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
Gostou do artigo? Compartilhe!