Gostou do artigo? Compartilhe!

Eficácia da acupuntura na síndrome dos ovários policísticos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Um estudo publicado no periódico Medicine teve como objetivo avaliar a eficácia da acupuntura em mulheres em idade reprodutiva com síndrome1 dos ovários2 policísticos (SOP).

Foram pesquisados os bancos de dados Pubmed, Web of Science, Embase, Cochrane, China National Knowledge Infrastructure (CNKI), Wanfang Data e Chongqing VIP para a literatura relevante. A metanálise foi realizada com um modelo de efeitos aleatórios com RevMan 5.3.

Os desfechos primários de interesse incluíram a taxa de nascidos vivos, gravidez3 e ovulação4, e os desfechos secundários incluíram a recuperação do período menstrual e dos níveis hormonais. Os resultados foram expressos como o risco relativo (RR) para os dados discretos e a diferença média (MD) para os resultados contínuos com intervalo de confiança (IC) de 95%.

Vinte e dois estudos com 2.315 participantes foram incluídos nesta revisão sistemática e metanálise. Uma análise agrupada mostrou uma recuperação do período menstrual (5 ensaios; 364 participantes; SMD, −0,52; IC de 95% [−0,89, −0,14]; I² = 67%; P = 0,0007; certeza baixa) no grupo de acupuntura.

Além disso, houve diminuições significativas no hormônio5 luteinizante (LH) (13 ensaios; 917 participantes; MD, −0,92; IC de 95% [−1,43, −0,41]; I² = 60%; P = 0,0004; certeza muito baixa) e testosterona (13 ensaios; 923 participantes; SMD, −0,46; IC de 95% [−0,73, −0,20]; I² = 75%; P = 0,0006; certeza muito baixa) no grupo de acupuntura.

Nenhuma diferença significativa foi observada nas taxas de nascidos vivos, gravidez3 e ovulação4, e nenhuma diferença significativa foi observada na proporção LH / hormônio5 folículo6-estimulante (FSH).

Não havia evidências suficientes para apoiar que a acupuntura pudesse promover nascidos vivos, gravidez3 e ovulação4. No entanto, a acupuntura pode promover a recuperação dos ciclos menstruais, bem como diminuir os níveis de LH e testosterona em pacientes com SOP.

Leia sobre "Entendendo os ovários2 policísticos", "Acupuntura", "Ovulação4" e "Riscos e benefícios da retirada dos ovários2".

 

Fonte: Medicine, publicação em 29 de maio de 2020.

 

NEWS.MED.BR, 2020. Eficácia da acupuntura na síndrome dos ovários policísticos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1378248/eficacia-da-acupuntura-na-sindrome-dos-ovarios-policisticos.htm>. Acesso em: 25 set. 2020.

Complementos

1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Ovários: São órgãos pares com aproximadamente 3cm de comprimento, 2cm de largura e 1,5cm de espessura cada um. Eles estão presos ao útero e à cavidade pelvina por meio de ligamentos. Na puberdade, os ovários começam a secretar os hormônios sexuais, estrógeno e progesterona. As células dos folículos maduros secretam estrógeno, enquanto o corpo lúteo produz grandes quantidades de progesterona e pouco estrógeno.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Ovulação: Ovocitação, oocitação ou ovulação nos seres humanos, bem como na maioria dos mamíferos, é o processo que libera o ovócito II em metáfase II do ovário. (Em outras espécies em vez desta célula é liberado o óvulo.) Nos dias anteriores à ovocitação, o folículo secundário cresce rapidamente, sob a influência do FSH e do LH. Ao mesmo tempo que há o desenvolvimento final do folículo, há um aumento abrupto de LH, fazendo com que o ovócito I no seu interior complete a meiose I, e o folículo passe ao estágio de pré-ovocitação. A meiose II também é iniciada, mas é interrompida em metáfase II aproximadamente 3 horas antes da ovocitação, caracterizando a formação do ovócito II. A elevada concentração de LH provoca a digestão das fibras colágenas em torno do folículo, e os níveis mais altos de prostaglandinas causam contrações na parede ovariana, que provocam a extrusão do ovócito II.
5 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
6 Folículo: 1. Bolsa, cavidade em forma de saco. 2. Fruto simples, seco e unicarpelar, cuja deiscência se dá pela sutura que pode conter uma ou mais sementes (Ex.: fruto da magnólia).
Gostou do artigo? Compartilhe!