Gostou do artigo? Compartilhe!

Nova cepa do vírus da gripe aviária H7N9 tem potencial para causar futuras pandemias

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Os vírus1 H7N9 da gripe2 aviária altamente patogênica3 (HPAI) replicam de forma eficiente em mamíferos (furões) e são mais patogênicos do que os vírus1 H7N9 de baixa patogenicidade em mamíferos. Além disso, eles são transmitidos através de gotículas respiratórias entre furões, apresentam baixa sensibilidade aos inibidores da neuraminidase em camundongos e estão mais próximos de adquirir adaptações para serem transmitidos entre humanos.

Um artigo divulgado na revista Cell Host & Microbe, com participação de pesquisadores japoneses da Division of Virology, Department of Microbiology and Immunology, Institute of Medical Science, da Universidade de Tóquio, estudou uma nova cepa4 do vírus1 H7N9 e observou que os vírus1 da gripe2 H7N9 de baixa patogenicidade evoluíram recentemente para se tornar altamente patogênicos, suscitando preocupações de uma pandemia5, particularmente se esses vírus1 adquirirem transmissibilidade humana-humana eficiente.

Leia sobre a "Diferença entre endemia, epidemia e pandemia5".

Comparando um vírus1 H7N9 de baixa patogenicidade com um isolado altamente patogênico6 e duas de suas variantes que representam subpopulações sensíveis e resistentes ao inibidor de neuraminidase detectadas dentro do isolado, foi observado que os vírus1 H7N9 altamente patogênicos replicaram de forma eficiente em camundongos, furões e/ou primatas não humanos e eram mais patogênicos em ratos e furões do que o vírus1 H7N9 de baixa patogenicidade, com exceção do vírus1 resistente a inibidores da neuraminidase, atenuação moderada. Todos os vírus1 transmitidos entre furões através de gotículas respiratórias e a variante sensível à neuraminidase mataram vários dos animais infectados e expostos.

Os inibidores de neuraminidase mostraram eficácia limitada contra estes vírus1 in vivo, mas os vírus1 eram susceptíveis a um inibidor de polimerase. Esses resultados sugerem que o vírus1 H7N9 altamente patogênico6 possui potencial pandêmico e deve ser monitorado de perto.

Leia também sobre "Gripe2", "Gripe2 suína", "Resfriado comum" e "Pneumonia7".

 

Fonte: Cell Host & Microbe

 

NEWS.MED.BR, 2017. Nova cepa do vírus da gripe aviária H7N9 tem potencial para causar futuras pandemias. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1305973/nova-cepa-do-virus-da-gripe-aviaria-h7n9-tem-potencial-para-causar-futuras-pandemias.htm>. Acesso em: 23 out. 2019.

Complementos

1 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
2 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
3 Patogênica: 1. Relativo a patogenia, patogênese ou patogenesia. 2. Que provoca ou pode provocar, direta ou indiretamente, uma doença.
4 Cepa: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
5 Pandemia: É uma epidemia de doença infecciosa que se espalha por um ou mais continentes ou por todo o mundo, causando inúmeras mortes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a pandemia pode se iniciar com o aparecimento de uma nova doença na população, quando o agente infecta os humanos, causando doença séria ou quando o agente dissemina facilmente e sustentavelmente entre humanos. Epidemia global.
6 Patogênico: 1. Relativo a patogenia, patogênese ou patogenesia. 2. Que provoca ou pode provocar, direta ou indiretamente, uma doença.
7 Pneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar. Sua causa mais freqüente é a infecção bacteriana, apesar de que pode ser produzida por outros microorganismos. Manifesta-se por febre, tosse, expectoração e dor torácica. Em pacientes idosos ou imunodeprimidos pode ser uma doença fatal.
Gostou do artigo? Compartilhe!