Gostou do artigo? Compartilhe!

JAMA Pediatrics: dormir menos do que o necessário pode interferir negativamente no comportamento de adolescentes

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Alunos do ensino médio que dormiram menos em uma noite normal apresentaram maior chance de comportamento de risco, incluindo consumo de bebidas e drogas, comportamento agressivo e autoflagelação, de acordo com dados do Youth Risk Behavior Survey.

Em comparação com adolescentes que dormiram ≥8 horas, os estudantes que dormiram <6 horas tinham mais do que o dobro de relatos de uso de álcool (OR 2,01; IC95% 1,84-2,19) ou outros medicamentos (OR 2,34; IC95% 2,16-2,52) e quase duas vezes mais probabilidade de entrar em uma briga (OR 1,97, IC 95% 1,81-2,15), relatou Matthew Weaver, PhD, do Brigham and Women’s Hospital, em Boston.

Além disso, aqueles que dormiram <6 horas apresentaram probabilidade três vezes maior de ter considerado suicídio (OR 3,12, IC95% 2,85-3,41) ou tentativa de suicídio (OR 3,39, IC95% 3,00-3,82) e relataram quatro vezes mais uma tentativa de suicídio que resultou em tratamento (OR 4,24, IC95% 3,53-5,10) em comparação com seus pares que dormiram ≥8 horas, escreveram Matthew D. Weaver, Laura K. Barger, Susan Kohl Malone, e colaboradores do Brigham and Women’s Hospital, Harvard Medical School e da New York University no periódico JAMA Pediatrics.

Saiba mais sobre "Automutilação", "Crises da adolescência" e "Suicídio".

Os alunos que dormiram menos de 6 horas também tiveram maior probabilidade do que seus colegas que dormiram ≥8 horas de se envolver nos comportamentos abaixo:

  • Direção sob influência de entorpecentes: OR 1,75 (IC 95% 1,61-1,91)
  • Uso de tabaco: OR 1,94 (IC 95% 1,80-2,10)
  • Atividade sexual de risco: OR 1,65 (IC 95% 1,53-1,78)
  • Porte de arma: OR 1,95 (IC 95%, 1,77-2,14)

Pesquisas anteriores descobriram que uma média de 8 a 10 horas de sono é ideal para adolescentes e que menos horas podem resultar em julgamento alterado e afetar negativamente os padrões de aprendizagem e desenvolvimento, disseram os autores. Eles descobriram que outros dados indicam que mais de 70% dos estudantes do ensino médio têm menos de 8 horas de sono por noite.

Este estudo coletou dados da Youth Risk Behavior Survey, de fevereiro de 2007 a maio de 2015. Foram 67.615 pesquisas no total no conjunto de dados. Dos participantes, 48,8% eram meninas e a maioria era branca (58,4%), com 18,3% relatando que eram hispânicos ou latinos, 12,4% negros ou afro-americanos e 8,2% como "outra raça ou etnia".

Os autores descobriram que apenas 20.538 alunos (30,4%) relataram ter ≥8 horas de sono em uma noite escolar média. Além disso, a parcela de estudantes que relatou <8 horas de sono em uma noite normal durante o período do estudo aumentou de 68,9% em 2007 para 71,9% em 2015, disseram eles.

Weaver disse que, embora esses dados não mostrem uma relação causal, ele e sua equipe controlaram fatores de confusão como idade, sexo, raça/etnia e ano de pesquisa. No futuro, ele gostaria de ver uma pesquisa que revela o que causa essas deficiências do sono e como melhorar a higiene do sono pode melhorar a segurança, bem-estar e humor dos estudantes do ensino médio, disse ele.

"O mais importante é permitir que os alunos tenham tempo suficiente para conseguir o sono de que precisam", disse Weaver. "Embora alguns fatores sejam regulamentados pelas escolas, os pais podem estar cientes do momento das atividades após a aula e do dever de casa, para garantir que os alunos possam atingir 8 a 10 horas antes de acordarem de manhã."

Apesar dos fatores que Weaver e sua equipe controlaram, podem existir variáveis confundidoras persistentes que levam a associações bidirecionais e outras limitações citadas pelos autores incluem a conveniência social e o viés de memória, devido à natureza autorreferida dos dados.

Leia também os textos: "Ciclos do sono", "Insônia" e "Seu filho dorme bem?".

 

Fonte: JAMA Pediatrics, 1º de outubro de 2018

 

NEWS.MED.BR, 2018. JAMA Pediatrics: dormir menos do que o necessário pode interferir negativamente no comportamento de adolescentes. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1325018/jama-pediatrics-dormir-menos-do-que-o-necessario-pode-interferir-negativamente-no-comportamento-de-adolescentes.htm>. Acesso em: 20 out. 2018.

Complementos

Gostou do artigo? Compartilhe!