Gostou do artigo? Compartilhe!

Associação entre uso de mídias em tela e desempenho acadêmico entre crianças e adolescentes

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

As consequências para a saúde1 do uso excessivo de mídias em tela por crianças e adolescentes estão sendo cada vez mais reconhecidas; no entanto, a associação entre o uso de mídias em tela e o desempenho acadêmico ainda precisa ser elucidada.

Para responder esta pergunta de qual a associação entre atividades baseadas na tela e áreas de desempenho acadêmico entre crianças e adolescentes, pesquisadores realizaram uma revisão sistemática e metanálise, publicada pelo JAMA Pediatrics.

Leia os artigos "Os adolescentes e o mundo virtual" e "Crianças e adolescentes e as mídias digitais".

Eles encontraram resultados que indicam que assistir televisão e jogar videogame (mas não as mídias em tela de modo geral) foram inversamente associados ao desempenho acadêmico de crianças e adolescentes. Além disso, a associação negativa entre essas atividades baseadas na tela e o desempenho acadêmico parece maior para os adolescentes do que para as crianças menores.

Para chegar a essas conclusões, a revisão objetivou estimar a associação do tempo gasto em atividades baseadas em telas com áreas específicas de desempenho acadêmico em crianças e adolescentes e examinar essa associação separadamente nessas populações.

As bases de dados MEDLINE, Scopus, Web of Science, Cochrane Database of Systematic Reviews e ERIC foram pesquisadas ​​desde o início do banco de dados até setembro de 2018.

Foram selecionados, de forma independente por 2 pesquisadores, estudos transversais da associação entre tempo ou frequência de uso de mídias em tela e desempenho acadêmico em crianças e adolescentes. Foram identificados 5.599 estudos, publicados entre 1958 e 2018, de 23 países.

Os dados foram processados ​​de acordo com os itens de relatório preferidos para revisões sistemáticas e meta-análises (PRISMA). Modelos de efeitos aleatórios foram usados ​​para estimar o tamanho do efeito combinado (ES).

As áreas de desempenho acadêmico incluíam pontuações compostas, idioma e matemática. As medidas de mídias em tela incluíam tempo ou frequência de uso de computador, internet, telefone celular, televisão, videogame e uso geral de mídias em tela.

No total, 58 estudos transversais (1,0%) de 5.599 artigos foram incluídos na revisão sistemática, dos quais 30 (52%) foram incluídos na metanálise. Os estudos de revisão sistemática envolveram 480.479 participantes de 4 a 18 anos, variando de 30 a 192.000 pessoas por estudo, e os estudos de metanálise envolveram 106.653 participantes no total, variando de 70 a 42.041 pessoas por estudo.

Em todos os estudos, a quantidade de tempo gasto no uso geral de telas não foi associada ao desempenho acadêmico (ES = -0,29; IC 95%, -0,65 a 0,08).

Individualmente, assistir televisão foi inversamente associado a pontuações de desempenho acadêmico composto (ES = -0,19; IC 95%, -0,29 a -0,09), idioma (ES = -0,18; IC 95%, -0,36 a -0,01) e matemática (ES = -0,25; IC 95%, -0,33 a -0,16).

Jogar videogame foi inversamente associado a pontuações compostas (ES = -0,15; IC 95%, -0,22 a -0,08).

As análises de subgrupos constataram que assistir televisão estava inversamente associada ao idioma apenas em crianças (ES = -0,20; IC 95%, -0,26 a -0,15), enquanto tanto assistir televisão (ES = -0,19; IC 95%, -0,30 a -0,07 ) quanto jogar videogame (ES = -0,16; IC 95%, -0,24 a -0,09) foram inversamente associados a pontuações compostas apenas em adolescentes.

Os resultados sugerem que cada atividade baseada em tela deve ser analisada individualmente quanto à sua associação com o desempenho acadêmico, particularmente a televisão e o videogame, que parecem ser as atividades mais negativamente associadas aos resultados acadêmicos. Os profissionais de educação e saúde1 pública devem considerar a supervisão e redução do uso de mídias em tela como estratégias para melhorar o sucesso acadêmico de crianças e adolescentes.

Vejam também sobre "Distúrbios de aprendizagem escolar" e "Mídias sociais e o bem-estar de adolescentes".

 

Fonte: JAMA Pediatrics, publicação em 23 de setembro de 2019.

 

NEWS.MED.BR, 2019. Associação entre uso de mídias em tela e desempenho acadêmico entre crianças e adolescentes. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1347363/associacao-entre-uso-de-midias-em-tela-e-desempenho-academico-entre-criancas-e-adolescentes.htm>. Acesso em: 17 out. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!