Gostou do artigo? Compartilhe!

Peptídeos bacterianos apresentados em células tumorais podem ser alvos de imunoterapia

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os tumores humanos são colonizados por microrganismos, chamados coletivamente de microbiota1 tumoral, que podem afetar o microambiente do tumor2 – por exemplo, causando inflamação3 ou supressão imunológica local. Isso pode levar a mudanças na forma como o sistema imunológico4 do corpo responde ao tumor2 e pode alterar as respostas à terapia.

Mas as próprias bactérias intratumorais são reconhecidas pelo sistema imunológico4? Escrevendo na Nature, Kalaora et al. mostram que fragmentos5 de proteínas6 bacterianas chamados de peptídeos são apresentados ao sistema imunológico4 na superfície das células7 tumorais e são reconhecidos por células7 imunes chamadas células7 T. Esta descoberta pode ser explorada para imunoterapêuticos do câncer8.

O novo estudo realizou a identificação de peptídeos ligados ao antígeno9 leucocitário humano (HLA) derivados de bactérias no melanoma10.

Leia sobre "Conhecendo melhor o melanoma10" e "O que são bactérias".

Buscou-se descobrir se os antígenos11 derivados de bactérias intracelulares são apresentados pelas moléculas de antígeno9 leucocitário humano de classes I e II (HLA-I e HLA-II, respectivamente) de células7 tumorais, ou se tais antígenos11 desencadeiam uma resposta imune de células7 T infiltrantes de tumor2.

Os pesquisadores usaram o sequenciamento do gene do RNA ribossomal 16S (rRNA 16S) e a análise peptidômica do HLA para identificar um repertório de peptídeos derivado de bactérias intracelulares que foi apresentado nas moléculas HLA-I e HLA-II em tumores de melanoma10.

A análise de 17 metástases12 de melanoma10 (derivadas de 9 pacientes) revelou 248 e 35 peptídeos HLA-I e HLA-II exclusivos, respectivamente, que eram derivados de 41 espécies de bactérias.

Foram identificados peptídeos bacterianos recorrentes em tumores de diferentes pacientes, bem como em diferentes tumores do mesmo paciente.

O estudo revela que peptídeos derivados de bactérias intracelulares podem ser apresentados por células7 tumorais e provocar reatividade imunológica e, assim, fornecer informações sobre um mecanismo pelo qual as bactérias influenciam a ativação do sistema imunológico4 e as respostas à terapia.

Tomados em conjunto, os resultados de Kalaora e colegas apontam para a possibilidade de que os peptídeos bacterianos exibidos no tumor2 são uma classe de antígeno9 tumoral previamente não identificada. No entanto, várias questões permanecem. Para serem antígenos11 tumorais genuínos, as espécies bacterianas identificadas não devem invadir tecido13 não tumoral e seus peptídeos não devem ser apresentados em HLAs em células7 não tumorais. Se esta apresentação fosse detectada, os peptídeos não seriam qualificados como alvos de imunoterapia.

Além disso, os peptídeos bacterianos parecem ser bastante abundantes, então por que o corpo não monta uma resposta imune eficaz contra os melanomas? Mais estudos de peptídeos bacterianos exibidos em tumor2 em combinação com informações do paciente serão necessários para elucidar o papel clínico potencial dos peptídeos. Esses dados podem ajudar os pesquisadores a selecionar alvos bacterianos adequados para abordagens de imunoterapia contra o câncer8.

Veja também sobre "Imunoterapia", "Câncer8 de pele14" e "Câncer8 - informações importantes".

 

Fonte: Nature, publicação em 17 de março de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. Peptídeos bacterianos apresentados em células tumorais podem ser alvos de imunoterapia. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1390790/peptideos-bacterianos-apresentados-em-celulas-tumorais-podem-ser-alvos-de-imunoterapia.htm>. Acesso em: 14 abr. 2021.

Complementos

1 Microbiota: Em ecologia, chama-se microbiota ao conjunto dos microrganismos que habitam um ecossistema, principalmente bactérias, protozoários e outros microrganismos que têm funções importantes na decomposição da matéria orgânica e, portanto, na reciclagem dos nutrientes. Fazem parte da microbiota humana uma quantidade enorme de bactérias que vivem em harmonia no organismo e auxiliam a ação do sistema imunológico e a nutrição, por exemplo.
2 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
3 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
4 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
5 Fragmentos: 1. Pedaço de coisa que se quebrou, cortou, rasgou etc. É parte de um todo; fração. 2. No sentido figurado, é o resto de uma obra literária ou artística cuja maior parte se perdeu ou foi destruída. Ou um trecho extraído de uma obra.
6 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
7 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
8 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
9 Antígeno: 1. Partícula ou molécula capaz de deflagrar a produção de anticorpo específico. 2. Substância que, introduzida no organismo, provoca a formação de anticorpo.
10 Melanoma: Neoplasia maligna que deriva dos melanócitos (as células responsáveis pela produção do principal pigmento cutâneo). Mais freqüente em pessoas de pele clara e exposta ao sol.Podem derivar de manchas prévias que mudam de cor ou sangram por traumatismos mínimos, ou instalar-se em pele previamente sã.
11 Antígenos: 1. Partículas ou moléculas capazes de deflagrar a produção de anticorpo específico. 2. Substâncias que, introduzidas no organismo, provocam a formação de anticorpo.
12 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
13 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
14 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
Gostou do artigo? Compartilhe!