Gostou do artigo? Compartilhe!

Ooforectomia bilateral na pré-menopausa foi mais fortemente associada ao declínio cognitivo

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Uma nova pesquisa fornece evidências adicionais de que a ooforectomia1 bilateral antes da menopausa2 aumenta o risco de declínio cognitivo3.

Em um estudo de caso-controle retrospectivo4 de 2.732 mulheres com idades entre 50-89 anos, a ooforectomia1 bilateral antes da menopausa2 e dos 46 anos de idade foi associada com aumento do risco de comprometimento cognitivo3 leve, após ajuste para fatores incluindo idade, educação e genótipo5 APOE, relatou Walter Rocca, MD, da Mayo Clinic em Rochester, Minnesota, e colegas.

No estudo publicado no JAMA Network Open, a equipe também observou que a ooforectomia1 bilateral na pré-menopausa2 antes dos 46 anos estava associada a escores z de cognição6 global, escores z de atenção e domínio executivo e pontuações do Mini Exame do Estado Mental diminuídos em comparação com a não realização de ooforectomia1 bilateral.

“Essa descoberta sugere que os médicos que tratam mulheres com ooforectomia1 bilateral na pré-menopausa2 precisam estar cientes do risco de prejuízo cognitivo3 de suas pacientes... e devem considerar a implementação de planos de monitoramento de tratamento”, escreveram os autores do estudo.

Saiba mais sobre "Riscos e benefícios da retirada dos ovários7" e "Menopausa2".

As associações de ooforectomia1 bilateral entre mulheres na pré-menopausa2, idade na ooforectomia1 e uso de terapia com estrogênio após a ooforectomia1 com o desempenho cognitivo8 mais tarde na vida permanecem controversas.

Assim, o objetivo do estudo foi investigar se as mulheres que se submeteram à ooforectomia1 bilateral na pré-menopausa2 estavam em risco aumentado de comprometimento cognitivo3 leve (CGL) e se experimentaram diminuição do desempenho cognitivo8 global ou específico de domínio.

Este estudo de caso-controle e estudo transversal foram possíveis combinando dados do Mayo Clinic Study of Aging (MCSA) e do sistema de ligação de registros médicos Rochester Epidemiology Project (REP). Os estudos foram conduzidos em uma amostra de base populacional em Olmsted County, Minnesota, consistindo de 2.732 mulheres com idades entre 50 e 89 anos que participaram do estudo MCSA de 2004 a 2019 e foram submetidas a uma avaliação clínica e testes cognitivos9 abrangentes. Os dados foram analisados ​​de janeiro a maio de 2021.

A exposição do estudo foi a documentação de registro médico de ooforectomia1 bilateral extraída de um sistema de ligação de registros médicos (isto é, o REP).

As probabilidades de CGL e escores z globais ou específicos de domínio em testes cognitivos9 foram medidos na primeira consulta do MCSA. A mediana (IQR) de intervalo de tempo entre a ooforectomia1 bilateral realizada antes da menopausa2 e antes dos 50 anos de idade e a avaliação cognitiva10 foi de 30 (22-38) anos.

Entre 2.732 mulheres com idade entre 50 a 89 anos (idade mediana [IQR] na avaliação, 74 [66-81] anos) que participaram do MCSA, o estudo de caso-controle incluiu 283 mulheres com CGL (10,4%) e 2.449 mulheres sem comprometimento cognitivo3 (89,6%).

A ooforectomia1 bilateral antes da menopausa2 e antes dos 46 anos de idade foi associada com CGL diagnosticado clinicamente (odds ratio ajustada [aOR], 2,21; IC 95%, 1,41-3,45; P <0,001) em comparação com nenhuma ooforectomia1 bilateral.

A presença de associação com CGL variou por indicação cirúrgica, com associação entre 259 mulheres com ooforectomia1 bilateral antes da menopausa2 e antes dos 50 anos para indicação de condição ovariana benigna (aOR, 2,43; IC 95%, 1,36-4,33; P = 0,003), mas não para câncer11 ou nenhuma condição ovariana.

A presença de uma associação não variou com a terapia com estrogênio após ooforectomia1 bilateral, com associações entre mulheres com menos de 46 anos com terapia com estrogênio (aOR, 2,56; IC 95%, 1,24-5,31; P = 0,01) e sem terapia com estrogênio (aOR, 2,05; IC 95%, 1,18-3,52; P = 0,01).

O estudo transversal incluiu 625 mulheres com história de ooforectomia1 bilateral (idade mediana [IQR], 75 [70-82] anos) e 2.107 mulheres sem história de ooforectomia1 bilateral (idade mediana [IQR], 73 [65-80 ] anos). Ooforectomia1 bilateral na pré-menopausa2 foi realizada antes dos 46 anos de idade entre 161 mulheres e foi associada à diminuição do escore z de cognição6 global (β, -0,17; IC 95%, -0,32 a -0,03; P = 0,02), do escore z de atenção e domínio executivo (β, -0,21; IC 95%, -0,36 a -0,05; P = 0,009) e da pontuação do Mini Exame do Estado Mental (β, -0,51; IC 95%, -0,95 a -0,08; P = 0,02) em comparação à não realização de ooforectomia1 bilateral.

Este estudo descobriu que as mulheres que se submeteram à ooforectomia1 bilateral antes da menopausa2 aumentaram as chances de comprometimento cognitivo3 leve e pioraram o desempenho em testes cognitivos9 cerca de 30 anos depois, em comparação com mulheres que não foram submetidas à ooforectomia1 bilateral.

Leia sobre "Envelhecimento cerebral normal ou patológico", "Câncer11 de ovário12" e "Menopausa2 precoce e menopausa2 tardia".

 

Fontes:
JAMA Network Open, publicação em 11 de novembro de 2021. (doi:10.1001/jamanetworkopen.2021.31448)
MedPage Today, notícia publicada em 11 de novembro de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Ooforectomia bilateral na pré-menopausa foi mais fortemente associada ao declínio cognitivo. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1405620/ooforectomia-bilateral-na-pre-menopausa-foi-mais-fortemente-associada-ao-declinio-cognitivo.htm>. Acesso em: 27 jan. 2022.

Complementos

1 Ooforectomia: Ablação ou retirada de um ou dos dois ovários.
2 Menopausa: Estado fisiológico caracterizado pela interrupção dos ciclos menstruais normais, acompanhada de alterações hormonais em mulheres após os 45 anos.
3 Cognitivo: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
4 Retrospectivo: Relativo a fatos passados, que se volta para o passado.
5 Genótipo: Composição genética de um indivíduo, ou seja, os genes que ele tem.
6 Cognição: É o conjunto dos processos mentais usados no pensamento, percepção, classificação, reconhecimento e compreensão para o julgamento através do raciocínio para o aprendizado de determinados sistemas e soluções de problemas.
7 Ovários: São órgãos pares com aproximadamente 3cm de comprimento, 2cm de largura e 1,5cm de espessura cada um. Eles estão presos ao útero e à cavidade pelvina por meio de ligamentos. Na puberdade, os ovários começam a secretar os hormônios sexuais, estrógeno e progesterona. As células dos folículos maduros secretam estrógeno, enquanto o corpo lúteo produz grandes quantidades de progesterona e pouco estrógeno.
8 Desempenho cognitivo: Desempenho dos processos de aprendizagem e de aquisição de conhecimento através da percepção.
9 Cognitivos: 1. Relativo ao conhecimento, à cognição. 2. Relativo ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
10 Cognitiva: 1. Relativa ao conhecimento, à cognição. 2. Relativa ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. 3. Diz-se de estados e processos relativos à identificação de um saber dedutível e à resolução de tarefas e problemas determinados. 4. Diz-se dos princípios classificatórios derivados de constatações, percepções e/ou ações que norteiam a passagem das representações simbólicas à experiência, e também da organização hierárquica e da utilização no pensamento e linguagem daqueles mesmos princípios.
11 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
12 Ovário: Órgão reprodutor (GÔNADAS) feminino. Nos vertebrados, o ovário contém duas partes funcionais Sinônimos: Ovários
Gostou do artigo? Compartilhe!