Gostou do artigo? Compartilhe!

Uma classe de antibiótico sintético superou a resistência bacteriana a múltiplas drogas

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A escassez de novos medicamentos eficazes contra bactérias resistentes a antibióticos representa um crescente problema de saúde1 pública global.

Por mais de cinco décadas, a busca por novos antibióticos se baseou fortemente na modificação química de produtos naturais (semissíntese), um método mal equipado para combater ameaças de resistência em rápida evolução. Modificações semissintéticas são tipicamente de escopo limitado dentro de antibióticos polifuncionais, geralmente aumentam o peso molecular e raramente permitem modificações do arcabouço subjacente.

Quando adequadamente projetadas, as rotas totalmente sintéticas podem facilmente resolver essas deficiências.

Neste estudo, publicado na revista Nature, pesquisadores relatam o design guiado por estrutura e a síntese baseada em componentes de uma estrutura rígida de oxepanoprolina que, quando ligada ao resíduo de aminooctose da clindamicina, produz um antibiótico de potência e espectro de atividade excepcionais, que foi chamado de iboxamicina.

A Iboxamicina é eficaz contra os patógenos ESKAPE, incluindo cepas2 que expressam enzimas metiltransferase de RNA ribossômico Erm e Cfr, produtos de genes que conferem resistência a todos os antibióticos clinicamente relevantes direcionados à grande subunidade ribossômica, ou seja, macrolídeos, lincosamidas, fenicóis, oxazolidinonas, pleuromutilinas e estreptograminas.

Estudos cristalográficos de raios-X da iboxamicina em complexo com o ribossomo bacteriano nativo, bem como com o ribossomo metilado Erm, descobrem a base estrutural para essa atividade aprimorada, incluindo um deslocamento do nucleotídeo m62A2058 após a ligação ao antibiótico.

A Iboxamicina é oralmente biodisponível, segura e eficaz no tratamento de infecções3 bacterianas Gram-positivas e Gram-negativas em camundongos, atestando a capacidade da síntese química de fornecer novos antibióticos em uma era de resistência crescente.

Leia sobre "O que são bactérias", "Usos e abusos dos antibióticos" e "A resistência aos antibióticos e as superbactérias".

 

Fonte: Nature, publicação em 27 de outubro de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Uma classe de antibiótico sintético superou a resistência bacteriana a múltiplas drogas. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1404960/uma-classe-de-antibiotico-sintetico-superou-a-resistencia-bacteriana-a-multiplas-drogas.htm>. Acesso em: 27 nov. 2021.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Cepas: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
3 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
Gostou do artigo? Compartilhe!